domingo, 5 de agosto de 2007

Dois pra lá, dois pra cá.









A gente ouvia Dinah Washington. E dançava.

2 comentários:

priscii442 disse...

Sabe, eu acho tão lindo o amor de vocês. delicado. algo que me inspira. eu quero um amor assim.

Ana disse...

cara Pequena :)

é tão bonito quando a ação é despretensiosa, que comunica porque transborda...

o amor que tens em ti, cuja existência permites em respingos neste "papel", é uma doce inspiração.

te agradeço por compartilhares, para além do Pequeno, tua sabedoria, que embora tenha "dor" no meio, termina com um "ria" :)