segunda-feira, 16 de março de 2009

Mais uma chance de ganhar o seu exemplar.

A Carol se emocionou, falou sobre o livro e ainda está sorteando o dela. Aproveita: vai .

10 comentários:

Lilliann disse...

O meu livro(aliás o SEU livro) atravessou oceanos e veio parar aqui no Japão,ganhei de presente do meu esposo q foi ao Brasil e me trouxe! To amando,me emociono com cada página,é uma mistura de poesia,um amor mágico e a forma como vc usa as palavras nw há como nw se emocionar!E espero que o livro que a Carol vai sortear,saia p/ uma pessoa que saiba ler com os olhos da alma!!Parabéns Cristiana por dar a Francisco a vida e ser esta mãe maravilhosa!!!Bjs

Thais disse...

oi cris...
sou de juiz de fora e li seu livro, li em um dia...
q história, q mulher, q força, q garra...
q mãe...
francisco vai ser grato sempre por isso...
parabens pela força e pelo talento para escrever...
abraços...
Thais

Juliana Rocha disse...

Foram necessários 5 dias. Sim! Cinco dias para te conhecer e te amar. Entrei aqui por indicação de uma amiga... e durante cinco dias initerruptos eu assisti ao filme da sua vida. Tenho esse poder: de me envolver tanto nas histórias que leio que pareço fazer parte dela. Esse fim de semana fiquei preguiçosa, triste e inquieta... estava lendo seu ano mais dificil... demorava de dormir por conta do choro convulsivo. Hj, ao terminar de ler todoosss os posts, me sinto mais alegre, esperançosa! Feliz por saber q existem pessoas que fazem do sofrimento apenas mais uma página. Não deixam q ele domine suas vidas e não os usam para manipular os outros, para se fazerem de coitadas. Você é o q eu sempre imaginei que não existia, Cris: forte sem perder a ternura, delicada sem parecer frágil, simples.
Obrigada! Obrigada por mudar algumas pecinhas do meu quebra cabeça!

Darlana Godoi disse...

Eu também vou sortear o seu livro Cris!

Acabei de ler e quero que alguem mais se emocione como eu me emocionei. Beijos!

http://semtemplate.blogspot.com/2009/03/para-emocionar.html

.: Juliana :. disse...

Olá Cris, sempre que posso passo por aqui para ler o seu blog, me passa uma paz. Adoro.
Fui lá no site da Carol, mandei e-mail, quero ganhar o livro. Caso não consiga, vou comprá-lo :)

Parabéns pela sua determinação.
Vc já está nos meus favoritos.
Quando der, passe no meu.

Abraço.

Ken disse...

Cris,
Ganhei o seu livro de uma amiga minha e me emocionei com ele.
Gostei mto de sua escrita e me identifiquei qdo vi que vc escreve pensando em alguém, tenho essa mesma mania, de escrever, de as vezes precisar escrever.
Vc é uma mulher mto forte e passei a te admirar no momento em que comecei a ler suas palavras.
Seu livro me ajudou, me fez refletir e me fez escrever um blog.
Qdo puder dar uma passada nele, ficarei mto feliz,
Obrigado pelo livro,
bjos

Paula Theotonio disse...

Cristiana, inventei de ler o seu blog no trabalho, num dia em que já estava emocionalmente abalada... Já sabe, né? Tive que ficar escondendo as lágrimas do colega ao lado.

Sem conseguir parar de ler e muito menos segurar as lágrimas, recorri à saída mais clássica nessas horas: o banheiro. Voltei e ainda chorei mais um tiquinho.

É impossível não se apaixonar pela sua história. Fiquei pensando na quantidade de mulheres que têm histórias parecidas com a sua e na forma que elas buscaram de manter viva a memória da pessoa amada para os filhos.

Não te desejo força; isso, você já tem de sobra. Desejo que tenha cada vez mais amor dentro de si para saber cultivar o que se foi e serenidade para seguir em frente.

Grande abraço!

Paula Theotonio.

Dani disse...

Quem ñ consegue amar a Cris?
Difícil,né?

Bjossss...
Eu fui lá pra ver se tenho sorte dessa vez....

Gabriela Bortolon disse...

Ganhei seu livro de presente de aniversário de uma amiga. Li inteiro no memso dia em que chegou em minhas mãos. E não poderia ser diferente, você tem o dom. E a cada pagina, texto, dá mais vontade de ler o que está por vir. A forma como vc narra cada historia sua e de Guilherme leva qualquer um a entrar em seu universo, e pensar que viu tudo aquilo, que também estava ali quando a foto de seus pais cobriu a parede toda. Francisco vai sim, narrar historias do Guilerme como se tivesse conhecido ele e com orgulho, assim como Guilherme falava de seu pai Cristiana. Tenho certeza que ele vai carregar a sensação de ter conhecido o pai depois do que vc faz por ele, para que ele não perca essa memoria que ele não pode ter pelo convivio.

Jannie Abrita disse...

Impossivel não acompanhar o seu blog.Com toda sua ternura e delicadeza. Mas bonito mesmo´é ver você crescendo ao lado de Francisco. Vendo com os olhos dele que dizem pra você todo dia: Que o amor sempre tem chance!
Felicidade Cris. Vc merece!