terça-feira, 23 de setembro de 2008

Mamãe vai trabalhar.

Aceno dizendo "eu te amo" e você me devolve um sorriso cheio, apertando os olhinhos para se proteger do sol. Todos os dias, esse seu olhar do seu pai. Que outro final feliz essa história poderia ter?

22 comentários:

Dri_ disse...

Esses homenzinhos de hoje surpreendem, não é mesmo?
O meu bebê nunca chorou ao me ver sair para trabalhar. Também me dá tchau sorrindo, são uns fofos!

brisa disse...

é quando lemos algo como isso que vemos o quanto podemos encontrar a mais verdadeira felicidade nas coisas simples da vida, como um sorriso de alguem q nós amamos!

Bia Nascimento disse...

Ai q gostoso isso!

Doce e Baccana disse...

Oi! Aqui onde trabalho sempre me dizem que sou desligada, principalmente depois que engravidei do meu Vinícius. Levo na brincadeira para que a gastrite que venho criando não cresça muito (rsrsrs), mas, aqui entre nós, tenho que confessar que dias desses percebi que "às vezes", de fato, spu bem desligada. Já tinha lido a sua história numa revista (não me lembro qual agora! opsss) e tinha chorado muito, pois me coloquei na sua pele e bastou para que me travesseiro ficasse ensopado. Meses depois da leitura, entrei num blog chamado HOJE VOU ASSIM e amei...navegando por ele, percebi que se tratava de um de muitos blogs voltados a moda. Dai montei meu DOCE & BACCANA (brechó on line) em que vendo peças que não uso mais bla, blá, blá. Só estou aqui, para dizer, que ao folhear a tal revista dias desses, me "liguei" que era você, aquela moça que havia me emocionado tanto a mesma que me inspirou a fazer meu blog! Tá bom! Sou desligada sim, mas "pero no mucho""!
Bjs e parabéns!

Anônimo disse...

Há coisa melhor do que começar o dia com um sorriso de um filho?!

Leio sempre, raro comentar mas adoro te ler.

Denise A.

Anônimo disse...

Que delícia receber um "eu te amo" através de um sorriso sincero...

Cris, todo mundo que vejo que tem o sobrenome "Guerra" logo pergunto se te conhece...

Seu sobrenome combina muito com vc pequena guerreira...

bejos

Marcele Sganzerla

JAZZ-MIM disse...

que delicia esse pequeno.... adoro a intensidade que vc escreve com tão poucas palavras...

val disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gu_cyberpunk disse...

lindo seu blog.
linda cada palavra.
linda sua história, pois lendo percebe-se o que aconteceu.
felicidade sempre pra você, seu filho e todos que te rodeiam com tantos mundos e amor.

Tita disse...

Ele é simplesmente lindo...
Quando puder, coloca mais foto dele, Cris, pra gente ver como ele tá! beijos

Ateliê GN disse...

Isso é perfeito!

Anônimo disse...

Lindo isso, maravilhoso, só quem tem esse olhar sabe o que significa.
Mas o melhor, o melhor , o melhor mesmo, é saber que esse olhar de filho nunca, nunca vai nos abandonar.


Lucia L.

Renata disse...

Ai, nem me fale...Sofro tanto quando saio para trabalhar e deixo as minhas pequenas chorando...Isso não raramente acontece quando saio também à noite, pois dou aula em uma faculdade até às 10:30, duas vezes por semana...Tenso, né???
Mas sou recompensada pela alegria que vejo nas duas quando digo: Hoje não tem aula à noite!!!!!!!!!!

Abraço grande!

Renata Rocha disse...

Menina sonhei com vc noite passada ! Abafa total ! O Saulo me perguntou se vi seu look de ontem, por causa do broche, e como nao tive tempo de ver, dormi pensando nisso rs... sonhei contigo.
Nao me esqueci do bacalhau, vou deixar na sua agencia. Aviso o dia ok ?!
Um beijo no Cisco.. de olhos fechados !

Raquel disse...

Que outro final feliz?? Quem sabe um novo amor!
Que blog mais lindo!! Sempre passo no Hoje vou assim, daí vi este lá... e me surpreendi, pois era você!!
Beijos e Felicidades!!!

LuRussa disse...

Estou adorando seu blog.

Quando puder, me faça uma visita. Vou amar.

Beijo

LuRussa- Tatuí
www.garotinharuiva.blogger.com.br

Liziane disse...

Também vejo o pai no olhar do meu filho... E também acho que tê-lo hoje me olhando e acenando, dizendo "chi amu, mae", é o melhor final que minha história com o pai dele, meu marido e amor, poderia ter... Acho que é isso: nossa história existiu para gerar o Gustavo e deixar saudade a todos... Ele também partiu para um novo mundo de forma repentina, mas teve tempo de ser pai por 1 ano 3 meses...Eu fiquei com a missão de criar e entregar este maravilhoso ser humano para o mundo. Farei o melhor que puder!

Gabriel disse...

"The little things… there’s nothing bigger, is there?"

Eu acho que não...

Lila disse...

coisa mais linda...

Thaísa disse...

Cris,tenho acompanhado seu blog há mais ou menos um mês.Acho sua história triste,mas acho sua superação incrível e belíssima a idéia de criar um blog contando ao seu filho sobre o pai,sobre a sua vida com e sem o Guilherme e sobre as alegrias que ele te dá.Tenho certeza que quando ficar maior o Cisco retribuirá não só com sorrisos lindos(como estes que ele dá ao te ouvir dizendo que o ama) mas com palavras e atitudes doces.Parabéns.Beijos

karin disse...

Cris,
Descobri esse blog ontem... te descobri primeiro no "Hoje vou assim", por uma matéria de um jornal e entro lá td dia, pra ficar morrendo de inveja dos seus vestidinhos enquanto to cheia de casacos e bota aqui em Sampa...rs. Ontem cheguei aqui pela matéria da TPM. Queria te dizer que já devorei o blog de ontem pra hoje e chorei muito, muito mesmo, me comovi demais com a sua história e especialmente por sua força. Você é uma mulher e tanto. Parabéns! Que você continue encontrando coragem nos olhos e sorrisos do Francisco!
Beijão pra vcs!

Luiz Felipe Leal disse...

eu não saberia dizer.