quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Mais uma vez, obrigada.

Um dia precisei gritar para o mundo o que eu sentia.
Ontem tive certeza: o mundo ouviu.

Muito, muito, muito obrigada.
A cada um que recebeu o blog e o livro de braços abertos.

54 comentários:

Anônimo disse...

Oi Cris,
fui lá ontem. O que mais me impressionou foi ouvir a sua voz, singela e repleta de doçura.
Eu, tímida que sou, não falei muito.
É muito bom ter o seu livro aqui comigo.
Bjs,
Daniela

Anônimo disse...

Eu que agradeço! Sua dor amenizou muitas outras dores, curou muitos corações.
Não foi em vão...
Bjs
Renata

Zaah disse...

Pois é Cris, o mundo te ouviu, tenho certeza que sua história emocionou muita gente, assim como me emocionou também.
Gravei tudo ontem, até a parte em que você disse que não precisa de homem e contou o favor que um homem te fez por R$10,00, eu ri muito.
Parabéns.
Pena que não tive a oportunidade de falar contigo, mas creio que terei outra oportunidade.
Obs.: Você saiu bem nas fotos. (RS)

Rêveur disse...

Pode ter certeza que os meus braços vão estar sempre abertos para as suas palavras doces e belas, repletas de amor!!!

Eu te admiro muito!!!

Beijos,
Marina

Renata disse...

Ah, Cris!

Que bom saber que deu tudo certo! Estava aqui torcendo, entrando aqui toda hora para ver se tinha notícias do lançamento em SP.

Ouvimos sim. Todos. E fizemos coro junto contigo.

Um beijo aliviado,

Renata.

Jessie disse...

Cris, me faz um favor, manda um beijão pra sua irmã Alexia, ela é um amor de pessoa, nos tratou com um carinho e uma amabilidade sem igual e no fim ainda falou pra você que a gente era amiga dela! Achei o máximo!
Ei Alexia UM BEIJÃO!!!
Dá pra ver bem que a sensibilidade é algo que já nasce com os Guerra!
Amei tudo ontem! Beijo, Jessie.

Renata Rocha disse...

Ai que coisa mais linda !!!
Quero ver fotos, fotos !!!
Parabens Cris ! Vc merece lindona, isso e mais !
Bjos

Marina Moreirah disse...

Cris... cadê o livro que não chega aqui em recife?!
esperamos você numa tarde de autografos!

estou louca para ler sua historia!
acredito que seja muito significante, tanto para mim, quanto para muitos outros que lêem o blog e que acompanham tanto a construção deste teu desejo bonito!

mas pra mim é de uma importancia impar!
você me fez perceber o quando eu amo, um filho que eu ainda nem tenho (tenho 16 anos, e não, não estou gravida)
e da importancia que isto criou em mim, veio a minha vontade de escrever para o meu filho!

se eu não puder falar, ele poderá ler para saber o quanto me foi importante mesmo antes de existir!

visite o blog caso se interesse: http://pratecontar.blogspot.com

me sentiria honrada!
Obrigada, pelas palavras bonitas, e pelos aprendizados que vem de brinde.

e meus parabéns, por este império construido pra você, pro francisco, e pra tantas utras pessoas como eu!

À flor da pele disse...

...mesmo no "escuro" do mundo você soube encontrar a luz...!!!
bom é colher frutos...o amor, a amizade, o carinho, a ternura e mais milhões destes sentimentos que vejo em vc... despida, cristalina em que escreve, em que acredita e em que ama.
Muito obrigada
outro abraço "agasalhado"
Susy

Marina String disse...

Estive lá,viajei três horas e foram umas das horas mais valiosas da minha vida!!!Ouvir a sua voz,ameniza dores...ler a sua história,humaniza...receber seu abraço,acolhe...
VC É DIVERTIDA,ADOREI!!!Adorei tb qdo falou da caipirinha,dos homens...hehhehheeh...adorei o seu humor,adorei!!!
Beijocas e até próximo lançamento!!!!

Marina

Ah,conheçi Luciele e Renata na fila de autógrafo.Para Francisco,mobilizando e criando amizade entre os leitores!!!

Espero fotinhas,hein?

carolina* disse...

eu super queria poder dividir isso, mas a distância é assim... as vezes dói. cris, fica com meu abraço apertado e com todo meu carinho.

Anelli Sena disse...

tambem estou esperando seu livro em Recife Cris venha fazer uma tarde de autografo aqui, tambem queremos seu abraço e sua doçura ao vivo!

Biana França disse...

Cris,parabéns. Ainda não tenho o livro, mas terei em breve! Vem aqui no Rio também?!?
Bjus.

Guerreiro Antonio disse...

Cris, fiz de tudo pra estar no lancamento de Sampa. Tentei mudar uma viagem de trabalho pra encaixar o lançamento. Infelizmente não deu! Vou comprar pela Saraiva e andar com ele na bolsa, pra pegar um autógrafo quando te encontrar. Se alguma louca te abordar num aeroporto qualquer, isso não é Impulse; sou eu mesma! Ou, você poderia pensar em um lançamento aqui no Piauí, já que o Guilherme é daqui (ok, forcei a barra, reconheço!)
Bjs e sucesso!

Rascunhos em papel de pão disse...

Cris, quis muito ganhar muito mais o seu abraço que o autógrafo no livro. Mas como trabalho em TV, não consegui dar aquela escapada. Mas a intenção é que permanece. Torço há muito tempo pelo seu sucesso e vc sabe disso.

Cisco soube escolher o melhor ventre!!!

Amo vc pequena!

Mãe das Borboletas disse...

Muitos parabéns!

Muito sucesso, muita saúde e muita alegria, para você e para a sua familia.

Tenho pena de morar tão longe...

Beijos enormes de uma fã

Sónia

Carol disse...

Cris,

Foi muito especial te conhecer.
Me senti uma tiete, fiquei ansiosa pra chegar logo minha vez e falar com você, até eu me estranhei :-) Adorei tudo. Todas as coisas que você falou, seu jeito, sua atenção sincera. E sem comentários para a dedicatória que você escreveu para minha amiga que mora na Holanda.
Enfim, você é emocionante.(Estou economizando as páginas do livro, mas tá bem difícil hihihi)
Sua história entra no nosso coração, alma e mente de forma definitiva, é impressionante.
Esterei sempre torcendo por vocês!

Beijão,

Carol (baiana)

Renata Bartel disse...

Cris,
Adorei! Simplesmente isso. Adorei ouvir seus comentários, suas opiniões, seu bom humor. Enfim, adorei você!

Minha timidez me travou e eu não consegui dizer uma só palavra das tantas que eu ensaiei te dizer quando chegasse a minha vez. Talvez eu seja melhor escrevendo.
Mas a foto que tiramos ficou linda! Pelo menos isso eu consegui dizer: "tira uma foto comigo?"....rsrsrsrsrs

Mega beijo e fica com Deus!

Anônimo disse...

Cris, que pena que aqui em Brasília não tem lançamento, né? Adoraria ver vc. Já comprei o livro (vários, por sinal, para dar de presente) e é lindo, como o blog! Parabéns, saúde e sorte!
Ana.

sandra disse...

pense em lançá-lo também em portugal. eu iria comprá-lo com certeza.
beijos e muitas felicidades.
Sandra
(Porto - Portugal)

Anônimo disse...

Cris querida, eu estive lá, mas tinha tanta gente que eu não pude esperar para pegar seu autógrafo.
Mas ouvi boa parte do bate papo com os leitores do blog e você é linda! Comprei três livros para autografar, mas não faz mal, o importante é te-lo.
Você é um ser humano muito especial e eu adorei te ver.
Grande beijo
Helga

Regina disse...

Linda!

Nós é que te agradecemos por ser assim, você.
Por ter essa luz tão intensa, que mesmo distante, consegue iluminar os que aqui entram.

Nós que te amamos, Cris.

Um beijo em seu coração, um abraço forte! Bem apertado!

Renata disse...

É a primeira vez que comento aqui. Eu não consegui ir ao lançamento pq estou com bebê pequenininho em casa, mas já comprei o livro e já li inteirinho. Posso te dizer que vc atingiu seu objetivo: fez o mundo inteiro se apaixonar pelo Gui, por você e pelo Cisco. Parabéns pela maneira linda e doce de se expressar, pela atitude incrível em trazer o Gui (quanta intimidade! rs!) pra perto do Cisco.
Espero que vc continue sempre forte, linda e iluminada como você é. Um beijo enorme, Re

ANDREA MENTOR disse...

Cris, a gente que agradece tamanha doçura nas entrelionhas da dor... O mundo, a vida, o amor e todos que acreditam em tudo isso merecem uma pessoa como vc! Vc é uma linda!! Beijo grande

Laura disse...

Entro aqui todos os dias mas nunca comentei...
Queria muito ter ido ao lançamento, mas tive prova na faculdade e não pude ir.
Hoje logo cedo comprei o livro, estou esperando ansiosíssima a chegada dele.
Parabéns por tudo, sua maneira de contar suas histórias é incrível, de uma delicadeza sem igual.

beijos muito, muito carinhosos.

Laura.

Carol Godoy disse...

Seus olhos brilham! =)

drika disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
drika disse...

Cris, foi muito bacana.
Além de corajosa, forte e fofa, você é muito divertida! Eu e a Dea (Andrea Mentor, ai em cima) somos amigas de longa data e nos reencontramos depois de anos por um motivo tão especial, o para francisco. Foi lindo demais!
Te mandei um email com as fotos.

um beijo, cheio de brilho.
Adriana

lotofword disse...

Oi Cris,

Ouvimos e agora levamos a receita da "limonada" que vc fez do seu limão com a gente... eu fui, comprei o meu e dei um de presente.

Beijão.

Tati T.

OBS.: Eu perdi o bate-papo. Vocês que gravaram, poderiam disponibilizar pra gente que perdeu? Obrigada.

denise disse...

Foi meu presente de aniversário.

Não poderia ser melhor.

Obrigada!

VidaBailarina disse...

Olá!!
Fui apresentada ao seu blog e ao seu livro ontem por uma aluna minha, que por sinal estava empolgada e emocionada por ter ido ao lançamento aqui em São Paulo. A forma que ela contou a sua história me emocionou também, ai entrei aqui e achei linda a forma carinhosa que vc escreve. Parabéns...
Obs.: Por coincidência, vendo suas fotos aqui, a reconheci do "hoje eu vou assim" que eu passava para ver de vez quando. :)
Beijão e Sucesso
Iêda

disse...

Acredito q este blog curou as suas e as nossas dores...(algumas).
encomendei o livro, semana que vem chega aqui!
bjs

Renata Bartel disse...

Cris,
Acabei de receber esse texto e me lembrei de vc. Espero que goste, é muito lindo:
Definitivo

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que
gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um
amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...

Carlos Drumond de Andrade

Bjokassss

Nana disse...

Cris, estou em New York, e um amigo vem passar natal aqui comigo. Sabe o que eu pedi de presente?? " Para Francisco'. Can't wait!

Anônimo disse...

Cris,

Já li o livro e amei. No dia 25 não pude ir, foi aniversário do meu marido (Igor) e fizemos uma festinha em casa. O mais incrível foi que como não pude ir, sonhei que tinha ido. No sonho, você descia a escada de um casarão luxuoso (tipo museu da casa brasileira), toda linda e maravilhosa (igual na vida real) e eu fui a primeira pessoa a te ver e te abraçar.

Foi tão real, que posso dizer que te conheço pessoalmente!

Beijo no coração.

Márcia
marcia@blendcomunicacao.com.br

Lis disse...

Olá Cris,

Nunca postei nenhum comentário antes, mas hoje deu vontade de falar 'diretamente' com você.

Enfim, achei seu blog por um feliz acaso do destino. Li tudo em um dia só, tamanha foi a minha inquietude que a angústia que dilacerava seu coração acabasse logo, ou pelo menos diminuísse. Coisa estranha né? Algo no nosso inconsciente não nos deixa parar de ler numa expectativa pueril de que aquilo passe logo. Talvez se parasse durante uma semana, você ficasse mais essa semana angustiada. Enfim, por este motivo ou por outro qualquer, li tudo. E amei tudo!

Rolou uma identificação profunda com suas palavras. Ainda não seria digna de dar meu depoimento em páginas da vida, mas, talvez, uma pontinha no zorra total rolasse! =D

Adoro e leio sempre seu blog. Já acho o Cisco um fofo. Sempre achei ele meio miniatura do Gui. Comprei seu livro no pré-lançamento e pretendo ler todinho o mais rápido possível (estou meio atolada ultimamente).

Confesso que a minha maior vontade mesmo foi comprar muitos exemplares pra dar de presente àquelas pessoas que mais amo, pra que elas possam ser tocadas como eu fui tb.

Poder pintar a própria alma no imaginário das pessoas é tarefa das mais difíceis. E expressar isso em palavras, nem se fala! =D

Parabéns!
Pelo livro!
Pelo exemplo!
Pelo amor!
Pelo respeito!
Pelo carinho!
Pela amizade!
Pela dedicação!
Pela superação!
Pelo filhote!

Parabéns, por e pra você!

=***

Renata Ribeiro disse...

Cris,
Realmente o mundo te ouviu.
Muita gente veio de longe, e eu vim de muitos anos.
Não importa de onde nem de quando, você tocou o coração todos nós.
Alegria te rever.
Bjos,
Renatinha Batata, Arthur e Clara
(as fotos ficaram lindas)

Erika disse...

Cris,
Foi bom demais ver você ao vivo, escutar você, adorei.
obrigada por compartilhar conosco tanto amor.
beijos
Erika, de Santos

Cris disse...

Olá crs, compre seu livro e quando chegou li ele todo no mesmo dia. foi muito emocionante que coisa mais linda.
Fico feliz por ver a tamanha força que vc tem, continue assim ..
mil beijos

Ana disse...

Sou de são bernardo do campo, sp, e o meu livro chegou! devorei em 2h!
chorei, dei risada, amei!!!
parabéns, linda obra!

beijos!!!

Kelly Oliveira disse...

Olha, perdi meu pai, de morte súbita, 03 meses atrás...e eu já tenho 29 anos...Não sei como curar essa dor!É gigante!!!
Tudo que faço me remete a lembrança dele, que me remete a saudade, que remete a dor de não tê-lo por perto e por não ter podido dar um abraço nele antes do fim!

Sua força me da a esperança de que vou superar a perda.
Parabéns pela iniciativa e pela força, seu filho terá muito orgulho de vc.

Mais uma vez Parabéns pela força.
Kelly Oliveira

Tati disse...

Linda...
Estou anciosíssima para ter o livro, vou pedir pela net e ver se chega logo aqui em Fortaleza.

um super Beijooo!
pro Cisco também!
:)

Regina disse...

Cisco,

Sua mãe estava na TV falando de você e do seu pai!
Ela estava linda! O livro também é lindo! Lindo demais!

Aliás você também! Um garotinho com uma carinha de homenzinho.

Tomara que ela tenha gravado e te mostre depois.

Um cheiro no teu cangote!

Mamãe Larissa disse...

Oi Cris! Depois de três dias resolvi postar um comentário! Eu estava lá com um bebê! Lembra quando você disse "Gente! Tem um bebê aqui!"? Então, éramos nós! Cheguei no seu blog através de algum outro blog que nem me lembro mais! Francisca era o nome da minha avó/mãe. Logo o nome do blog me atraiu! Mas depois veio a poesia de cada postagem! A vontade de abraçar o filho depois da leitura! O desejo de sentir o sol, de gritar para a vida! Ao invés de me sentir triste eu me sentia feliz depois da leitura! Tá certo, eu confesso: chorei um monte... Mas sempre sorri muito depois, pois você consegue mostrar com tanta delicadeza a vida! Em silêncio eu frequentava diariamente o blog! Quando soube do livro falei para meu marido que queria! Ele sempre me dá livros pois sabe que adoro ler! E quando soube do lançamento em São Paulo eu falei: eu vou! Saí cedo de casa pois moro longe, mas saí feliz! Fui ao Shopping especialmente para comprar o livro e ouvir a voz que fala para o filho! Agora o livro tem o doce sotaque mineiro, igual ao da minha tia que também mora em BH!!! Um livro com sotaque! E com toda a sua emoção! Tenho lido devagar... pra demorar para acabar!
Obrigada! Obrigada por trazer poesia para a vida! Por trazer delicadeza!

Beijos!
Larissa e Pietro!

Anônimo disse...

Oi Cris,
Só ontem tive acesso ao seu blog, a sua história...emocionante mesmo..., quem lê nunca volta a ser a mesma pessoa de antes...
Ler suas postagens no "para Francisco" me deu mais coragem e força de vontade para encarar a vida...Muito obrigada!
E muito sucesso, muita paz e felicidade para você!!
Bjs,
Camila

Ciro disse...

Olá! Nossa que história a sua...não deve ser nada fácil! Quero ler seu livro. Saiba que existe um Deus que cuida de você, e apesar das dúvidas e questionamentos, Ele é o remédio, a resposta. Deus te abençoe.

Com carinho,

Ciro.

By Mari Molina disse...

Oi Cris,
Você se fez ouvir, por "ser" maravilhosa.
Beijos

Micha disse...

parabens pelo livro, q com certeza comprarei. sou fa do seu blog e torço mto pela felicidade de vcs, sempre.
beijosssssss

Elpídio disse...

Oi Cris,
Também perdi meu pai muito cedo.
Também tenho uma mãe que foi à luta.
Hoje tenho meus filhos e posso olhar para trás e sentir que "a vida tem sempre razão", como dizia Vinicius.
Vai valer a pena, também para o Francisco, poder olhar para trás e ver que teve um grande pai e uma imensa mãe.
Beijos.

taisalima disse...

Oi, Cris! Quantos acontecimentos bonitos! Fico aqui do Rio torcendo por mais alegrias e feliz pelo seu sucesso merecidíssimo! Você não vem aqui lançar seu livro? Parabéns e beijos...
Taisa Lima.

Anônimo disse...

Ola Cris,
Ganhei o seu livro de uma super amiga sua a Krika (Cristiana Matos) Nunca li um livro tão rapido na minha vida, e olha que sou uma leitora assidua! Queria somente te agradecer... Mudei minha vida depois que o li....Varias semelhanças, infelizmente em relação as perdas, mas também várias superações. Eu nunca me identifiquei tanto com uma pessoa quanto com você. Mergulhei num mar de sentimentos nunca antes vividos, melhor revividos. eu me apaixonei pelo Guilherme e por você também, assim como fiquei com muita raiva quando vocês se separaram e ele não sabia o que queria da vida... Mas de qq forma so tenho que agradecer pela grandiosidade de palavras e de sentimenetos que me fizeram repensar muito conceitos sobre vida e morte... Um grande abraço
Fernanda

Karen disse...

Adorei te conhecer pessoalmente Cris, apesar de ser mais uma anônima, foi muito bom saber que muita gente lê você e compartilha de certo modo, de pensamentos, idéias e questões que costumamos ler aqui no seu blog. Falei pra Bel de Ilhéus que fui lhe ver, só estou em falta com as fotos, mas é que o maridão não tem tempo de passar e eu sou dependente dele nesse assunto...rs...
Bjus em vc e Francisco.

Ana disse...

Cristiana, li seu livro, devorei-o em uma tarde. Mas, como jornalista, pairou-me uma curiosidade: como foi a morte do Guilherme? Em nenhum momento, no livro, você fala explicitamente. Abs, Ana Paula

GaB. disse...

Bom Cristina, fiquei sabendo da sua história no Globo Reporter e desde daquele dia eu queria saber mais e mais..há alguns dias eu fiquei sabendo desse blog e não pensei duas vezes, ainda não tinha comentado pq estava lendo tudo, desde o começo. Nem preciso dizer que admiro muito, mas muito mesmo a sua força de continuar a vida de uma maneira tão doce e simples..
Eu que tinha tanto pavor da morte, passei a ve-la com mais tranquilidade! então...obrigada! (: