segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Alguém como você.

Olha, filho. O pai da Renata morreu uma semana antes de ela nascer. Hoje ela já está adulta, mas sabe pouco sobre o pai. Olha a carta que ela escreveu pra ele.

17 comentários:

Anônimo disse...

Cris, que carta emocionante! Eu tenho meu pai até hoje ao meu lado, e agradeço a Deus, tenho um medo enorme de perdê-lo!! Ele é tudo pra mim!!
Mudando de assunto... vem lançar seu livro em Porto Alegre também...
heheheheh
Estou louca pra "devorá-lo"!!!Beijoss
Adriana

su ellen. disse...

- perfeita Cris. :) ih, vou aproveitar o embalo da Adriana. eu vou comprar seu livro essa semana ... ía comprar na Saraiva pela internet, mas achei na Siciliano! =) bem que você podia aparecer por aqui ein? hmm ... quem sabe espalhar por aqui um pouco dessa luz que você irradia! ;) hihi. :*

Fran disse...

Meu livro já chegou! Já dei uma olhadela e...lindo...não pude deixar de ler 2/3 paginas que fossem...hj a noite ainda não, mas amanhã é dia de devorá-lo e encaminhar o outro pra presente :)

Vânia disse...

chegou! chegou! o meu também já chegou! e logo logo irei devorá-lo também!
um grande abraço!

Dani.Danilo e Nicholas disse...

Olá Cris.. já visitei outra vez seu blog,mas é a primeira vez que deixo um comentario. Bem, eu como mãe acho que a mulher tem um papel fundamemtal em fazer com que o s filhos respeitem o pai e até fazer uma imagem dele para as crainças como um pai bom ou não. Agora fico imaginando vc que apesar da experiencia triste, encontrou no amor a panacéia para sua tristeza, e com certeza essa é maior prova que o amor de uma mãe por seu filho é sem limites, capaz de querer dar a ele alguém que já não está mais aqui fisicamente, mas que ele e vc carregarão juntos , a imagem de um PAI.
um bj

Samantha disse...

Estou aqui trabalhando e eis que acaba de chegar as minhas mãos... o meu "para francisco"... que comprei pela pré-venda. Vou devorá-lo com entusiasmo!
Parabéns pelos textos mais uma vez e parabéns pelo livro, mesmo sem ter lido ainda já sei que está divino!
Olha só Cris, não ando conseguindo abrir os teus blogs com facilidade o que está dificultando meu acesso diário, tem algum motivo para isso? Ou será que o problema é só comigo, eles estão demorando horrores para carregar... Bom, se for só comigo, deixa pra lá que eu acabarei descobrindo, hehehe!!!
Beijos querida!!!

Anônimo disse...

Tenho dois exemplos de pessoas que cresceram sem seus pais...
Minha mãe perdeu o pai aos 4 anos, só tem uma lembrança dele, e um apego enorme à figura do "pai", da valorização de "pai", um desejo, uma falta que só se explica assim. Quando meu avô faleceu, minha avó estava grávida, a minha tia que não conheceu o pai não sente essa falta, não não o teve para perder, ela nasceu sem e foi devidamente mimada e esa falta de "pai" não existe para ela igual existe para minha mãe. Eram 6 filhas e 2 filhos e cada um encarou e reagiu de forma diferente. O Francisco vai ter sua própria lembrança, sua própria reação e seu próprio sentimento. A sensação do "pai" deverá ser forte para ele. E isso, só ela saberá como reagir.

Na verdade gostaria de falar sobre minha tia e meu primo (hoje com 31 anos). Meu tio faleceu e minha tia estava grávida de 3 meses.
tanta coisa ficou abafada, escondida e agora se revela aos olhos dela, dele e dos outros que vieram a fazer parte da vida deles.
E acompanhar isso tem sido sempre uma experiencia surpreendete.
Espero um dia ter tempo e lhe escrever um email sobre eles.

O sorriso não cura a dor, não disfarça a dor, mas é uma melhor maneira de levar a vida.
O humor é essencial porque as dificuldades não param.
E às pessoas fortes cabem os maiores pesos.

E eu queria ser fraquinha porque minhas costas as vezes doem.
Embora minhas dores sejam outras. E meus pesos sejam diferentes, me identifico com sua maneira de se expressar (através da palavra) e com o humor para enfrentar as situações, com a poesia para expor, me identifico com você (não com sua vida) mas com a mulher forte, a mãe acima de tudo.

Beijo.
Bruna

Adriana Marques disse...

Oie,

Você é uma das grandes responsáveis por algumas de minhas rugas... rsrsrs

Menina, quando li sua história a primeira vez estava em um ônibus e lembro que chorava absurdamente, só chorei assim na noite que antecedeu a morte do meu sol (minha vó, minha vida...)

Quando leio seu blog tenho misto de riso e choro, você tem esse poder sobre mim.

Parabéns:
- pela força;
- pelo Francisco que deve ser uma criança muuuuuiiiito feliz e
- pelo seu mais novo filho - o livro.

Espero lançamento aqui no RJ.

Beijocas e boa semana,

Carolina Lago disse...

Nunca comentei nada aqui, mas me encantei com as suas palavras e me envolvi na tua história. Comprei o livro que chegou hj. Já estou devorando e entre lágrimas, resolvi para pra "falar" pra vc que queria um décimo da tua força, da tua coragem. O que vc está construindo pro teu filho vai ser o alicerce da vida dele no futuro. parabéns pelo livro e parabéns por ser como vc é! te admiro e espero aprender com vc.

Mylena Araujo disse...

descobri seu blog (esse, pq o hojevouassim eu já conhecia) ha pouco tempo, e só essa semana consegui ler todos os posts. escolhi uma montagem que tem frases "respira fundo, linda. umas dez vezes seguidas. voce eh linda, a vida eh linda" como papel de parede. escolhi pq pra mim ele significa amor. toda vez q olho pra ele, lembro que foi feito por um homem apaixonado para a sua mulher, e isso me acalma... é lindo.
bjo pra vc e pro cisco.

Nikky. disse...

Faz tempo que leio o "Hoje vou assim", mas ontem descobri este blog e li inteiro em dois dias. É lindo demais! Você soube como ninguém transformar toda a tristeza em poesia, de forma leve e ao mesmo tempo muito intensa.
Virei fã. Não só pelas palavras, mas principalmente pela força que elas transmitem. Parabéns, Cris! Toda felicidade do mundo para você e o Cisco!

Sâmia disse...

CHEGOU......

MEU LIVRO CHEGOU HOJE!

VOU COMEÇAR A DEVORÁ-LO..!





SÂMIA LEITE.

Katiana Assunção disse...

To loouca pra ler seu livro. ;)

Lu@n@ disse...

Cristina, eu conheci o hoje vou assim lendo uma revista, me amarrei dou uma olhadinha todos os dias, qdo vi sobre o livro naum imaginei que a historia fosse sua, fiquei impressionada... com agua na boca de ler se livro, assim que eu viaje ao Brasil pq moro fora vou procurar onde seja. Te desejo muita paz, amor no coraçao, exito em todos os seus projetos... somente muitas energias positivas na sua vida...
Luana Sousa - Santiago Chile

Anônimo disse...

Cris,

Meu livro "para Francisco" chegou na última 6a. feira. Eu tenho lido um pouco por noite, até mesmo para demorar um pouco mais... É tão mais gostoso do que ler no Blog, nessa hora não existe interferências, sou eu e a sua história! Você é uma pessoa prá lá de especial, super autêntica, corajosa, sensível, criativa, uma mulher bombada.
E eu sou tua fã!!!Dia 25 de novembro, estarei lá no Ibirapuera para te ver ao VIVO e a cores e te dar um grande abraço.


Até lá!
Beijo no coração,
Márcia Pereira
marcia@blendcomunicacao.com.br

Fernanda disse...

Criiiiiiiiiiis
O meu livro chegou!!!
um pouco de vocês em mim!! o melhor de vocês em mim!!!

Vc nem imagina o quanto fiquei feliz!!!
Só sinto falta do autografo hunf

Agora vou ficar off do mundo rs e on no mundo de vcs!!


Beiiiiiiiiijos

Fer

Cris. disse...

Cris, o livro ficou liiiindo demais! Mais uma vez, estás de PARABÉNS.. :D o meu, da pré-venda, tb chegou hj! Se não tivesse tantas provas da facul essas semanas, já tava devorando, mas por hora só deu pra folhear.. =/
é isso! KEEP WRITING..uhauauha rumo às telonas! o/
SUCESSO..que Deus abençoe vocês! :)
Bjão no Cisco,
Cris. (de João Pessoa)