terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Daninho e Fanquico.

Dani, seu amiguinho da rua, é oito meses mais novo que você. Há mais de um ano vocês brincam juntos todos os dias. (E um ano é boa parte de suas vidas.) De manhã, quando um avista o outro na rua, os dois abrem sorrisos e saem gritando.

Outro dia cheguei em casa e encontrei em cima da mesa o convite para o aniversário de dois anos do Dani. No envelope havia escrito: Para meu primeiro e melhor amigo. Meu coração ficou trêmulo: é sua vida cada vez maior.

Dias depois, Preta, a babá do Dani, tocou a campainha em casa e você ainda não estava vestido pra ir passear. Sugeri que ela subisse com ele. Rápido, você voou pra janela, acenando pra que ele o visse: "Oi, Daninho! É o Canquico!"

Canquico é como ele chama você — se alguém perguntar o seu nome, você sempre responde "Fanquico" (ou "Sanquico"). Mas, como bom amigo mais velho, você se empenha em falar a língua dele.

Amizade começa assim.

58 comentários:

Tocava a campainha e corria!! disse...

Crisss não abandona o Fanquico,escreva todo dia aqui,posta fotos, amo suas historietas!!!

Nasca disse...

o bom amigo mais velho que é.

:*

Ligia Latorre disse...

NOSSA, ATE CHOREI.
QUE LINDO!

Nine disse...

Que coisa mais linda *-*


Se todas as amizades nas nossas vidas forem lindas assim, ah, que beleza.

# Paula # disse...

nossa...lembrei da minha amiga Gisele...somos amigas desde os 5 aninhos...e agora estamos com 33...

Capoeira disse...

ohhh geennnnteee!!! fiquei imaginando a cena..coisa mais goxtosa de se ler :D
bjs bjs bjs bjs

aquiemnewyork disse...

Cris, que delicia! O Canquico eh mesmo um presente! Que alegria!

Mariane disse...

Tinha tempo que eu não chorava aqui...
Chorei rindo, o que é melhor, né? :-)

Paloma Cândida disse...

Quando eu for mãe, quero ser como vc!!

Ana Paula Prado disse...

Faz muuuito tempo que não apareço por aqui, mas hoje nâo dei conta com esse relato. Que lindinho!

Priscila Rôde disse...

Sentir saudades de uma amiga linda.. rs

Ah, vida..

Ju disse...

Gente, que liindo!! Esse Fanquico é uma delícia mesmo, viu?

Nanda Assis disse...

haaaq coisa mais linda isso!! qnta ternura.


.
________>X<
_________A
________d$b
_______.d\$$b.
_____.d$i$$\$$b.
_______d$$@b
______d\$$$ib
_____.d$$$\$$$b
___.d$$@$$$$\$$ib.
______d$$i$$b
_____d\$$$$@$b
__ .d$@$$\$$$$$@b.
_.d$$$$i$$$\$$$$$$b.
_______ ###
_______ ###
_______ ###
Bom Natal

Géssica Rocha disse...

Não sei o que é mais lindo: a pureza do "Fanquico" ou a doçura de suas palavras.

Este blog me encanta e sigo-o numa devoção silenciosa. Parabéns, Cristiana! Pelo blog, pelo Francisco, por sua história e jornada.

Até mais! :D

Dri_ disse...

Essas cenas com criança, que eu também vivo dia a dia, são encantadoras. Mas a sua forma de repassá-las tem algo de mágico.

Juliana disse...

Lindo e mágico....
pleno de doçura....que para o "Canquico" o mundo seja sempre assim!

Fefa disse...

Cris, toda vez que eu leio essas coisas tão sutis e ao mesmo tempo mágicas do crescimento do 'canquico', meu coração fica numa paz deliciosa! =]

Parabéns por ser essa mulher tão forte, e uma mãe tão espetacular para o seu filho!

Beijos

Melina Fontes disse...

Nossa, que lindo!
Sempre, desde muito pequenininha, achei que amizade é uma das coisas mais importantes da vida.
Arrepiei.
Beijos Cris!

Erica Vittorazzi disse...

Lindo!! O primeiro e melhor amigo, a gente nunca esquece... é para sempre!!

Regina disse...

Lindo, amado, querido.

Um beijo em você, Fanquico.

Ps: Obrigada Cris por compartilhar essas cenas do cotidiano conosco. Mesmo que distante, me sinto perto de Francisco. Adoro crianças e toda a inocência que elas têm em sí. São pequenas histórias, tão lindas, tão puras, não há como não se apaixonar...

Outro beijo procê.

Rezinha Brun disse...

as primeiras amizades a gente nunca esquece... são as melhores

Bioca disse...

Ternurinha! São os seus valores aí dentrinho. Dentrinho do Fanquico.

Feliz Natal!
Beijos,
Bia

Mariana Brizeno disse...

Feliz Natal Cris. Feliz Natal, Francisco.
Que Cristo Jesus renasça a cada dia no coração de vcs.

Bjus

Carla Sizino disse...

E cada dia eles vão conquistando suas particularidades, suas vidas vão sendo criadas e é assim que vamos vivendo ao lados dessas criaturinhas maravilhosas que temos ao nosso lado! Ser mãe é algo sem explicação. Um grande beijo e ótimo Natal para vcs...

LUARES DE LILITH disse...

É lindamente incrível quanto esses meninos são capazes de nos emocionar com suas descobertas, com as autonomias conquistadas e construidas. Há só uma palavra capaz de englobar tanta beleza: amor... sempre amor! E é assim que eles vestem e embelezam nossas almas, não é?
Por aqui ontem fomos ao nosso tradicional Natal dos amigos, e foi possível ver meu querido Vinicius fazendo também seus, os meus amigos...
Que esta força tão bela esteja sempre presente no caminhar de vocês! Um lindo Natal com amor!

Luciana (do Luares de Lilith, que você gentilmente respondeu outro dia...)

Beijo doce!

Ane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ane disse...

Que coisa gostosa de ler!Já tinha escutado falar do seu blog,e sabia que,se entrasse,iria gostar,mas ia esquecendo.Hoje,vi através de outro blog,e entrei.Não podia ser de outro jeito:me encantei!Que história linda,que lição de vida.
Estou horaaas aqui,lendo,me forçando a ir dormir.
Resolvi ler do início.Acabei,agora 2007.E volto pra ler o resto.Está de parabéns por tuuudo.
Engraçado..hoje,depois de ter limpado o vômito da minha gata ¬¬,falei que não queria ter filhos -tolice,tolice-,penso em todo trabalho,dificuldade que é criar um filho,e esqueço das coisas maravilhosas que há nisso.Foi bom ter lido seu blog,pra me lembrar.

Um beijo enoooorme para o Franciso e outro para você.

Tonia Albuquerque disse...

Desejo a vc e seu filho um feliz Natal e um 2010 cheio de realizações.

Abs

Cristiane/AL disse...

Cris,

Sou uma pessoa apaixonada por animais. Minha filha adotou um gatinho de rua e deu o nome de Conrado, uma semana depois fomos a feira e tinha lá um gato deseperado pra sair da jaula...ele tb estava pra adoção como os outros... ele era o mais esprivitado...ADOTEI...adivinha o seu nome???? CISCO!!! ele é um encanto, esperto, vivo, ativo...um amor de gato...assim como o seu Cisco...um amor de Criança.
Bjus
Feliz Natal

Luciana Chammis disse...

Olá Cris, como eu sou uma boa manteiga derretida... me emocionei horrores. rs
Muito lindo isso, e amizade está tão difícil!

Beijão

Dani Barcelos disse...

A cada dia uma emoção diferente, uma nova delicadeza e uma fofura a mais!!!Cris, vc é encantadora e o "Fanquico" tbm! Felicidades aos montes pra vcs e um Natal ESPETACULAR!!!
Bjs
Dani

Laura disse...

Ai, gente, como pode me fazer chorar com tanta intensidade? Poucas palavras, mas uma profundidade... Tudo lindo!

Deborah disse...

Feliz natal pra vcs dois, Cris querida!

Wanessa disse...

você é linda! Simples assim!

Desentulhando o armário. disse...

Crianças, impossível não se emocionar com elas. Um beijo no coração.

Ana disse...

Vontde de chorar

a_girl_feeling disse...

Ah! mas que doçura! q coisa mais linda!! :) bjssss

tagskie disse...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

Barbara Dutra disse...

Cris, já sabia da existência desse blog para o Francisco, acredito que até já tenha passado por aqui, mas diferente de ontem, imagino que deveria estar com a cabeca cheia de trabalhos e em um daqueles momentos que a gente come muita coisa mas digere poucas.
Ontem passeando por links caí aqui. Decidi começar pelo começo e até as 7hrs da manhã já estava quase na metade dos posts. Me emocionei muito, me coloquei na sua pele por diversas vezes e ainda me coloco na pele do Francisco.
Me tocou muito quando você disse ter receio como ensinar para o Cisco todo o significado da palavra pai, não tendo um ao lado.
Sou órfã também de mãe e de pai - minha mãe se foi quando eu tinha 15 anos e meu pai, apesar de vivo, se foi devido a separação quando eu tinha uns 2. Sempre me doeu muito essa ausência e o dia dos pais na escolinha sempre me torturou muito. Vez ou outra ia minha mãe ou ia um tio no lugar, mas não era aquilo que me supria.
Enfim, queria te dizer que você está no caminho certo. Fazendo o papel de mãe-pai, saiba que você nunca irá suprir a falta da imagem masculina, mas também se você não o fizer ou nem ao menos tentar, será pior.
Francisco tem sorte por ter chegado na hora em que você amadureceu e por ter uma mãe tão dedicada. São poucos que tiram da dor a força.

dois abraços fortes

Barbara

Lara disse...

que gostoso de ler!!

DricaPeixoto disse...

Que descobertas preciosas Cris, me emocionei daqui. Bjs pra vc e pro "Fanquico".

duda disse...

e eu consigo dizer alguma coisa, qqr coisa? consigo naaada.

coisa linda!

bossa_velha disse...

Cristiana,

Já conhecia o teu blog de moda, já havia visto uma ou duas vezes, mas nunca havia chegado até aqui e ao "amoreponto". Eu estou escandalizada - com você, com os textos, com a leveza presente nos escritos, com tudo o que pude encontrar aqui e com tudo que nem sei dizer agora. Eu estou completamente desconcertada. Tudo tão lindo... Li o post mais recente, fui lendo mais um e mais um, daqui a pouco estava lendo tudo. Obrigada por transformar isso tudo em palavra. Obrigada por eu ter tido a oportunidade de te descobrir. Obrigada por você ser esta surpresa escandalosa que é: uma espontaneidade belíssima.

bossa_velha disse...

Um detalhe importante (que eu não podia esquecer): a leveza com que você escreve me lembra, um tanto, a carta da Maga ao filho Rocamadour em "O jogo da amarelinha", do Julio Cortázar. Se ainda não tiver lido, leia, é fantástico.

bossa_velha disse...

Pela terceira vez (e persistindo), neste link você pode encontrar a carta na íntegra: http://books.google.com.br/books?id=miT8gIcDIKoC&pg=RA3-PA221&lpg=RA3-PA221&dq#v=onepage&q=&f=false

Vale muito a pena. E achei que você talvez gostasse de ler (se ainda não leu).

Kamila disse...

Ah que coisa linda! Chorei c/ o post...=/

Andreia disse...

é de encher os olhos ,,,

Paloma, a mãe disse...

Que lindo, gostei tanto deste post e desta amizade pura. Ver minha filha descobrir suas próprias amizades é um dos maiores prazeres de minha vida.
Beijos

M. disse...

que lindo, Cris..
que lindo..
é a vida mostrando pra gente que geramos vidas...
tanta responsabilidade aliviada e preenchida com tanto amor..

:*

Tatiane Garcia disse...

Que poesia essa história Cris...pode haver beleza maior do que essa amizade????

Sofia Fada disse...

me deu vonade de sorrir, que coisa mais singela.
;D

Guacita disse...

Nossa, adorei! Ser mãe deve ser a melhor coisa do mundo, cada descoberta dos pequenos deve ser emocionante! Bjs pra vcs!

Daniela Borges disse...

que coisa mais bonita....

Por aqui e por ali... disse...

MA-RA-VI-LHO-SO!
Muita felicidade para voces, Cris.

Paty Michele disse...

Eles crescem de forma assustadora mesmo...

Linda a história de vcs, me tocou sobretudo pq tbm tenho um pequeno (Bento) e perdi seu pai qdo ele tinha 6 meses. Minha perda foi diferente da sua, eu o perdi para a vida. E Bento me ajudou a superar aquela dor que parecia não ter fim.
Mas já passou.

Felicidades para vcs.

Amanda disse...

que história mais linda!
volto sempre!

deh disse...

lindo de se emocionar

Cíntia Moraes disse...

Já li e reli esse blog umas três vezes, mas esse aqui é meu post preferido... Porque chorar com ele é chorar sorrindo, porque criança crescendo assim é bonito de ver e emociona ver como coisas tão lindas podem começar tão cedo...

Muita felicidade pra vcs!