sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Os meus.


Meus pés, numa foto feita pelo seu pai. É com eles que podemos contar agora, Cisco. Confesso que às vezes eles vacilam. Mas a gente vai dar um jeito de chegar lá.

Um comentário:

Teresa Cristina disse...

E vocês chegarão, com certeza, chegarão. Numa situação diferente da sua, também tivemos, meu filho e eu, de contar com os meus. Paga-se um preço alto? Sim, mas fica a alegria de saber que, bonitos ou feios, eles são corajosos. Beijos com carinho. Avante sempre!