quinta-feira, 8 de maio de 2008

Nem ele, nem eu.



Não sou eu, não é seu pai. É seu pai e sou eu.
Somos nós. Não somos nós.
É você.
Que não é nenhum de nós.
Que é mistura e é tão puro.
Em você sou ele.
E ele me é.



Tão logo se fez a falta do seu pai, minha angústia eram muitas. Eu falava, falava, falava. Tentava com desespero traduzir o que sentia, como se pela boca esse aperto pudesse ir embora. Mas não. O aperto não vai embora. Talvez aperte menos quando sentimos que conseguimos traduzir. Dividir. Quando sentimos que o outro consegue sentir.

Faz pouco tempo que entendi: um dos motivos da minha angústia era não poder explicar de onde você veio. Eu, que gosto de fotos antigas. Que conto e reconto histórias da família. Eu, que tenho irmãos. Que conheci meu pai, minha mãe, duas avós, um avô, uma bisavó que viveu até os 103.

Você não conheceu seu pai. E sem conhecer, já conta histórias dele pra mim.

Você não conheceu seus avós maternos, os meus pais. E provavelmente não terá irmãos. Mas você não veio só de mim, filho. Veio de um universo tão grande e tão bonito.

Quando vejo você tocando a gaitinha que sua avó deu, eu me lembro: nunca vi seu pai tocar piano, sax, gaita. E sei que ele tocava. Eu também perdi uma parte da história, filho. Foi tão rápido e tão intenso. E você é tão real.

Olho pra você e me vejo. Vejo seu pai. Não sei onde começa um e termina o outro. Suas feições, seu jeito, suas escolhas. Sua doçura. Sua braveza. Olho mais uma vez e vejo alguém novo. Fresco, inteiro. Único. Surpreendente. Francisco.

Queria tanto você no colo dele, filho. Fazer com ele um sanduichinho de você. Apertar, beijar, morder. E por tanto querer, quero explicar o que é isso que eu sinto. E só quero explicar porque falta.

Mas não falta. É você. Não sou eu, nem ele. É você.

Talvez, despido da sua própria história, seja mais fácil seguir. Construir caminhos novos. Encontrar atalhos. Ou errar o caminho, que é a melhor parte. Errei tantos caminhos, filho. Mas venho gostando da viagem.

Tenho certeza. Você ainda vai me contar muitas histórias lindas. E todas vão ser histórias suas.

62 comentários:

para mim disse...

NOssa que impressonante esta foto, vcs são muito parecidos e o Cisco é a mistura perfeita dos dois...rsrsrs
um maximo... beijinhos Cris...

Renata Belmonte disse...

Muito lindo. Já linkei você.
Beijos para vc e seu filhinho fofo!

Anônimo disse...

cris, vc me fala de coisas que eu jamais supus existirem, mesmo tendo tido uma existênca cheia de acontecimentos, nunca conheci sentimentos tão fortes e delicados como os que expressa aqui. Merci.
clara lopez

Anônimo disse...

Oi Cris,
Sempre passo por aqui e já deixei outras mensagens..
Impressionante a foto de vcs e a mistura que floreceu no Francisco!
Te leio todos os dias, sinto falta qdo não venho..e tenho passado por um momento difícil com um ente querido, então me agarro nas tuas palavras e ganho mais força..
Obrigada.
Bjo e um bom dia.
Sky de SC.

Nina disse...

Que coisa interessante. Fiquei olhando pra saber quem é quem, e ainda não descobri. Suponho que é o Gui à esquerda, ou seria o Cisco? vc é a da direita? ou seria o Gui? ou o Cisco, mas peraí, o Cisco ainda é pequeno em comparação, não, é uma menina, tá de calcinha... não sei de mais nada. Sou desligada talvez? ou é mesmo todo mundo um só nessa família? e o Cisco é um tudo? Pelo menos pra ti né Cris, ele é sim tudo. Ei, vc pode sim da um irmaozinho pra ele =)

coisa linda a interação entre vcs.
Bjs

SGI disse...

Linda foto, lindo texto.
Compartilho dos pensamentos da Nina.

Beijins

Lua disse...

lindos demais.
lindo texto, linda música.

Fernanda disse...

to boba!!
vcs dois são muito parecidos!!! Aliás vocês três!!! e lindos demais!!

bjos

Taís disse...

Pois é, quem é quem??
Vocês se misturam em amor.
Bjus da fã gaúcha!

Anônimo disse...

Da mesma forma que ele, o seu Cisco não foi planejado e é muito amado, os que estão por vir tbém serão...! A vida é cheia de surpresas de-li-ci-o-sas!!!

bjo

Gi/SP

PS: Adoro a forma q vc escreve.

Mari disse...

Sempre fico na expectativa de ler suas postagens...
Me emociono sempre com tudo que escreve.
Familia linda essa!
Desejo tudo de melhor pra vcs.

Beijos

Mari

Lúcia disse...

Seus textos são de uma sensibilidade que ao mesmo tempo encanta e comove. Poesia que brota no coração e toca a nossa alma. Coisa que só quem é mãe sente bem lá no fundo.
É um prazer compartilhar seus sentimentos, suas confissões, seus amores...

Pri... disse...

Leio os textos SEMPRE. Fazer visitas por aqui e lá no "Hoje Vou Assim" faz parte da minha rotina. Emocionar-me de um lado e deliciar-me com a moda de outro. Mas em ambos os seus lados só percebo beleza.

Mas vc é mais de 2 lados, Cris. Isso é nítido. Vc tem várias nuances. Vc já viveu muita coisa q muita gente não sonha em viver durante o espaço de toda uma existência. Mas vc está aqui - então é fato: há muito mais para ser vivido e vc sabe disso.

Seu amor pelo Francisco é lindo. Amor de Mãe com "M" maiúsculo. Sua história com o Guilherme é cheia de magia - e vc é perfeita ao tentar traduzí-la para seu filho. Mas as estórias continuam... E vc está aqui para vivê-las entre vírgulas e pontos finais. Mas a esperança são as reticências...

Anônimo disse...

Gente...isso é poesia...que lindo...

beijos, Ana Carolina

Edson K disse...

Moça, respirei muito fundo depois de ler o seu texto... Muito bonito mesmo.
O chato não é sentir saudades. O chato é a sensação de vazio que ela deixa na gente de vez em quanto!
Um grande abraço em ambos!

Alessandra Leite disse...

Oi Cris...
Li uma reportagem sobre seu blog, sua história no jornal de hoje e resolvi acessar.
Pensei, que ótima idéia! Ela arrumou um jeito de dizer tudo o que sente, de sempre se lembrar de detalhes lindos da vida e de guiar o filho a respeito da própria história... com certeza ele vai conhecer o pai muito bem e uma história de amor muito linda.
Sabe, você acabou por me dar uma ótima idéia! Eu estava pensando em como manter a história do meu marido, a minha, a nossa... viva. Para que minha filha pudesse saber tudo, ou quase tudo, sobre ele. Ele, meu grande amor, faleceu de uma maneira estúpida em março desse ano... um dia antes do aniversário de 3 anos da nossa filha. Tudo ainda dói muito... mas meu amor pelos dois é grande e me dá forças.
Obrigado por ter "entrado" na minha vida e compartilhado sua história.
Grande beijo e feliz dia das mães!
Alessandra

Anônimo disse...

Ai, não acredito que é você na foto da direita, que fofa! gosto muito de visitar o hoje vou assim, mas fico mais feliz quando venho aqui e vejo que tem um post novo, porque sei que vai ser alguma coisa linda de ler. não sei, fico com a sensação de ter o coração aquecido (às vezes apertado, também, mas faz parte) quando leio você. Se algum dia decidir parar de escrever para o Francisco, assim que puder falar suas histórias para ele, não deixe de escrever para a gente! Vou me sentir órfã se isso acontecer!

Beijo,

Ane.

Anônimo disse...

Desculpe,,, desculpe mesmo,, mas o que mais lí neste Post foi sobre vc descartar a possibilidade do Cisco não ter irmãos... Não deixe ele assim tão só. Mesmo que não seja um irmão de sangue, sangue não é tudo,, que seja um irmão de coração,,, uma destas crianças que não tiveram a sorte de serem amadas por uma mãe como seu Cisco é,,, uma criança que perdeu o pai como o seu Cisco, e também a mãe, a dignidade, a esperança... Não descarte este resgate! Um irmão-irmâ de sangue, de coração, um alguém para crescer com seu Cisquinho e dividir tanto amor que vc tem para dar.

Anônimo disse...

Desculpe,,, desculpe mesmo,, mas o que mais lí neste Post foi sobre vc descartar a possibilidade do Cisco não ter irmãos... Não deixe ele assim tão só. Mesmo que não seja um irmão de sangue, sangue não é tudo,, que seja um irmão de coração,,, uma destas crianças que não tiveram a sorte de serem amadas por uma mãe como seu Cisco é,,, uma criança que perdeu o pai como o seu Cisco, e também a mãe, a dignidade, a esperança... Não descarte este resgate! Um irmão-irmâ de sangue, de coração, um alguém para crescer com seu Cisquinho e dividir tanto amor que vc tem para dar.

Anônimo disse...

Cris, já disse várias vezes e repito: Que forma linda vc tem de ver a vida e os acontecimentos(bons ou ñ)!!! Hoje estou com um trecho de musica na cabeça q é a sua cara:
" O que fazes por sonhar
É o mundo que virá pra ti e para mim
Vamos descobrir o mundo juntos,baby
Quero aprender com o teu pequeno grande coração
Meu amor, meu Chicão."

PArece sua pro Cisco!
Adoro vc e seus textos cada dia mais!
Parabéns, sempre!
Bjinhosss
Dani

Anônimo disse...

ALiás... vários trechos da música parecem com vc... do meu ponto de vista, claro!!
iº de julho - Cassia Eller
Bjsss
Dani

Lívia disse...

E o que seria de nossa história sem alguém para nos contar outras histórias que vão se unindo, se encontrando e chegam a se confundi ficando como agora, difícil dizer quem é quem nas fotos!?
Cris, você além de história viva na vida do Cisco, têm se mostrado uma poetisa de grande porte.
Bjs

Lenilde disse...

Cris,
O Cisco já tem sim uma história para contar, a mais linda história de Amor, e ele, o fruto deste Amor. E mesmo sem ele ter visto ou vivido esse Amor, ele pode sentir através de suas palavras, deste seu blog, assim como todos os que te leem sentem.
Um Grande Abraço,
Lenilde

Luciana disse...

Cris,
as fotos mexem com a gente,porque acompanhamos sua história, o blog, e vcs se misturam, Cisco, Gui e Cris, no meio de amor, doçura, saudade e renascimento ...
Mas o Cisco vai ter sim muita coisa boa pra contar, muito amor pra te oferecer, muita vida pra viver, e também vai se encantar, como a gente, com essa pessoa linda que é você.

Beijo!

Daniela disse...

Só queria dizer que o amor que vcs têm é lindo e único! e sei que o Francisco é amado pelo pai aonde ele estiver... assim como vc!
Parabéns pela força!!!
um beijo

Kiki disse...

Oi Cris...como todo mundo eu viciei em vir aqui e ler suas belas palavras...hoje vc descreveu a sensação que tenho quando olho minhas filhas....são eu e não são....um sorriso igual, mas adoçado com um jeito do outro...é muito louco e sempre me emociona e tenho certeza que a vc tb, saber que este pedacinho de gente, que cresce rápido, é um pouco de nós e no caso do Francisco ele é um pouco do Guilherme....saudade, não é? Grande abraço de quem aprendeu, mesmo de longe a te admirar e a torcer pra que seja muito feliz
Beijos Cristiane Miraglia (kiki)

Fernanda disse...

Ah menina... é tanto o que pensar que as vezes a gente nem consegue colocar pra fora, encontrar palavras pra traduzir... Mas parece que num determinado ponto a gente "liga um botão" e tudo começa a fluir!
Fluir para fora da gente e para dentro de corações que nos compreendam!
Bjos pra vc e pro Cisco!

Valentina disse...

Desculpe, não consigo pensar em nada , só choro.Nossa história é tão diferente e ao mesmo tempo tão igual.Eu também perdi um grande amor, mas que não morreu e ainda vive comigo.Também tenho saudades,muitas.
K

Kika disse...

Cris de cabelo comprido

E

Gui de brotoeja!

Que lindo!

beijos,

Kika

Olly disse...

Cris, Amei! Não tenho palavras. nem lágrimas. cheguei do enterro da minha avó de 97 anos... sem chorar! Porque acho que ela teve a vida que quis, foi feliz e tal... Mas estou lendo o seu blog e choro sem parar. Não por ele não ser feliz. mas por ser de uma pureza, uma magia impressionantes!!! Se quiser, vá me visitar tbm, porque com certeza virei aqui sempre... Beijos em vc e no Cisco. Fofos!!!!

Olly

Luiz Felipe Leal disse...

sentir é tão nosso.
choro até mesmo as entrelinhas, e me perco nas sinuosas palavras.

p.s: na verdade, o aperto sai sim com as palavras.
E aperta o mundo.

abraços,

O Mundo de Sofia disse...

Cris,
Andando pelo mundo virtual, acabei caindo em seu blog. Fiquei encantada com sua sensibilidade, com a maneira bonita com que você expressa todo seu amor e todo seu sentimento.
Vi vocês no Globo Repórter e já tinha lido algo na Gloss (se não me engano). Em todas as vezes que me deparei com sua história, não pude deixar de me emocionar.
Hoje estou num dia em que nada parece dar certo. Suas palavras me fizeram ver que há um outro mundo lá fora. Muito maior que os problemas do dia-a-dia. Obrigada.
Sucesso, beijos pra vc e pro lindo filhote.

Letânia disse...

Querida, se vc ainda não conhece, precisa conhecer a música 'De Amor y de Casualidad', do Jorge Drexler. É a coisa mais linda e mais Cris+Gui=Cisco que eu já vi.
Corre lá: www.jorgedrexler. É do CD Llueve.
Besitos pr'ocês!

Confissões de uma balzaquiana... disse...

Cris, você é especialíssima!

Ana Lins disse...

um dia o francisco vai continuar essa história - provavelmente num blog tão bem escrito e emocionante como este.
:)

Purpliii disse...

Li...a sua reportagem na revista Nova Mês passado..me impressionei...Sua hístoria é uma das mais lindas e marcantes.Lhe desejo tudo de bom pois você é merecedora de toda a paz que Francisco deve representar!

Purpliii disse...

Li...a sua reportagem na revista Nova Mês passado..me impressionei...Sua hístoria é uma das mais lindas e marcantes.Lhe desejo tudo de bom pois você é merecedora de toda a paz que Francisco deve representar!

Purpliii disse...

A esqueci de dizer..você tem orkut??Caso tenha me adiciona por favor...se você autorizar pegarei frases para criar comunidades...BjO

Anadri disse...

"Errei tantos caminhos, filhos. Mas venho gostando da viagem."

Copia tudo e faz um livro.
:)

Thales e Graziela disse...

Cris,

pelos caminhos tortos (ou tão certos) depois de achar que só teria um filho encontrei o Amor e ganhei mais um filho, aos 43 anos, aos 45 do segundo tempo.

beijos, Graziela

Nuvem disse...

é incrivel como olhares nao mudam...
É a janela da alma...

Patricia disse...

há algum tempo acompanho o seu blog "Hoje vou assim". E hoje decide abrir o "para Francisco".
Me emocionei demais com sua história. Fiquei sentada, calada e com lágrimas nos olhos por algum tempo, tentando absorver as frases lindas que li. Você passou e passa por uma experiência de vida muito delicada e sofrida. Mas muito feliz ao mesmo tempo, por ter esse anjo em sua vida (essa criança feita de luz e amor).
Ele tem sorte por ter uma mãe tão forte, tão meiga, tão apaixonada e tão intensa.
Você é linda. E amei lhe conhecer.
Que sua força irradie à todos nós, leitores desse blog.

Um lindo dia para você

Ana Barros disse...

Mais emcionante que suas palavras, é a eternização do amor de uma família linda que ainda vive em seu coração. Tenho certeza de que com sua ajuda, seu filho vai conhecer o pai muito mais a fundo do que eu conheci o meu, enquanto ele ainda era presente em minha vida (ele se afastou por opção).

Dama disse...

Cris, passei pra desejar um feliz dia das mães pra você, cheinho de Cisco.

Beijos.

Anônimo disse...

OI!Descobri teu blog por acaso e acho impressionante o teu dom de colocar e traduzir sentimentos em palavras de forma tão linda!Muito emocionante! Lu.

Thaís disse...

Oi, descobri seu blog recentemente, pela Folha, desde então, entro todos os dias e já me peguei emocionada diversas vezes, vc está fazendo uma coisa muito bonita, assim como seu amor, que amor bonito... Deus abençoe vc e seu filho!
Grande beijo.

Anônimo disse...

Oi, descobri seu blog recentemente, pela Folha, desde então, entro todos os dias e já me peguei emocionada diversas vezes, vc está fazendo uma coisa muito bonita, assim como seu amor, que amor bonito... Deus abençoe vc e seu filho!
Grande beijo.

Thaís disse...

Oi, descobri seu blog recentemente, pela Folha, desde então, entro todos os dias e já me peguei emocionada diversas vezes, vc está fazendo uma coisa muito bonita, assim como seu amor, que amor bonito... Deus abençoe vc e seu filho!
Grande beijo.

Dona Mel disse...

Certo dia tava vendo tv e assisti a tua história. Me encantei com a sua força, delicadeza e doçura mesmo diante de tanta dor. Francisco é menino de sorte grande por ter bases tão belas.
Um beijo na sua paz!

Anônimo disse...

Que família bonita !!
Realmente, o Cisco é mistura perfeita de vocês dois.
Que o seu dia das mães seja cheio
de alegria, junto ao seu pequeno
Cisco.
Beijo carinhoso,

Adriana( Diana )

Dani Seiler disse...

Flor...todos os dias dou uma espiadinha pra ver se ja publicou um novo texto....
A cada palavra sua,me faz dar valor no que esta ao meu lado...
Por coisas da vida,no fundinho do meu coraçao tinha uma magoa e ainda tenho, com minha mae....Mas com vc compartilhando sua vida comigo e com todos aqui,essa dorzinha vem acalmando...A ferida esta sarando!!!!

Obrigada!!!!

bjos bjos!!!!

ice cubes disse...

Como vocês são parecidos!!!
Os tres!
Você, ele o Francisco, os tres se parecem!!!
Um com o outro, independente das idades e da ordem em que estiveram na Terra, foram feitos uns para os outros, certamente!

Lívia disse...

Conseguir ver as cenas, sentir ao menos um pouquinho da intensidade dos momentos que você nos descreve, da dor, mas também do amor lindo que viveu e ainda vive.
Você tem muito a ensinar as pessoas, não somente pela sua história de vida, ensinar como mãe que de independente de maiores acontecimentos seria, ensinar com a sua maneira bonita de ver a vida, de amar com intensidade.
Descobri o blog por acaso e me prendi a ele, passei horas aqui lendo seus textos e me encantando.
Obrigada por dividir seus momentos conosco, por nos tornar mais conscientes do poder do amor.

Beijos, e lindo dia das mães!!!

SAMANTHA ABREU disse...

querida,
todas as vezes que venho aqui, mesmo em silêncio - sem te deixar comentários (porque quase sempre não sei o que dizer)- fico emocionada. E olha que isso não é tão fácil de acontecer. Mas a empatia que sinto por tua dor, por tua história e tua sensibilidade, é incrível.
Queria que você soubesse disso.
Deixo um beijo pra vocês três.


ps: não sei se vc já sabe, mas teu blogue foi indicado na seção "Extrapiches" da Revista Trapiches de cultura e arte.
http://www.trapiches.com.br/
Depois dê uma passadinha por lá.
Beijos!

:: carol monti :: disse...

texto lindo! .. cada vez mais sinto mais saudade boa e mais felicidade nos seus textos .... fico feliz por vc e pelo cisco!

bjos

Bel disse...

Cris,

...pela vida à fora você os têm por dentro e se alimenta desse imenso mar de amor. Misturada em camadas de poesia; porque teu amor assim te faz.
Cisco... teu amor é tão presente pra tua (linda) mãe que ela deve perder o ar ... inúmeras vezes!
Tu és um encanto de menino e todos (as) nós acompanhamos teu amadurecimente e a ternura de teus primeiros gestos pelos olhos do amor: o ... da tua mãe. Amanhã será dia dela... com certeza no próximo ano já entenderás o que isso significa e irás cantar uma doce musiquinha pra ela...e dançarás (charmosamente) como tua mãe diz que te pai fazia.
E assim caminha a vida...

Como sempre, espero ansiosa pelo livro.

Bel.

Boas Vibrações disse...

SIMPLESMENTE TE DESEJO DE TODO CORAÇÃO UM FELIZ DIA DAS MÃES PARA UMA MÃE ESPECILISSSSSSSSSSIMA.
BEIJOS...

Dili disse...

Sua dor é tão real em mim!

Camila disse...

vcs sao iguais!!!!!!! me deu ate um arrepio ao ver.
beijo!

Anônimo disse...

Sensibilidade é força!!!
Amo vocês com tanta ternura!!!
Torço por você e pelo Francisco
sempre...Que luz emana de vocês,
o seu Gui também é luz,é brilho´
é paz...

Sofia disse...

Não consegui conter minha emoção...
lindo demais!
bjs
Sofia Fada

Bruno Barroso disse...

De vez em quando passo por aqui e sempre me emociono.

Me emociono pois você tem uma capacidade incrível de falar sobre e de viver o amor, em todas as suas formas: da mulher para homem, da mãe para o filho, do pai para o filho e tenho certeza que de Francisco para o pai

Vejo, além disso, o amor de uma mulher pelas palavras.

Meus parabéns! Um abraço,

Bruno Barroso