sábado, 18 de outubro de 2008

Escrevi um livro para você, filho.

Eu me lembro que faltei ao trabalho por uma semana depois da morte do seu pai. Não fiquei em casa chorando, pois não havia tempo. Eu imaginava que, por causa do baque, você pudesse vir mais cedo que o previsto. Então o tempo de que eu precisava para me acostumar com aquela nova realidade foi usado para apressar os preparativos para sua vinda.

No dia seguinte ao enterro, acordei com o Tio Dani e fomos comprar um móvel e outras coisas que faltavam. Uma mulher grávida andando de mãos dadas com um homem, comprando coisas para a chegada do seu bebê seria uma futura mãe como todas as outras, não fosse a dor que eu carregava dentro de mim – e ela pesava muito mais que você.

De volta ao trabalho, era difícil acreditar. Meu corpo estava presente, mas a alma ficava vagando. Meu coração estava confuso. Foi preciso um bom tempo para que eu voltasse a sentir as coisas, para que eu de novo procurasse o meu lugar.

Eu observava as pessoas como uma extra-terrestre. Nada fazia sentido. Um colega nervoso por causa da lentidão de um computador me parecia uma cena absurda. "Será que ele tem idéia de que eu mal consigo respirar?", eu costumava pensar. Nada, ninguém, nenhum assunto ou urgência tinha significado diante da minha perda.

É normal que a gente se sinta assim, como se tivessse o maior problema do mundo. O maior problema é sempre o nosso, pois somos nós que temos que resolvê-lo. E o meu problema não era a morte, pois para ela não existe solução. Meu problema era conseguir disfarçar minha própria ausência.

Entrar em uma reunião, sorrir para o cliente e fazê-lo acreditar que eu estava mesmo interessada em seu aumento de vendas era exercício de atriz. E por uma questão de sobrevivência, eu precisava encenar aquela peça quantas vezes fosse necessário, até que viesse a licença-maternidade como uma redenção. Licença que me foi interrompida por um empresário que tem mais amor ao dinheiro que às pessoas. Mas esta é outra história.

Para dar conta de tudo isso, escrevi. Mas era com o seu pai que eu "falava", como se as folhas de papel fossem colocadas numa garrafa que um dia pudesse alcançá-lo do outro lado do oceano. Às vezes, era mesmo um pedido de socorro.

Ao mesmo tempo, a proximidade da sua vinda era a perspectiva de virar uma página e finalmente começar a leitura de uma história mais leve e alegre. Como acabar de assistir a um drama, buscar a pipoca e, enfim, ver os primeiros letreiros de uma comédia romântica. Agora viria a parte boa.

Você nasceu, alegria e tristeza sublimes em mim, fomos crescendo. Aos poucos eu ia aprendendo a ser mãe e acomodando a saudade até que ela doesse com costume, até que ela não me aterrorizasse mais. E a escrita foi abrandando.

Você tinha quatro meses quando lhe escrevi a primeira carta. Quando entendi que era para você que eu precisava falar. Você, sim, leria tudo algum dia. Minha mensagem chegaria ao seu destino. Transformando a dor em escrita, impedi que ela engolisse a minha alegria de ter você. Ao falar com você eu também estava falando com o seu pai. E ao falar do seu pai eu também estava falando de você. Eu precisava fazer minha mensagem chegar até você em algum ponto do futuro - e publicá-la ao longo do caminho era o combustível.

A escrita encontrou eco – para algumas pessoas foi espelho, para outras foi consolo, para muitas é lição. Para mim, o tempo todo, foi cura. Entender que a minha dor, aparentemente inédita, falava tanto para tantas pessoas. Entender que somos feitos do mesmo, todos nós, fora algumas desumanas exceções. Entender que estamos juntos.

E foi assim que passei a ter a disciplina para escrever. Estava firmado um compromisso. Talvez, filho, sem que as pessoas me lessem, eu não tivesse continuado a escrever o que acima de tudo era para você. E continua sendo para você. Foram essas pessoas que me estimularam a continuar, sistematicamente. Abrir as caixas e degustar cada lembrança, para que aquilo tudo não virasse pó.

Escrevi um livro e para mim ele tem um grande significado. Um livro abriga uma história e a eterniza. Um livro é memória e independe da presença de quem o escreveu. Um livro é um contador de histórias. Este livro fará o seu pai chegar até você como a garrafa com o bilhete, atravessando o tempo e o oceano. E fará a nossa história chegar a muitas pessoas, sem que entre nós precise haver uma proximidade de tempo, espaço ou conhecimento. Um livro é generoso. Como um filho, um livro é para o mundo.

É que eu amava o seu pai demais, filho. E eu te amo demais também.



Imagens: arquivo pessoal. Edição de José Carlos Mauricio e trilha sonora de Flávio Guerra, a quem agradeço de coração. Obrigada também a Michel Montandon, Elisa Mendes, Daniel de Jesus, Cristina Cortez e Marcos Pina.

142 comentários:

Anônimo disse...

Pequena Grande CRIS..
Sao mais de 2h da manhã... e cá estou eu te bisbilhotando... até hj era em silencio.
Na verdade faz pouco tempo que "te conheço", te descobri no Hoje eu Vou Assim.
Sinceramente preciso admitir que a primeira impressão não foi boa, te pré-julguei como um pouco metida, mas tbem tenho que admitir que foi rapidamente sobreposto pela admiração.
Isso já tem algumas semanas, mas não escrevia nada pq vc recebe inúmeros elogios e me faltavam palavras pra expressar minha admiração.
Como qquer pessoa, tbem já sofri mto na vida e tbem tenho marcas, mas não consegui tirar de letra como vc e foi aí que vc chamou minha atenção!!
Eu diria que vc tem 2 pontos mto marcantes... o ESTILO indiscutível e incomparável e o OTIMISMO!!!
Menina Cris, vc não tem como imaginar o quanto tem "silenciosamente" me ensinado com a volta que vc dá na sua dor!
Mais incrivel ainda é que hoje durante o dia eu tava matutando sobre vc.... sobre a história da sua vida... sobre o seu estilo admirável.... sobre o seu imenso bom gosto para se vestir (e aqui faço nova confissão...já gravei alguns modelos para inspiração futura).... e me perguntei "Por que essa menina não escreve um livro? Seria uma história impecavelmente bem relatada e com muito a ensinar!"
Qual minha surpresa que chego aqui e leio seu post e milagrosamente ainda sem comentários...
Minha querida, vc nem me conhece e talvez isso não chegue a acontecer pq moro um tiquinho longe (Curitiba/PR) mas achei que vc merecia saber que vc tem o dom de contagiar as pessoas... de arrancar o sorriso de um leitor... de encher de esperença o coração mais amargurado.... isso é DOM!
Deus te abençoe.
Abraço carinhoso duma nova fã!
Geisa Guimaraes
geisag@hotmail.com

Dany disse...

Eu tb sou leitora assídua desse blog e nunca tive coragem para me expressar por palavras... Conheci seu blog assim que comecei o meu, e desde então eu o li, post por post, do começo ao fim e hoje posso dizer sem dúvidas, que acompanho cada capítulo da sua vida... e assim farei quando o livro chegar nas livrarias... mesmo sabendo um pouco do que conterá nele, eu terei imenso prazer em me emocionar, seja chorando, rindo, me comovendo ou refletindo sobre sua triste e ao mesmo tempo linda história de vida, luta, garra, força e amor.
O Francisco terá orgulho, assim como nós que nem a conhecemos da guerreira que você é. Porque assim você faz acontecer, porque parece que tá no sangue, no sobrenome! Te admiro muito e se hj criei coragem pra te dizer essas palavras é pq eu sonhava com o dia que esse livro sairia das suas mãos para o mundo!
Parabéns por mais uma conquista! De uma humilde fã sua...
Bjs

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Este texto, este video, rasgaram o coração... uma profunda tristeza que me faz apenas sentir: acorda, vive a vida que pode ser tão curta!

Mesmo de Paris, hei de encomendar o livro.

Que Deus te abençoe e que Gui esteja sempre convosco em pensamento!

Beijo meu ♥,

A Elite

Ana Carolina disse...

Com certeza estaremos todos no lançamento, seja fisicamente, seja em bons pensamentos.

E, como em todas as vezes que sentei em frente ao computador para ler o blog, acredito que vou me emocionar também ao pegar o livro.

Querida. Estou muito feliz por você. Que lindo. Lembro quando fui aí te conhecer e na minha cabeça estava a Cris Guerra escritora. E eu fazia questão de falar isso com vc.

Um dia quero sentar na primeira fila com a pipoca para te prestigiar mais uma vez.

A dor tem esse incrível poder de transformação.

Um beijo, um beijo
Ana e Paulo

Susana disse...

Querida Cris...faz algum tempo q leio seu blog, descobri atraves de outro e quando cheguei aqui confesso que senti alguma tristeza..mas apos alguns posts essa tristeza foi dando lugar a uma admiração enorme, o que me faz voltar aqui com freqüencia para saber ler um pouco mais sobre voces.
Não sei o que me levou a querer comentar hoje, pois sempre leio, absorvo e reflito sozinha, quieta.
Mas hoje senti uma necessidade gigante de te agradecer por voce compartilhar conosco a sua historia que é muito forte, linda e que me fez enchergar um pouquinho além do meu proprio umbigo.. um beijo!!

Anônimo disse...

Queria Cris
Preciso dizer:
Muito obriado por tudo, sobretudo por compartilhar conosco sua vida
Deus os abençôe
Raquel Campinas SP

Nandinha... disse...

Bom dia Cris!!!

Hoje é sábado e vido aqui depois de passar uma semana quanse inteira acompanhando o crescimento da sua barriga até o nascimento do Cisco, vejo hoje esse video.

Coisa mais linda.

Uma vez te disse que você ajudava a gente a enfrentar as coisas, me ajudou a ver que a perda de dois filhos poderiam ser superadas não esqeucidas mas tranformadas, hoje espero um terceiro, torca a sensação ser filha essa em definitivo pois acabo de perder meu pai, e vivo cada instante a sensação de ser mãe, e isso é maravilhoso, saber que dentro da gente tem outra vida.

Obrigada por compartilhar.

Desculpe-nos sempre por invadir, e principalmente desculpe ao Francisco, pois tudo isso é dele.

Gabi disse...

Cris, ( nossa quanta intimidade!)
L teu blog a primeira vez feito livro que a gente nao consegue desgrudar, mas ao mesmo tempo vai se afligindo quando vê que vai chegando ao fim.Era setembro deste ano e vc passou um tempao sem escrever. Eu fiquei tao tocada com tudo ( palavras, músicas, fotos, links...) que desejei que este "livro" fosse lançado, mas depois vi que como blog era melhor, exatamente por ter esta continuacao e nos abastecer de tanta vida e m forma de frase, melodia e imagem. Fico feliz com o lançamento do livro, mas te peço: nao para de escrever nunca nao. Teu blog é delicadeza em palavras e melhora o mundo. Bj em ti e no Cisco.
Gabriela azevedo

Renée Samora disse...

Cris, parabéns.
já faz algum tempo que não escrevo para vc, não é faltade tempo e sim faltade palavras.
mas hoje, nao poderia deixar de me manifestar.
como grande adimiradora da pessoa cris guerra, eu só posso deixar meu muito obrigada por compartilhar mais uma vez vc conosco.e tbm meu parabéns, isso é mais uma conquista, mais uma forma de manter o gui vivo, mais uma forma de aprender e ensinar a ser feliz.

bjos.fique em paz e feliz, vc venceu mais uma vez.
renée

Renata disse...

Cris,

Me sinto íntima sem ser, me sinto parte sem nunca ter te visto. Falo de você como se falasse de uma amiga e do Cisco como se um sobrinho fosse.

Sempre me perguntei quando você daria este presente a todos nós. Um livro. O melhor presente que alguém pode ganhar. O Cisco, você mesma e todos nós que acompanhamos, ainda que de longe, a sua história. História querida e que acompanho não como uma curiosa, mas como parte de uma torcida que você cativou com suas palavras lindas.

Obrigada, Cris, obrigada!

Um beijo grande,

Renata Sperandio.

Gabi disse...

Ah! Esqueci de dizer que te escrevi um tempo atrás para falar de um CD que estou produzindo com músicas sobre o rio Sao Francisco, vc chegou a receber este e-mail?
Assim que lançar quero te presentear, como uma tentativa de retribuir a emoção que sinto toda vez que entro aqui.
Acho que o Cisco vai gostar! Sao doze músicas todas citando o nome dele e cantada por gente boa, como Geraldo Azevedo, Dominguinhos, Alceu VAlença, Djavan, Fernanda Takai, Ivete Sangalo, Moraes Moreira e outros. Como faço para te entregar? Mando para a agencia?
Parabéns mais uma vez e obrigada por tanta beleza e inspiração um milhao de vezes!
bj
Gabriela Azevedo

Erica Vittorazzi disse...

Quem escreve um livro vive para sempre.

Parabéns!!!

Ah sei lá... disse...

aguardando ansiosamente mais esse presente que vc oferece...

beijos pros dois pequenos!

inté.

Kika Bastos disse...

eu soube disso desde o primeiro dia em que te li!
Vim parar aqui pelo Carioca kids, da também Cris, "devorei"o seu blog numa tarde! Na hora me veio: isso vai virar um livro, certo! Se ainda não procuraram ela, vão procurar!...
E está aí! Vou comprar também! De uma forma, teu blog me ensinou muito como mãe... e eu vou querer que o meu filho leia o que vc escreveu pro Cisco também! Parabéns!!!

Nina disse...

Nossa Cris, como ficou bonito o vídeo! Bonito demais!!!

Que legal que vc resolveu colocar essas coisas lindas e leves num livro. "Livro, como filho, é pro mundo". Isso mesmo. Espero poder ter esse livro também. Adoraria estar na fila pra receber ele autografado pela escritora :))))

mas nao dá, to longe :( de qualquer maneira, vou tentar conseguir.

Publica a data de lancamento direitinho pra gente, viu???!!
Bjs mt queridos, cheios de desejo de boa sorte, pra vc, escritora lindona e para o Cisco

Bel disse...

Cris, dá todas as instruções dirietinho... pra a gente poder comprar logo, e de preferência autografado...

Estou aqui arrepidada, emocionada e chorando... Sei que o livro vai ser (é) belíssimo. E o Cisco vai amar!

Beijão!

Cindy disse...

Óptimo! Não podia ser de outra forma, essa tua maneira de expressar o amor!

Depois diz se o livro chega a Portugal, se não peço às minhas tias para me enviarem daí!

Um beijo para ti de parabéns!
Uma beijoca para o Francisco!

Larissa disse...

jura que vai lançar um livro?
que demais!! agora só falta plantar uma árvore - a não ser que já tenha plantado!
se bem que pra você, não falta mais nada!
és muito especial ;)
parabéns pela sua vida;
carinho, larissa.

Bel disse...

... Cris, querida!

A Ana disse muito do que eu queria dizer.
Sempre esperei pelo livro! Sabia que iria ele "nascer" pra nos marcar como uma tatuagem ... daquelas lindas como as tuas: contornos desenhados com sutileza. Tantos e tantas contigo! Como eu...Adoraria poder estar na fila abraçada ao meu livro à espera da tua letra viva nele. Mas, estaremos ao teu redor como tu estás ... orbitando-nos ... dando voltas redor do nosso coração. Enfeitando-nos com teu potente amor, com tua generosa esperança e tua força delicada.
Um grande e afetuoso beijo,
Bel.

Marina String disse...

Cris!Não encontro palavras para expressar o que sinto ao ler suas palavras...só sei que meu coração fica apertado de tão puro Amor que vc transmite por aqui!Vc soube abrir a porta do sofrimento,não se fazendo de vítima e sim o encarando de frente.Renasceu,se fortificou,se tornou melhor como ser humano.Tenho certeza que Deus tem orgulho de vc.Vc é um exemplo de Ser Humano!!!Sou do interior de SP,farei questão de sair daqui e ir ao seu encontro para colher um pouco desse Amor que tens dentro de ti,no lançamento de seu livro!Vc é uma das pessoas que mudaram a minha vida,obrigada!Cada vez que entro aqui me torno uma pessoa bem melhor!Que Deus ilumine sua vida,de seu filho e que continue te dando forças para que caminhe!BEIJOS!!

By Mari Molina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
By Mari Molina disse...

Quanta sensibilidade no que escreves. Incrível! Podemos "sentir" - não querendo comparar o que sentimos ao ler com o que sentiste ao viver, experimentar.
A força que te move vem de Deus. Desejo que ele continue iluminando a ti e teu filho.
Beijos

elaine disse...

cristiana,
I can't wait... ja vou fazer minha encomenda e vai ser o meu presente de natal pra muita gente que eu conheco.:)
vou aguardar a versao em ingles, assim vou poder presentear minhas amigas americanas.
ah! as paginas sao a prova d'agua nao sao?
linda e toda voce.
:)
XOXO
elaine

deia mundy disse...

Cris que mega presente para nós que te adoramos.
Tô tão feliz, conta para a gente sobre a noite de autógrafos, hora e local e tb mostra o look no HVA.
Tô na fila para garantir o meu hehehe.

Camila Marinho disse...

Cris, foi a primeira vez que entrei em seu blog e, confesso, fiquei emocionada. Não conseguia parar de ler, post por post. Cada registro, cada história, cada lembrança... tudo isso faz de você uma grande guerreira que, tenho certeza, o Cisco vai se orgulhar.
Um grande abraço.
Camila
p.s: sou de BH também, mas moro em Salvador.

Muita paz pra vocês!

gato tagarela disse...

Ontem acabei de ler o blog que descobri há 2 dias. Adormeci a chorar... com uma tristeza que se abateu em mim sem eu perceber bem o seu tamanho. Hoje, quando acordei de manhã, foste tu a primeira pessoa que surgiu na minha mente. Admiro a tua força de lutar. Admiro-te muito! Olho para o meu namorado e peço-lhe sem que ele ouça "não me deixes nunca!"... Beijo grande do outro lado do oceano...
Célia

Jessica Finco disse...

obrigada cris.
obrigada pelas palavras, por entender tão bem a sua,e consequentemente, tantas outras dores diferentes, por escrever o que eu preciso ler,por trazer a tona as lágrimas que eu as vezes tanto preciso por fora e nao consigo,obrigada por ter ajudado e ainda ajudar, a cada post,cada palavra,cada video, a minha amiga,por ser um espelho pra nós,por ter acalentado o coração dela,e assim, junto o meu. obrigada por olhar o cisco e o seu gui,e lembrar do nosso gui,e de nesse momento só conseguir sentir a saudade boa..
um beijo cris.

Claudinha disse...

Cris!
Sucesso para vc!Já estou aguardando ansiosa seu livro. para que ele faça parte dos meus favoritos em minha cabeçeira!Muita luz na sua vida, para que continues iluminado a todos!
você é inspirãção e exemplo para qualquer um que queira dar a volta por cima!
Sorte, paz, sucesso e amor, pois vc merece!
Cláudia

Letrinhas disse...

Por esse momento eu sempre esperei, Francisco que nos perdoe de gostar tanto das coisas que a mãe escreve para ele.
Bem que o lançamento poderia ser essa semana, estarei em Bh até dia 25!
Beijo e obrigada por suas surpresas para ele e para nós!
Lívia

Renateca disse...

Cris,
Fazer um lançamento no Rio é obrigatório. A gente quer te conhecer...

Lindo o vídeo. Linda a sua história que você não deixa morrer...


beijos da fã.
Renateca

Glau Ribeiro disse...

Cris,

Francisco é benção de Deus e vai poder ler todos os dias esse amor florido de vocês três, ele [o amor] vai ficar registrado pro mundo, e pra dentro do coração de muita gente que se emociona, que aplaude, que chora, que ri, que vive e que te admira, da forma mais singela, através das suas palavras.

Admiração essa compartilhada por esse tanto de comentário diário que você recebe.

Eu? Vou correndo pra livraria pra comprar um pouquinho de amor pra minha vida, porque toda vez que te leio Cris, o amor aparece como por encanto. Em meio a rotina do dia-a-dia, em meio a dor que você sentiu, em meio as suas doces e bonitas palavras... para o Francisco, eu sinto e volto a acreditar no amor e no coração bom das pessoas.

Beeijo estalado meu!

Carolina disse...

Pequena grande Mulher Cris...
acompanho há muito tempo seu blog,de vez em quando arrisco alguns comentários, mas sempre que leio os seus post só penso numa coisa, além de todas as emoções que vivencio ao ler seu texto: ela tem que escrever um livro!
Agora isto vai virar realidade.
Que bom Cris. Tô muito feliz!
bjos queridos pra ti.

Clau disse...

Mais um nascimento: o do livro!
Que começou pequeno, pouco a pouco o blog crescendo e, agora, um livro! Bacana demais, Cris! Vou conferir.
Bjo grande!

J. Caribé disse...

Eu queria só um pedacinho do seu otimismo... Eu não sei mais olhar pra frente. Perdi a vontade de caminhar...

Simone Tafinel disse...

Cris, para o amor não existe limite de dimensões, o amor é imortal, é infinito e é o sentimento que faz com que a nossa vida tenha algum sentido. E o amor que voce passa nos seus posts, o amor pelo seu filho e pelo seu marido é a coisa mais linda de se viver. E que esse amor tao grande continue sendo alento e conforto ao seu coraçao, e o livro, faço questao de comprar.
mtos beijos e luz no seu coraçao! (ah, te acompanho a bastante tempo, nem sei de quando, mas nao costumo comentar, mas esse post realmente me emocionou)

Aninha disse...

Lembro q qdo entrei aqui a primeira vez, sugeri á vc q publicasse um livro! E mesmo a distância saiba q esse livro vai ser lido e relido várias vezes, assim como fiz em PAULA de Isabel Allende que parece muito com a sua hitória, mas no caso dela, perdeu a filha!
Cris.. não é divino isso? compartilhar suas alegrias com o Cisco? seus temores e medos com tantas´pessoas?
Dificíl tentar colocar aqui ou mensurar a alegria de saber q a história q compartilho todos os dias com as minhas amigas, vão ser eternizadas num livro!
Engraçado... q sinto-me da sua família, gosto de vc assim... de graça! Não tivemos nenhum contato pessoalmente, vc respondeu uns 2 e-mails meus... mas sinto vc tão próxima, q dá vontade de limpar toda a tristeza que possa surgir na sua vida!
A sua vida é um conto de fadas SIM!! Talvez não termine como estamos acostumadas a ouvir.. mas o final é o mesmo para vcs: E FORAM FELIZES PARA SEMPRE! Vc e o Cisco ficaram aqui fazendo companhia um para o outro, e o Gui! Ah!! o Gui... está esperando por vcs, no dia do grande reencontro! Creio tanto nisso, como creio que Deus sabe o que faz nas nossas vidas!! Mesmo não compreendendo seus gestos ás vezes!
Então minha Cris,Mãe/filha/mulher/companheira/publicitária/amiga... vc merece meus aplausos sempre!

Ana Flávia


"TALVEZ A GENTE ESTEJA NO MUNDO PARA PROCURAR O AMOR, ENCONTRA-LO e PERDE-LO, MUITAS E MUITAS VEZES. NASCEMOS DE NOVO A CADA NOVO AMOR, E A CADA AMOR QUE TERMINA, ABRE-SE UMA FERIDA. ESTOU CHEIA DE ORGULHOSAS CICATRIZES."
(ISABEL ALLENDE)

Piggy Forever (Marta) disse...

São 1h15 da manhã em Portugal, todos dormem cá em casa, também tenho um filho, que hoje agonizo por não ter tanto tempo para ele e estas horas na madrugada é o tempo que uso para fazer outras coisas e sempre que posso visitar o seu blog. Uma vez mais me caiem as lágrimas e não são de tristeza, não devem ser mas sim de admiração pela sua grandeza, pelo seu esforço e um dia quem sabe aqui em Portugal, à mesma hora, eu esteja a ler o seu livro e viver consigo no pensamento todas as emoções. Um beijo para vc e Francisco, como é bom ter uma mãe assim...

Beatriz disse...

Não acredito!!!
Um livro???????
Que delícia!!!

Nossa Cris, parabéns pela conquista!!! Deve ser muito gratificante ter conseguido chegar até aqui, não pelo produto livro em si, mas sim pelo processo de elaboração e reconstrução de uma história toda intensa!!!
Engraçado porque desde a primeira vez que acessei o blog o trato como um livro à medida em que releio os capítulos anteriores e o deixo na ânsia de sentir o que está por vir...

Já escrevi isso em outros momentos, mas não resisto: compartilhar da sua força e delicadeza (estou incorporando esta idéia no meu dia a dia!) tem me ajudado MUITO a superar a dor e a falta decorrentes da partida do meu Pai Lindo....!
Obrigada, de coração!

Beatriz disse...

Hum, esqueci de dizer uma coisinha: o que acha de organizar algumas sessõs de autógrafos no lançamento do livro??? Já pensou que delícia poder lhe abraçar de perto?!
Bom demais.............

Anônimo disse...

Tão bem gestado que só pode ser bem nascido. Mas agora com uma turma enorme acompanhando o momento do parto! Que para nós é chegada. Fico feliz por vocês! E orgulhosa, como se de fato minha amiga queridíssima estivesse a crescer, linda e vitoriosa! Sentimentos tão bons!...
Obrigada viu Cris!
Abraço carinhoso,
Claudia Chaves

Pri disse...

Eu tb com certeza irei ao lançamento e te dar um abraço como admiradora da sua força, do seu exemplo de mulher!! Te acompanho diariamente!
Bjo grande!
Pri

Anônimo disse...

Eu tb já leio há muuito tempo...pouco depois de ter começado a escrever...e nunca fiz um comentário...mas nunca deixei de vir..e desde que conheci sua história, passei a rezar para você e pelo Cisco todos os dias tb..junto com as orações que faça por meus amigos e família...Vc é uma fofa e gigante! Coração, luz, fortaleza! O Francisco escolheu os melhores pais do mundo! Bjos Ana Luísa

Ana P. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana P. disse...

Cris, nunca tive coragem de deixar um comentário ... sempre me emociono quando passo por aqui.
Pensa com carinho em um lançamento no Rio de Janeiro para nós te conhecermos pessoalmente :)
Beijo procês!

Guerreiro Antonio disse...

Cris, desde que li o blog a primeira vez pensei "Putz, isso dá um livro". Que bom que tá nascendo esse livro dessa história tão linda! Aguardo ansiosa o lançamento!
Bjs,
Clarissa

Nah disse...

Chris há um tempo leio sua vida.
Sim. porque é sua vida que está aqui.Pro Francisco, pra mim, pra quem puder ousar e amar por identificação.
E hoje decidi ficar até mais tarde na web...
Nessa madrugada de domingo fiquei sabendo que posso levar um pouco disto, pra minha casa.
E guarda-lo independente de época.
Pq como vc msma disse, a obra é eterna e independe de quem a escreve.
Eu irei, tu irá, o Francisco tb.Todos nós iremos.
Mas o que está escrito permanece.
Não importa o quando.



um grande beijo.

D:. disse...

O livro vai ser o jeito de ter teu blog na cabeceira!
Já aguardo ansiosa pelo lançamento.

Fernanda disse...

Vc é linda (por dentro) e tao doce e tao real...e do modo como está exposta a sua vida nesse blog, nos sentimos tao intimas, tao próximas...
Li tudo de uma vez outro dia e chorei tanto, as vezes espelho, outros consolo, outras simples identificação...E sim, como somos iguais em sentimentos e emoções... Obrigada por compartilhar as suas assim, tao generosamente e sem reservas... bjo grande e força, sonho e fé na sua caminhada!! Saravá!!

Anônimo disse...

Cristiana,

conheci seu blog recentemente e agora sou leitora assídua. E quanto mais eu leio, quanto mais conheço sua história, mais admiro você. Quanta força, quanta coragem, quanto amor. Obrigada por dividir sua vida conosco.

Abs da África do Sul,

Lilian

Cris disse...

Cris...

Você me emociona...ler seu Blog me renova a esperança. O Cisco com certeza tem um tesouro, muito valioso...o manual de como se deve viver!

Deire Assis disse...

como muitos dos que me antecederam nos comentários deste post, também a leio em silêncio faz algum tempo. dessa vez não deu pra ser assim. é muita beleza...

sou jornalista, moro em Goiânia, e educo um filho sem pai. o do meu filho não morreu, mas é como se assim o fosse.

parabéns pelo livro que vem aí!

Abç!

teresa disse...

Cristiana,
não deixo de pensar em como é importante permitirmos que as palavras permeiem nossas vidas e jorrem como fonte sobre nós, a nos banhar como uma água de cura. Não que isto afaste ou diminua a dor que todos nós sentimos por circunstâncias peculiares em nossas vidas (não sejamos ingênuos a este ponto). Mas em como o escrever contribui para o recuperar e o recuperar-se.
suas palavras, agora seladas em livro, não deixam de ser um marco também para quem acompanha seus escritos e este marco passa longe da vaidade fútil de se ter o nome na capa (sei que disto voce está "vacinada")... O marco a que me refiro é da simbolização de um processo, um rito de passagem talvez, e a demonstração (para nós, leitores) de que há de se construir e de se constituir mesmo que seja através da dor. Afinal, existe algo mais mítico do que um livro e a possibilidade de abertura a novos mundos, interiores ou não, que ele nos proporciona?
um abraço
teresa, de são paulo

catarina souto disse...

Cris,
sem dúvidas, esse será um presente não só 'para francisco', mas pra todo aquele que teve o privilégio de conhecer essa história.
você inspira a todos a deixarem um legado!
quem sabe um dia meu blog também vira um livro!
heheheh
aproveita e passa lá! estás linkada!
catacoisas.blogspot.com

beijos
Catarina Souto

Miepeee disse...

Ola Cris,
Numa palavra este post e.... lindo!!
Assim que o livro sair,vou encomendar o livro pela internet.
Deus te abencoe e ao Francisco.
Um beijo.

Se nao se importar vou adiccionar o blog a mista lista.

Ana Brandão disse...

Um livro! que noticia boa!!!

Ana disse...

Cris,
O Gui tinha toda razão quando disse que não ia morrer nunca, e vc também não. Escrevendo este blog e, agora, publicando este livro, você imortalizou o Gui, você, e o Cisco também. Vocês não vão morrer nunca. E quem fez isso foi você. Por todo amor, com todo amor.
Parabéns! Essa foi uma notícia muito boa!

Bubu Valenagle disse...

Quero muito ler este livro. E se possível te dar um abraço!Obrigada por partilhar esse momento conosco.

Márcia Parassol disse...

Oi Cris,
Quantas vezes comentei aqui que o livro viria. Eu acreditei nesta ideia e agora temos esta grata surpresa. Vou comprar a qualquer custo.
Abraços,
Márcia - Cascais/Portugal

Anônimo disse...

Querida Cris,

Assim como muita gente, tambem devorei seu blog em um dia. Li tudo com uma admiracao imensa. Chorei com voce, sorri com voce. Muitas vezes traduzi seus textos pro meu marido que nao le Portugues, porque queria muito dividir a beleza dos seus sentimentos com alguem.
Fiquei muito feliz quando vi a noticia aqui hoje, e com certeza, em Dezembro, quando for ao Brasil, voltarei pra casa com seus textos, que com certeza serao devorados na viagem de volta.
Gostaria de te dizer que te admiro pela sua forca, pelo seu otimismo, e pelo presente lindo que voce deixa ao Cisco.
Felicidades, e parabens!

Um beijao,
Camila Kaddoum

Mariane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia disse...

Cris, querida. Comecei a ler seu blog ontem, descoberto por acaso e enquanto eu procrastinava um trabalho chato. Comecei a ler. E chorei mais e mais a cada linha. Não porquê tenha passado por algo parecido mas por medo que a vida não me presenteie com uma história tão linda, independente do final [e quem é que disse que tem final?]
Um grande beijo pra você. Muitas manhãs de dança com o Cisco, se Deus quiser.

claudia disse...

Nossa, Cris vc escreve super bem ! Que bom, eu sempre leio seus textos! Vai ser o maior sucesso, bjo

Merylliel disse...

E eu, que lia o Hoje vou assim, descobri como é que a sua vida acontece. Me apaixonei por um blog, que poderia ser triste, mas tem tudo de felididade e vida nele.

Parabéns pelo livro!

Anônimo disse...

Cris,
Maravilhosa idéia de escrever um livro; homenagem e carinho ao Guilherme e Francisco pela mulher e mãe amorosa.
Sei que é praticamente impossível agendar o lançamento de um livro com pouca antecedência, mas... no final deste mês inicia a Feira do Livro em Porto Alegre. Seria muito bom tê-la aqui. Verifique a possibilidade desta vinda.
Bja,
Angela
amacba arroba gmail ponto br

Joice disse...

Estou até agora arrepiada! Lindo e emocionante demais Cris!


Tenho certeza de que o Cisco vai amar esse presentão, assim que ele puder compreender e ler.

Dizem que até o final da vida devemos fazer três coisas: plantar uma àrvore, ter um filho e escrever um livro.

Você acaba de escrever o livro e tenha a certeza de que vc já plantou muitas flores e àrvores de esperança e amor nos nossos corações e no das pessoas que convivem com você de alguma maneira. Saiba que és muito especial!

Parabéns pelo livro!
Tenho certeza de que será um sucesso! Estou louca para adquirir o meu.

Joice Schiling.

Anônimo disse...

Cris, vc é muito especial. Qquer coisa a mais que eu te escreva agora, será repetir o que esse montão de gente aí em cima já falou.
Um beijo grande pra vc querida.
Parabéns!!!
Eliane
Cascavel/PR
elianecomin@yahoo.com.br

Helena Nascimento disse...

Como muita gente já comentou aqui, também sou uma leitora silenciosa do seu blog, também te achei um pouco arrogante quando li pela primeira vez, mas o amor com que você fala do seu filho desfaz qualquer arrogância e demonstra o seu lado mais humano. Você é uma guerreira e vencedora! :)

Parabéns pelo livro. Te desejo muito sucesso e ainda mais força do que você já tem.

Abraços.

Dani Barcelos disse...

Lindo, perfeito e eu quero o meu!!! Já senti dor similar e é realmente como vc descreve aqui em cima. Como sempre me impressiono e me emociono muito com a sua dor, sua delicadeza e forma de ver a vida! PArabéns sempre!! Toda felicidade do mundo é pouco perto do que te desejo!!!
Bjssss
Dani Barcelos

lis disse...

Cris querida
Parabéns pelo vídeo ja dá pra ver o que nos promete o seu livro, cada dia me surpreendo mais com vc...sua força me inspira!
Bjim no seu core e uma boa semana...

Deveria estar estudando disse...

Cris, já dei a notícia no meu blog
http://deveriaestarestudando.blogspot.com/2008/10/para-francisco-o-livro.html
bjks e sucesso!

fernanda disse...

Cris,
adorei ou vir sua voz e a do Gui (imagino que sejam de vocês)... Lindo o vídeo, simples e profundo como tudo o que escreve.
Você me inspira a melhorar como pessoa a cada dia e a ser feliz por cada segundo da minha vida.
Obrigada por nos deixar participar desta história, obrigada por nos abençoar como textos tão lindos e agora tb com um livro. Muito obrigada Cris.
Assim como todos os seus fãs tb gostaria muito de ter um exemplar autografado e poder te conhecer um pouquinho...
Brasília é bem pertinho de BH hein??? Você bem que podia fazer um lançamento aqui tb.
Beijos e muito obrigada por mais este presente.
Fê (mãe da Clá e do Pedro)

Ci disse...

Cris,

Tô imensamente feliz com a notícia...

Sabe, é inexplicável como consigo vibrar tão intensamente com a conquista de alguém que eu nem conheço, mas que quero tão bem...

Parabéns, pequena... Vai então iluminar outras vidas, além das nossas.

Um beijo...

brisa disse...

te ler me faz bem! =]

Renata Rocha disse...

Na boa, quando vc for lançar o livro me convida? rs.. Gostaria demais de uma dedicatoria na capa do meu exemplar !

Regina disse...

Cris,

Eu volto a repetir o que escrevi no Filet: Este livro será um sucesso e eu terei o meu ;)
Você é linda, é especial. A história contada para Cisco nos faz bem, nos faz ver a vida de uma maneira bonita. Toca no coração.
Não consigo descrever os sentimentos que me vem, quando eu leio seus textos. Por isso, não canso de repetir que você é especial, que sua alma é iluminada... talvez nem você tenha noção da mudança que estes textos provocam em nossas vidas (pelo menos na minha foi assim).
Você tem alguma coisa de Clarice Lispector. Sua escrita toca na alma.

Seja muito feliz Cris, em sua nova "empreitada". Cisco e nós, leitores e leitoras, agradecemos de coração.

Um beijo, linda!

Pequena disse...

Gabi Azevedo, eu me lembro desse email sim. Mas, me perdoa, chegou uma hora em que ficou impossível responder a todo mundo, aliás, parei de responder porque eu sempre ficava triste por conseguir responder a uns e não a outros, quando o tempo acabava. Vou adorar ver o cd. Pode mandar pra Lápis mesmo! Contorno, 3979 - 8º andar. São Lucas. BH / MG. CEP 30110-021.

Obrigada pelo carinho e me desculpe mais uma vez. Parece difícil acreditar, mas é verdade. Eu recebo email demais todo dia, é uma loucura.

Um beijo.

Dri_ disse...

Eu estou tremendo de nervosa!!!

Você vai publicar!

E é sensacional! Nem sei descrever a sensação que estou sentindo. É um misto de alegria, com orgulho, com expectativa, e também, de saudade.

E agora é esperar, pelo menos, pelo curta. Porque, depois desse vídeo, merece.


Dri_

Tita disse...

Um espelho, um consolo e também um alição...este blog tem um significado especial pra mim, desde que mainha se foi...e vc e o cisco ainda mais...apesar de nunca tê-los visto, de nunca ter nos falado.
Parabéns por esta iniciativa, por esta pessoa massa que vc é e pelo filho lindo e sortudo que tens.
um beijo enorme.
Tita

Karla Maria disse...

Cris,
vc tem que espalhar sua doçura, força e otimismo pro mundo inteiro.
Assim como o Cisco todas as crianças do mundo precisam viver no amor e muitos adultos precisam aprender a amar com você.
Fiquei super feliz com o livro, mas não esqueça o filme.
Beijo

danisiinha disse...

e me emociono em cada detalhe.... sempre....

pRISCILA disse...

CRIS, SUBLIME!!!!!!

Naty Nathália disse...

Criss...
Ta nascendo um sonho!
Ta começando a brotar uma sementinha que por uma circunstância da vida, caiu em solo fértil...
Parabens por tudo, e obrigada por nos deixar participar de seu universo particular.

Te adoro

Sinto uma enooorme emoçao em perceber que ainda temos no mundo pessoas sensíveis, amorosas... Este fim de semana me pareceu um pesadelo com tantas noticias ruins.

Podemos SIM ter um mundo melhor...

helga disse...

Um beijo, Cris.
Um beijo maior que você.

Dri disse...

Cristiana,

Há muito tempo dou uma passadinha diária pelo "Hoje vou assim", e há quase um mês descobri o "Para Francisco". É engraçado, porque eu descobri numa fase delicada da minha vida, eu tinha acabado de ser terminada num namoro. E por mais que a minha perda e a minha dor sejam infinitamente menores, seus textos me consolaram também. Eles são de uma sensibilidade tão tocante e tão profunda que às vezes eu paro de ler porque estou molhando o teclando de tantas lágrimas! Ler seu blog é quase um bate-papo, é uma maneira de reconhecer meus próprios sentimentos e minha dor. Mas principalmente, é ver que a vida continua e que ela prepara surpresas, mesmo quando a gente acha que tudo está perdido. As lembranças e a saudade sempre nos acompanharão, e o importante é tê-las em nossa companhia mas sem dor, sem sofrimento.

Tenho certeza que seu livro será um sucesso e que o Francisco se orgulhará muito disso tudo!

Um abraço grande e muito sucesso pra você!

Quel disse...

é maravilhoso ver como vc transforma seus sentimentos em textos tão envolventes. Já estou esperando o livro. Com certeza vai ser impossível não ler, assim como o blog.
Tudo de bom pra vc e pro "Cisco"
=)

Daniele disse...

Cris, sem comentários! Lindo como tudo que escreve... mais uma vez algumas lágruimas =P.
Fiz um blog para falar um pouco sobre o Gabriel... minha bênção. O endereço para quando quiser nos visitar: http://gabriel-minha-vida.blogspot.com/
Estou sempre por aqui!
Beijos em você e no filhote.
Que Deus os abençoe sempre!
Beijos
Dani

Anônimo disse...

Já era hora de publicar! Será o presente de Natal para os meus queridos, para que, assim como eu, aprendam a olhar o que a vida tem de bom e curtam cada momento inspirado nessa história de amor sem fim, que nem a morte é capaz de apagar!
Parabéns, obrigada, obrigada!
Renata
regarbelot@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Cristiana,

Como todos as evzes que venho aqui estou completamente emocionada. Emocionada e feliz, feliz por saber que através da publicação do "para Francisco" você vai tocar ainda mais corações.

Espero poder ter meu exemplar autografado, já que moro em Sete Lagoas, bem pertinho de BH.

Desde já mais sucesso e muito mais felicidade pra vc e pro Cisco.

Um beijo,

Fernanda Dutra Franco
fernandadutrafranco@gmail.com

Viviane Moreira disse...

Estou comovida e sem palavras....
só posso dizer que um exemplar desse livro eu, com certeza, vou ter!!!
Beijos pequena!
Vi

Chris disse...

Primeira vez q eu posto aqui...

As vezes expresso minha admiração pelo seu "exterior" no Hoje Eu Vou Assim... Mas é a primeira vez que eu posto aqui... ja tinha vindo algumas vezes... mas nunca comentado...
E novamente eu não iria comentar nada.... Pq qualquer palavra que eu escreva aqui será insignificante diante da imensidão desse seu texto...
Comento só pra ti dizer que hoje você me tocou, me fez sentir uma mistura de sensações indescritivel...
E isso tudo simplismente pq vc experimentou (e ainda experimenta) o amor de uma forma tão sublime... amor esse que muitas pessoas passarão a vida inteira sem sequer imaginar que pode exitir tal sentimento...
Obrigada por hoje...

Chris

Renata disse...

Oi, Cris!

Já comentei do livro aí em cima, gostaria de falar sobre ele na coluna que escrevo para um site aqui da minha cidade. Você me permitiria? Posso te enviar antes o texto, se preferir...

Obrigada,

Renata Sperandio.

Weder_e_Sâmia disse...

Cris, como vc planeja mostrar todos esses ecritos ao Francisco?
Vai deixar ele ir descobrindo aos poucos?

Você consegue imaginar a reação dele ao ler cada palavrinha colocada aqui ou no livro?


Boas surpresas pra você!

(Não esquece de nos avisar a data do lançamento e os locais pra adiquirirmos)


Beijos carinhosos,
Sâmia

disse...

oooWWW que lindo!
Eu quero o meu...
Muita gente deve julgar e tal..mas quem acompanha sente uma coisa diferente.
Eu acho lindo e fiquei curiosa para ler!

Parabéns, Cris!
Beijão.

tetitorres disse...

Ahhhh, querida.
Te acompanho há tanto tempo... silenciosa, hesitante. Talvez por eu ter mais a ouvir do que a dizer.
Mas é certo que cada vinda aqui enche meu coração de muitos sentimentos diversos que nem sei descrever. E me enche de luz, de esperança, de "querer". Bem-querer.
Espero um dia de dar um abraço apertado, de encher as bochechinhas do Cisco de beijos. Espero em breve ler este livro. E que você siga feliz, seja lá o que signifique a tal felicidade.
Um beijo grande, sincero, com amor.
Stéphany (Téti, Teté...)

stephanytorres@gmail.com
www.rosaprata.com/teti

- lalah disse...

É, assim como mta gente, acompanho e leio sempre seu blog, e te considero um exemplo de superação, otimismo e amor.
Ser mãe é difícil, mas é uma dádiva. O Francisco terá orgulho da mãe que tem, pode ter certeza!
E que seu livro seja um grande sucesso, que, acredito eu, será.
Tudo de bom pra vc, energias positivas sempre!

Beijão de uma pessoa que torce por vc!

Silvia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvia disse...

Cris,

Como é bom saber que você está feliz. Saber disso me deixa feliz também! Parabéns por mais essa conquista!

Vem lançar o livro no Rio também? Diz que sim...!

Beijos,
Silvia

Milena disse...

Caramba, Cris, fico muito feliz em mais esta conquista! Agora que você já tem um filho e escreveu um livro, vai faltar apenas plantar uma árvore. Assim como leio assiduamente o blog, serei sua leitora também no livro. Ah, avise-nos quando vier lança-lo em SP. Toda sorte e felicidade pra vc e pro Cisco.

Rê Gallo disse...

Cris,
Sua história seria apenas mais uma se não fosse o seu talento para a escrita e sua delicadeza. Parabéns!
E boa sorte na nova empreita.
Bjs,

Mariana disse...

Aguardo ansiosamente o livro! E se tiver noite de autografos, com certeza estarei la! Te admiro muito!
Um abraço carinho em vc e no Francisco!
Mariana

Mrs. Dalloway disse...

Cristiana!
Parabéns por esta conquista!
Aguardo ansiosa pelo teu livro!!
Sucesso!
Um abraço

Anônimo disse...

Cris, estou muito feliz pelo seu livro! Mesmo! Um beijo grande demais pra você e ou outro pro Cisco!
Jessie Char (São Paulo/SP)

Camila disse...

O inevitável aconteceu... entre tantos outros dons que vc possui, o dom de escrever também lhe foi dado, e vc soube aproveita-lo.
Parabéns pequena!

Cybele disse...

maravilhoso. parabéns!

Paulinha Fernandes disse...

Olá, Cris!
Você já é uma pessoa cheia de admiradores, né? Parabéns!
Sempre que posso, dou uma lida aqui. E, raras vezes, dou um pulo no Hoje Vou Assim. Adoro o formato dele, mas realmente me emociono com os seus textos para seu filho. Eu não sou mãe, apesar de ser um dos meus primeiros planos. Mas tenho um afilhado que amo muito, e que tem um péssimo pai. E vejo como o Francisco tem um pai tão mais presente na vida dele do que o meu afilhado, que tem o pai no mesmo estado, apenas em cidades diferentes... enfim, não é do meu afilhado que eu vim falar...
É que sempre vejo suas postagens, e simplesmente AMEI o vídeo da sua gravidez. Ficou lindo, e a música... Confesso que foi impossível não chorar!
E hoje uma amiga minha me mandou um link de um concurso de fotografias musicadas, se é que pode se chamar assim... E pensei em você e o seu amigo que fez toda a montagem participarem... Acredito que vocês têm bem mais que boas chances...
O site é http://www.mostracaixola.com.br/index.html mas, se você tem medo de clicar nessas coisinhas que deixam pra gente de comentário, me manda um email, eu confirmo tudinho de novo...
Desculpe a intromissão, e parabéns pelos textos. E por essa história tão bonita.

FEITO DE PANO disse...

Cris, sei que meu recado vai ser mais um aqui, mas nao poderia deixar passar em branco...te escrevi logo que descobri seu blog, depois de ler a materia na criativa. Até então foi apenas um recado, mas eu vinha ver teus blogs tds os dias...passei o fds vem vim e hj, ao chegar aqui, me deparo com tudo isso...não valeria so um livro, valeria um filme...tua historia de garra e de força é um exemplo..que homenagem bonita e eu tenho certeza de que o Gui deve etsar mto feliz com tudo isso...boa sorte

Anônimo disse...

O cara estava chorando e prestes a se jogar da Golden Gate quando uma estrangeira o bordou e pediu que ele tirasse uma foto dela. Ele pensou ou chegou a dizer: "você não vê que estou chorando, que vou me matar?". Não ela não percebeu e é assim mesmo como você falou Cris, como diz a música " eu tenho a minha dor" e o mundo segue. Só que o cara hoje faz parte do documentário "A Ponte" e a sua dor vai virar livro. Como é bom ter a arte, o cinema, a literatura, a pintura... tudo isso nos ajuda a entender, aceitar, superar ou para nos distrair, nos alegrar, fazer pensar. Meu marido é escritor e tenho tanto orgulho disso e tanta gratidão. O Cisco vai sentir isso também.

beijos e sucesso
Graziela

Babi disse...

Cris,
Que bom que vc escreveu o livro!
Acompanho o blog há algum tempo, mas nunca havia comentado. Sempre me emociono com seus textos e pensava que daria um otimo livro!
Ontem quando vi a noticia no trabalho fiquei super feliz e ansiosa para chegar em casa, pois não consegui ver o vídeo aqui do trabalho.
Mto legal podermos conhecer a sua voz! :)

bjos

Babi

Anônimo disse...

Ave, meu Deus... há um bom tempo eu te leio e vc me emociona cada vez mais... Um beijo grande para Cris e Cisco

Súh Rosa disse...

Emocionante.. essa é a palavra perfeita para suas postagens! Muito lindo msmo.
E pelo qe estou vendo terei um livro novo na cabeceira da cama. Muito sucesso para vc com esse livro! Boa sorte, beijos :*

Suelen Rosa

Daniela Moreno disse...

Cris, que sorte tem o Cisco de ter uma mãe como vc!!! Tenho 4 lindos filhos, e sei da importância de ser presente, dedicada. Como é mais importante hoje do que foi um dia, esse amor sem limite de mãe! Num mundo cheio de desamor, cheio de violência, cheio de baixa auto-estima, vem vc e traz novas oportunidades para o serzinho que vc gerou!! Vc é extremamente especial!! Tenho vontade de sair gritando para as pessoas virem conhecer vc cada vez que leio um post teu. Vc é linda... muito linda... de alma e de coração!! Parabéns!!!
beijo

Anônimo disse...

Oi Cris, já acompanho um certo tempo seu site. Descobri o Para Francisco e o Hoje vou Assim na revista Gloss. Nunca tive coragem de escrever porque não tinha palavras para expressar o quanto te admiro, mas esse vídeo hoje foi o que me fez chorar.
Obrigada por existir, por seu um Alguém diferente.

Elen C. Queiroz Silva
16 anos.

Di disse...

Conheci seu blog há um certo tempo e li incansávelmente todo o histórico, tomei um pouco para mim cada texto e cada história, com beleza, alegria, tristeza, felicidade, verdade, me tocou, me emocionou e me fez olhar com mais urgência para a minha vida e para a pessoa com quem a compartilho. Nossa estada no mundo é ao mesmo tempo tão longa e tão breve que o mais importante é viver intensamente o que ganhamos sem lamentar o que perdemos e essa foi uma das lições que aprendi contigo.
Pode ter certeza de que mesmo tendo lido o blog todo lerei o livro também, a mim como a toda essa gente que te visita e comenta a sua história tocou fundo, não como exemplo trágico ou triste, mas apenas como um exemplo real da fragilidade de nossa existência e da sabedoria e beleza da vida!
Beijos

pensamentos simples disse...

Iuhu!!! Agora vou poder levar a Cris pra qualquer lugar!!!

Ainda bem que novembro tá chegando, já tô me coçando de vontade de ler o livro!!!

Beijão!!!

Mariana Brizeno - Usa-me Senhor! disse...

Vou ler e chorar muito....

Vc me ensina bastante Cris.

MEU NOME É LÉO NETTO disse...

Querida Cris,
Lembro-me quando fui apresentado ao seu blog por sugestão de uma amida da minha esposa. Lembro-me que comecei a lê-lo sem pretensões, sem expectativas.
Tinha me proposto a ler alguns posts. Lembro-me que não conesgui.
Passei aquela tarde inteira mergulhado na leitura, absorto nas mais autenticas emoções.

Ao final da tarde daquele dia, 15 de abril de 2008, às 18:11, após terminar de ler completamente o seu blog; não me contive.

Esta tão surpreso e tocado com tamanha emoção que decidi, por uma ato de agradecimento, escrever um e-mail para você. De forma despretensiosa. Sem esperar respostas.

Transcrevo parte do e-mail, para relembrá-la, pela autenticidade da emoção:

"Oi Cris.
Uma amiga indicou este blog para a minha esposa que, por sua vez, o indicou para mim.
Comecei a lê-lo já no intuito de me dedicar à apenas alguns minutos de leitura... Não consegui. Fui vencido pela emoção. Li todas as postagens. Li e reli outras. Não sei como descrever realmente o que sinto agora que o finalizei. Não existem palavras que possam expressar o significado do que acabei de experimentar nessas últimas horas. Sei apenas que vive um turbilhão de emoções. Chorei, ri, sorri, senti; enfim, fui tomado pela emoção, por genuínos sentimentos. Não há como passar incólume as suas emoções, tão bem expressas nestas linhas bem traçadas. Muito obrigado por essa experiência e pelos ensinamentos que você nos passa, de forma singela, nas entrelinhas de seus textos. Você me despertou para ver a vida de um outro jeito. Tornei-me seu fã e a acompanharei, a ti e ao Cisco, torcendo e orando sempre pelos dois.
Um beijo bom para ti também. Com G Carinho. Léo."

Mas, enfim, você me surpreendou novamente. Você carinhosamente me respondeu.

Você me surpreendeu enormemente com o seu carinho. Achei que tinha experimentado o máximo da sua generosidade.

Doce e agradável engano. Estou novamente prestes a ser presenteado. Assim, de forma desprentesiosa e gratuitamente.
Você vai nos deixar um Livro. Sim, um livro para deixar ao lado da minha cama, em minha cabeceira.
Para simplesmente, quando quiser reler as suas histórias eu possa sentir novamente aquele sentimento bom. Tal qual um beijo bom!

Um beijo bom pra ti Cris!!! Mais uma vez obrigado. Um beijo no Cisco. Seu fã, sempre.
Léo.

michele do carmo disse...

Sabe Cris...venho aqui e no HVA sempre e pelas centenas de comentários que vc recebe nunca achei que se um dia eu colocasse aqui minha opinião sobre algo ela ganhasse algum tipo de destaque um sinal de que foi lida...
Mas diante de tudo que posso acompanhar e do que acabei de ler não consigo segurar a aguinha que insiste em cair dos meus olhos. Não é porque tenho identificação com a história, não tenho. Nem mesmo a alegria de ter um filho ou a tristeza de perder alguem tão próximo,são sentimentos que nunca experimentei. Mas existe algo que você escreve que me toca, dá pra sentir que é de coração, dá pra sentir a veracidade, a sinceridade colocada em palavras que poucas pessoas conseguem em blogs. Nada de sensacionalismo ou apelação, é puro, simples, singelo e delicado. Não passei por nada disso, mas sou à flor da pele e sei como um sentimento tão puro consegue sobreviver e viver com tanta força dentro de uma pessoa.
Parabéns por tudo. Se vc for tão iluminada quanto parece, fico feliz por "conhece-la".
Um beijo.

Jini disse...

Cristina,
Venho te acompanhando há um tempo, quando uma amiga querida me apresentou ao seus blogs. Sempre fui aquela eterna e insistente romântica, em meio a toda essa loucura do dia-a-dia que tenta destruir esse romantismo a cada segundo. Seu blog me faz ainda acreditar. E como eu te admiro. Você e sua história! Postei hj umas linhas sobre você... Dá uma passada lá depois para conferir. http://jiniaflordapele.blogspot.com/ . Beijo enorme e continue com essa delicadeza única que você tem...

Elaine disse...

Olá Cristina.

Eu já visitei seu blog em várias oportunidades. E na época pensei que você um dia pudesse transformar seus textos em livro. E olha, que aconteceu!!! Estarei na sua estréia com certeza. Seus textos sempre foram emocionates, imagina o livro. Vou estar divulgando e tenho certeza que os leitores irão se emocinar com sua história.
Sucesso!
Um abraço.
Elaine

Ded Freixeira disse...

Ai meu Deus! Fala que esse livro vem com uma caixa de lenços, vai...

Nao vejo a hora de chegar Novembro pra poder comprar!

Parabéns, Cris!

Renata Maia disse...

Que orgulho!

Te escrevi uma vez que sua história ia virar filme. Esse é o primeiro passo.

Uma coisa é certa: esse ano, todo mundo vai ganhar presente de Natal igual = )

Beijos de Buenos Aires,
Renata Maia

p.s.1: Debora Falabella ficaria perfeita no papel de Cris
p.s.2: Madeleine Peiroux toca no Rio 30/nov. Será que ela vai pra BH?

Maria dos Açores® disse...

Também quero um livro teu!!! Tenho de encontrar uma maneira de o comprar aí!!!
Um beijo com muito amor para ti e para o Cisco

Consultoria de estilo disse...

Cristina, sempre dou uma olhada nos seus blogs e sou sua fã. Admito que o que vejo menos é este pois sempre choro. Fico super feliz pelo livro, serei uma das primeiras a comprar,e vários já que quero muito que minha mãe leia ( ela não curte computador). Muita paz e felicidade, pra você e para o Francisco.

Mirian Fernanda disse...

Cris, a sua história me inspira, me inspira a querer viver todos os instantes, viver todos os melhores sentimentos, ser feliz, fazer as pessoas felizes... Seu blog é lindo, acompanho ele desde sempre, e hoje me deu vontade de dizer que eu sou mais uma encantada com a sua linda história de amor.

;*

Raquel disse...

Sabia que isto iria acontecer. Só não sabia quando.
E como a gente faz pra conseguir um desses no RS? Vai ter em tudo que é canto?
Assim espero.
hehehehehe

Abraços

Kelly A.O. disse...

Como qualquer mortal já chorei, suspirei, sorri e torci lendo o que você escreve. Me sinto uma fofoqueira porque leio algo que não é para mim e ainda divulgo, falo pra todo mundo! Rsrs
Mas sou uma "fofoqueira" que não deixará de ser quando o assunto for você.
Obrigada por me fazer pensar e sentir. Sua companhia virtual é importante não só para mim. Deus realmente sabe em quêm tocar.
Quero este livro, terei este livro.

Um beijo para você e outro maior ainda ao motivador disto tudo, seu pequeno Cisco.

Carol disse...

Vai virar best seller!

jacque disse...

demais é tudo que sobra. e você, apesar de ter amor de sobra, ama na medida certa.
seu livro já tem espaço na minha cabeceira.
agora só falta a árvore.
beijos, carinho, admiração e respeito da sua amiga carioca.

supernova.high disse...

por mais clichê que seja, a gente sempre acha que todos ficarão para sementes e, assim, seremos felizes para toda eternidade... aí, a gente descobre que pode flutuar, que pode ser indiferente, que todo o resto é insignificante, porque, de repente, aquela pessoa sumiu... eu tenho usado suas leituras, para ver se eu deixo de flutuar [perdi minha mãe há pouco tempo...]
nossa, e como esse menino vai ser boa gente e ele merece ter essa mãe! ;-p

Anônimo disse...

Olá Cris, Olá Cisco...
Fico contentíssima por vocês, pelo livro e pela reviravolta na vida de vocês!
Cris, Mais um parabéns pelos textos, palavras, musicas, imagens e tudo mais.
Você é ESPECIALMENTE FANTÁSTICA.
aguardo com ansiedade o Livro!

beijos
Thays

Anônimo disse...

Oi Cris
Conheci seu blog atraves de minha irmã. Ela me disse que vc escrevia de uma maneira tão bonita que tocava o coração da gente, e que ela já tinha chorado até de ler seu blog. Então fui conhecer seu blog, e o que aconteceu? chorei muito, e fiquei fã do seu blog e de você. Assisti vocês no Globo Reporter, e sempre me perguntava o que eu faria diante de uma perda como a sua, tentando me colocar no lugar e sentir como seria a dor.
De repente a dor me pegou de surpresa, perdi meu pai no dia 21 de setembro de uma maneira inexplicável, inacreditável. Ele era a coluna da nossa vida, o nosso esteio, ficamos de repente orfãs, desorientadas (somos 3 filhas e minha mãe)e estou aqui com essa dor insuportável, incontrolável, e agora vejo seu blog para me consolar (apesar que às vezes nem quero ser consolada).
Cris acho você uma guerreira e gotaria de ter metade da sua força nesse momento tão difícil das nossas vidas. Com toda a correria desse acontecimento faz alguns dias que não vejo se blog e fiquei muto feliz de saber do livro, certamente vou comprá-lo e devorá-lo.
Beijos pra você e para seu cisco, eu tbm tenho um pequeno que é o que está me dando força de viver.
Alessandra (le_gama@hotmail.com)

Josenilda Alves disse...

Há muito tempo frequento sua vida, silenciosamente. No início, te descobri através do blog de uma amiga, ai, achava divertido ver como a Cris tinha ido trabalhar, observando um pouco mais, percebi que existia mais, além da mulher que adorava misturar e se mostrar: ela era mãe!!! Fui lá ver, e me deparei com uma mulher enorme, pra dentro e pra fora!!!
Li muito s textos e assim como voc~e também chamo meu filho de filho, acho forte, lindo, puro!
Passados alguns meses, já adicionada nas duas comunidades do orkut, vejo, hoje, que breve está o lançamento do livro pra esse filho tão amado. Muita emoção!!!! São 02:06 da madrugada e torço imensamente pelo sucesso desse seu mais novo projeto! Um projeto de alma. Que seu filho seja um grande homem em tantas outras vidas!!!!
Parabéns!!!!!
:)

Manu disse...

Ah, Cris.
Chorei.
E comprarei o livro, daqui do Rio.
Se eu estiver em São Paulo, vou ao lançamento pra te conhecer e pedirei dedicatória.
Você me inspira com a sua força.
Muitos beijos,
Manu

cris disse...

fiquei um tempinho sem te visitar e quando volto, que surpresa boa!
bjos!

Karen disse...

Estou no aguardo desse livro. Espero que apareça logo em SP.
Parabéns pela forma poética que retrata a vida, meio sem querer, meio por circunstância....mas com sentimento ímpar.
Bjus em vocês.

Fragmentos da maternidade disse...

Explêndido!

Luiz Felipe Leal disse...

é. constrói-se futuro sobre o futuro.
fique bem.

Katiana Assunção disse...

Admirável. É o que vejo em você,

uma pessoa querida e ADMIRÁVEL! ;)

Josenilda Alves disse...

Sempre que eu assisto o vídeo do livro me amociono.
Uma pensa não ter você lançando o livro aqui em Pernambuco.
Beijo,
:)

Anônimo disse...

Oi Cris,conheci seu blog a pouquissimo tempo,através de uma amiga. Tenho 37 anos, sou estilista e também sou viúva. Fui casada por quase 10 anos com um homem e pai maravilhoso(em todos os sentidos). Meu marido teve morte súbita durante uma partida de futebol a exatamente 1 ano e meio atrás. Entendo perfeitamente suas palavras. Como você, o que me deu forças para levantar e encarar a realidade foi a minha filha que hoje tem 6 anos. Quando ele morreu fiquei fora do ar, 15 dias sem trabalhar, fui pra casa dos meus pais, quando minha filha me disse: Mãe, você não vai trabalhar mais não, ein??? No dia seguinte comecei a retomar
a minha rotina de trabalho e um pouco mais tarde de lazer.
Parabéns por compartilhar seus sentimentos com as pessoas através do seu livro e do seu blog. Poucos sabem lidar com a morte, com a perda. Pra quem morre, a vida continua, só que do outro lado. Pra nós, que estamos vivos, o melhor é viver a vida plenamente como se cada dia fosse o último dia de nossas vidas.
Um abraço,
Tina.

Anônimo disse...

Assim como a Renata Maia, que comentou lá em cima, também pensei num filme e a Débora Falabela como protagonista..rss....Eternize o amor de vocês para nós, leitores e fãs.
Abraços

Larissa e Neto disse...

Fiquei sabendo do blog através de uma conhecida pelo orkut e já estou seguindo!! É muito difícil superar uma perda d alguém que amamos, e nem sei se isso é verdadeiramente possível! Perdi meu noivo a exatamente um mês de uma maneira trágica e inesperada... Já tínhamos o blog desde junho de 2007 quando fizemos 1 ano de namoro, e hoje é o meu cantinho d desabafo... Ficamos juntos 3 anos e 2 meses, nos casaríamos em julho do próximo ano...

É isso, se der pra vc passar no meu cantinho, gostaria de trocar idéias com vc, parece q qdo falo com alguém que já passou por algo parecido sou realmente compreendida!
http://htalara.blogspot.com
Abraço!