quarta-feira, 2 de julho de 2008

Musiquinhas.



Delícia era encontrar presentinhos assim na minha caixa de e-mails. Era o jeito dele de fazer mágica com a rotina. Pequenas surpresas, diariamente.

36 comentários:

Juliana disse...

oooooi cris!!!!
ai! que bom que vc escreveu hoje!!!!
já estava carente de novos posts... mesmo.

...

e que delícia esses "presentinhos" do gui. Vocês eram muito lindos... nossa...!
Fico aqui pensando, imaginando vocês dois... e chego mesmo a ter uma saudade de vocês...
estranho, né?! ou nem tanto...
um beijo!!!!
e tudo de melhor pra você!

Vandrei disse...

Querida,
Descobri seu blog através de um outro e há tempos que faço visitas diárias (e às vezes por mais de uma vez ao dia) por aqui. Na verdade, estou sendo o primeiro a comentar, já que acompanho as postagens por aqui.
Hoje é o meu primeiro comentário aqui. Pode ser que ele não receba o mesmo apreço e comoção que o da "Mercedez", rs! Mas não é com essa pretensão e sim com todo desprendimento do mundo que comento aqui.
Comento, hoje, porque assisti "P.S EU TE AMO", e embora a história não seja idêntica, é bastante parecida com a tua. A morte de uma pessoa amada; as "visitas" de uma forma ou de outra após este fato; as histórias; O AMOR!
Enfim, resolvi que deveria comentar, mesmo que você não o lesse.
Delicio-me com as suas palavras. Acabo me perdendo em tanta emoção, em tanta doçura, em tanta alegria pela vida e nas melhores coisas que a vida - ah, a vida! - pode nos oferecer.
Parabéns.
Continue escrevendo...

Beijo em você.

Dani seiler disse...

Quando entrei pensei:

Eba.....
Suas palavras fazem faltam...
Talvez vc nem saiba...mais elas fazem uma grande diferença em nossas vidas...por lo menos na minha...
Espero que nossas palavras e presença aqui tb te faça bem....

Super bjo ....
Fica com Deus....

Fc do Cesão / Jack disse...

Oi então, eh a primeira vez que eu venho no seu blog... vi sua historia numa revista e, nossa.... Fica com Deus ta? abraços!

ticolina disse...

eu perdi meu pai quando tinha 17 anos. ele teve uma morte subita tambem. foi muito duro. muito. mas a unica coisa que realmente conta eh que ele era a melhor pessoa do mundo, uma pessoa linda, que me amou tanto quanto eu o amei. e amo. penso nele todos os dias, mesmo 12 anos depois da morte dele. e isso eh o que 'sobrou' do meu pai em mim, mas para mim eh tanto que nem sei dizer. beijo grande.

Ana Teresa disse...

Oi, Cristiana! Também sou mais uma que descobriu seus blogs há pouco tempo, e ontem li tua história na Seleções. Engraçado que aconteceu bem o que você diz na revista: conheci primeiro o Hoje vou assim, e cheguei mesmo a te achar um pouco "exibicionista", mas adorei o blog e me identifiquei muito com teu estilo de se vestir. Mas quando conheci o Para Francisco, nossa! Vi que você não tem nada de superficial! Menina, quanta delicadeza, quanta profundidade e, ao mesmo tempo,leveza no que você escreve! Sua forma liiiinda de se vestir só reflete a elegância da sua alma! Você é chiquérrima, um LUXO! No melhor e maior sentido da palavra! Tudo de bom pra você e para o Francisco! Beijos!

regiane28.lina disse...

Oi que coisa linda é este seu blog,pude sentir o amor, que cheguei a me arrepiar,devorei em um dia toda sua historia.Aprendendo a conviver com a perda sei o que é isso ,tive uma gravidez saudavel,mas ao nove meses numa consulta de rotina descobri que meu bebê já estava sem vida,e hoje depois de 9 anos falo disso com saudade,mas não a mais tristeza.Queria muito escrever mais coisas pra ti,mas me foge tudo que pensei.Posso dizer que amei tudo que li,seu filho é lindoooooo a cara do pai,amei seu modo de se vestir,as bolsas então lindassssss.Adorei que ele sempre escrevia no final um beijo bom,amei amei amei tudo isso.Tudo de lindo pra vcs,beijokas Regiane Ribeiro.

Jenny disse...

Cris, vi o ator parecido com o Gui, fiquei paralisada menina e no msm instante lembrei de vc, muito parecido messsmo!

Beijos querida

Cristiana disse...

Cris, você conhece os Mosquitos! Eu descobri a música deles durante minha temporada em NY! Até conheci a Juju Stulbach, vocalista! Beijos, Cris.

Franchesca disse...

Olá, Faz um tempo que soube de seu blog ,através das Garotas que Dizem Ni, e só agora tive tempo de ler ele por completo. Muitíssimo interessante. Só para comentar qeu moro no interior de Santa Catarina num município com menos de 3000 habitantes. Pra você ver como isso se alastrou.

bjs e Boa sorte.

garota disse...

Adoro seus blogs.
Já fazem parte da minha rotina...
religiosamente todos os dias!

Tive que comentar hj, porque recebo também presentinhos assim. Fico pensando em como será quando não recebê-los mais...

Grande beijo!

Tatiana disse...

É engraçado como as pessoas sentem falta de sinceridade, de emoções verdadeiras, de amor.... acho que é por isso que seu blog nos vicia.
Você consegue falar da morte de uma maneira cheia de vida!

Eu gostaria muito que você jamais tivesse tido a motivação que teve para escrever, mas já que a vida lhe conduziu por este caminho, obrigada por compartilhá-lo conosco!

Beijos!

Ana Carolina disse...

Acho tão bacana que aqui eu conheci tantas bandas legais...que hoje povoam meu mp3...e não tem como, logicamente, remetem ao blog e às palavras da cris.
Beijos para vcs, querida.

Renata Rocha disse...

desabafo: quero alguém para amar de verdade, por inteiro, com tudo o que tenho... e ser amada por ele, da maneira dele, e ser feliz todos os dias ainda que nao seja o dia todo...
Pronto, desabafei.. Ufa !
rs...
Beijos pequena

Priscila disse...

Olá, descrobí este blog por indicação de uma amiga. Não conseguí parar de ler!!!Enquanto isso me emocionei muito...um misto de tristeza, alegria, carinho, não sei explicar direito!É incrível como você consegue transmitir com palavras todas essas emoções e, olha, isso é muito difícil...Parabéns mesmo pela habilidade, parabéns por ter conhecido alguém tão especial e ter tido oportunidade de viver -e continuar vivendo com o Francisco- momentos tão lindos. Você é abençoada!
=)

Ana Barros disse...

Estes pequenos atos de carinho no dia a dia são os melhores presentes e as maiores provas de amor. Pena que a maioria das pessoas não enxergue isto...

lais disse...

Li sua matéria na revista Seleções e me emocionei com as suas atitudes.
Percebi que você sofreu muito na vida, mas também passou por bons momentos. Porém o legal é que você traz consigo as boas lembranças, como faz neste blog. Te admiro, pela sua sábia maneira de aprender com a vida.
Lembre-se de que algum dia, talvez, você irá encontrar o Gui novamente, pois todo amor verdadeiro é eterno. E de que sacríficios são provas de amor.

P.S.1: O Francisco é liindão!
P.S.2: Pra qualquer coisa, meu e-mail: laisinharamos@bol.com.br, e o meu Orkut: http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=14298760533238242493

Beijos, e um sincero Parabéns por suas atitudes.

Ana Carla disse...

Olá, Pequena,

Li o seu post sobre o João Miguel, o ator que se parece com o pai do Francisco, e lembrei que no clip novo do projeto 3namassa ele aparece. Aí vai o link do YouTube. Espero que goste, a banda é muito legal.
http://br.youtube.com/watch?v=0rmhYJpfUdc&feature=related

Luciana Helena disse...

A frase mais perfeita que já li sobre relacionamentos é sua:

'Ele não era de onde eu vim. Era para onde eu ia.'

Beijo grande em você e no seu filho!
Luciana

Marilac disse...

Oii,
Que lindo, presentinhos que faziam magica com a rotina e que se eternizaram em seu coração!

Vc nos conta sua historia e aprendemos tanto com esse amor lindo, com a sua atitude guerreira e sábia de aproveitar o que a vida lhe oferece e assim o Franciso tem uma mãe maravilhosa!

Bjs
Marilac

Karen disse...

Concordo com a Luciana.
Apesar de tudo, acredito em coisas deste tipo. O mesmo sinto pela minha doce Valentina. Ela não está aqui, mas quem sabe um dia eu a encontre e possa agradecê-la por me ter feito tão feliz.

Já em relação ao amor, estou em rescesso.

bjs

Mariana disse...

Oi Cris...
Acabei de conhecer seu blog e adorei.. A musiquinha é tranqüila, boa pra se recordar coisas boas do dia-a-dia não tão distante. Confesso que me recordei a mais ou menos um ano e meio atrás, quando meus pais estavam aqui em casa e vivíamos felizes. Hoje, estou em casa sozinha e meu pai distante, sofrendo de câncer. Minha mãe o acompanha no tratamento. Criei o blog, pra tentar espairecer um pouco e conhecer novos mundos! E encontrei o seu! Beijinhos pra vc!

André Gonçalves disse...

acho que amor é isso, né? pequenas surpresas. sempre.

Polly disse...

Você é uma supresa na vida de muita gente!!Vc me ajuda a ser sensivel, a ser bonequinha, a ser humana!!
Cris...vc é um amorzinho!!

bju grande no coraçao

Polly de Goiânia!!

P.S: ai...queria aprender a postar musiquinhas, me ajuda!!Sei q é muito ocupada...
meu e-mail é pollyanadi@globo.com

Paola disse...

Já nem sei como cheguei aqui, mas ao ler seu blog me emocionei, reconheço em sua história, histórias bem parecidas.... o bonito da vida é conseguir virar o jogo, resgatar amor, reestabelecer o brilho....

Vou lincar seu blog no meu
Beijos
Paola

Marília disse...

Venho aqui sempre...
sempre que quero ler histórias lindamente escritas, lembrar da importância do presente, acreditar mais nas pessoas, chorar e rir de emoção...venho sempre aqui.

Anônimo disse...

Olá...
Gostaria de escrever isso em um email pois sou bem diferente de vc ao falar sobre minha história.
É tudo tão recente e ainda não consigo compartilhar com essa facilidade e essas respostas que vc já encontrou. Além de tudo tenho apenas 21 anos e parece que a vida ainda me reserva muita coisa, por mais que eu não queira!
Cheguei até aqui através da minha perda e da indicação de uma inspirada pessoa envolvida por ser irmã do "ex futuro pai".
Ainda sinto aberta a ferida e como dói.
E que contradição né...eu nem namorava ele, sou tão nova, os meus pais nem o conhecem...enfim e ali estava eu, escolhendo ter acima de qualquer coisa, realizando o sonho da minha vida... ser mãe! Perdi assim sem mais nem menos, sem motivos, sem respostas.
Obrigada por acalentar minha alma com suas doces palavras!

bjs para vc e seu lindo filho com muito carinho.

~ Jordana Lee disse...

Olá querida. Semana passada uma amiga leu sua história na revista Seleções e me contou, depois que eu li e depois de chorar muito, entrei no seu blog, para dizer que o Francisco tem uma mãe maravilhosa e um pai abençoado. Por tudo que você passou e mesmo assim pela sua coragem e a sua alegria tatuado em seu braço, quero lhe dar meus parabens e meu apoio. Francisco é o nome que eu irei dar ao meu filho. Sou de Minas Gerais e também fui no show do Arnaldo Antunes, divino não?!

Que Deus lhe abençoe muito, e proteja sempre o Francisco.
meu e-mail é jordana.lee@yahoo.com.br
se quiser me responder...

Beijos!!

Sisa disse...

Hoje eu te vi na Padaria do Ponto Verde, me deu um click e eu pedi pra minha mãe: Corre ali dentro e pergunta se o nome da criança é Francisco!
Como eu te disse na hora, benza Deus uma criatura capaz de amar tanto...
Me surpreendi de ver como você é pequenininha, magrinha, cara de fragilzinha, e é essa mulher tão forte.
Cheguei em casa e a amiga que me indicou o blog (de SP) estava online. Chamei e disse: Vi o Francisco e a mãe dele na padaria! É muito legal quando a gente encontra ao vivo uma daquelas pessoas que a gente acha que só existe em história de super herói!

(A propósito, minha mãe - a que te perguntou do Francisco, também é uma Mulher-Maravilha. Saiba que nós, filhos de Mulheres Maravilhas, temos muito orgulho da mãe que temos, viu?)

Renata disse...

São essas pequenas surpresas que nos fazem abrir um sorrisão, né Cris?! Aposto que o Cisco também está te proporcionando essa sensação ;)

Abraços...

Shirlley disse...

Olá. Te descobri há pouco tempo graças a uma matéria da FSP. Anotei na minha agenda que deveria ver seu blog, o hoje vou assim. Aí, na semana passada, aproveitei que estava com minha irmã e entrei. Só que hoje, tava lendo seus textos e vi o link pra este outro. Me despertou um tanto de sentimentos... O amor com que vc escreve é apaixonante. O post sobre a meia amarela do seu filho me fez te adorar. É simples, é verdadeiro e adorei o fato de você não jogar a meia por causa do furo. O que isso representou pra ti e como você consegue expor esse sentimento. É lindo! Também fiquei indignada por a Folha ter se interessado pelo seu blog sobre os modelitos, mas nem comentar este outro e sua história. Fiquei pasma quando li a descrição dele. Que lindo modo de sublimar sua dor. Vou escrever reclamando. Sério mesmo!

Rafiki disse...

Li apenas o primeiro post e estou encantado. O amor de você parece tão incrível, o pai de Francisco parece tão incrível quanto.
Quero um dia encontrar um amor assim, tão cumplicie um do outro, quaro um dia tornar-me um homem merecedor de um amor desses...

disse...

Que lindo!!!!LINDO LINDO LINDO!

Marisa Wilhelmi
(TX)

joyce disse...

ja ouviu "cria" da maria rita?
lembrei de vc e do francisco!
boa semana pra ti, paz e bem!

Pequena disse...

shirlley, a folha já tinha feito uma matéria comigo antes, sobre o para francisco. eu tinha que ter linkado aqui, mas to sem o link. vou procurar e te mostro, a matéria foi antes dessa sobre o hoje vou assim.

beijos!

Pequena disse...

Gente, não tenho conseguido responder aos comentários e emails. Isso é triste, mas é a verdade. São muitos, inversamente proporcionais ao meu tempo. Só posso dizer muito obrigada, de coração, a cada um que vem aqui. Um beijo com carinho.