terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Alegria, alegria.

Algumas pessoas são muito, muito delicadas. E a Leila está entre as minhas preferidas.

41 comentários:

Linda disse...

muito delicada mesmo a resenha dela, mas como podia ser diferente?

um xero!

Cristiana disse...

É esgraçado como umas coisas acontecem com uma sincronicidade inacreditável. Passei o dia pensando nisso, como algumas pessoas, com atos sutis demonstram uma delicadeza que encanta.
E na verdade o seu blog mesmo que me fez ganhar o dia relembrando algumas delicadezas, e alguns belos momentos vividos, pois passei um bom tempo da minha manhã mergulhada nestas palavras cheias de amor e esperança escritas por você. Tive uma vontede incontrolável de agradecer a todos que me proporcionaram tamanha alegria.
Então, escrevi, deixei um pequeno recado para cada um e escrevi o que está me sufucando a quase 1 ano. Durante esta vida conheci pessoas muito especiais, pessoas que falam ao coração, que me ensinam a amar, que são exemplos sendo simplesmente quem são. Pessoas lindas e despretensiosas que pelo fato de terem cruzado meu caminho em algum momento me fizeram querer ser uma pessoa melhor e mais bonita.
Este sufocamento acredito que se dá pois ás vezes não demostro toda essa alegria... não esbanjo todo esse amor que sinto, sou comedida com meus sentimentos.
Hoje um pouco aliviada, depois de escrever alguns emails, faltou uma pessoa.
Obrigada por me tornar mais humana, por tocar no lugar mais fundo do meu coração.

Gostaria que escutasse uma música que me acompanhou neste dia chuvoso.
Beirut - Elephant Gun.

Beijos da sua chará.

Anônimo disse...

Cris! Tentei publicar no Hoje vou assim sobre sua entrevista no chat da Ragga, mas não consegui por ser "anônima".Rsss. Então, vou escrever por aqui mesmo. Na entrevista puder ouvir sua voz, perceber os gestos. Você passa tanta coisa boa! Simplesmente admirável. Tudo muito doce! Felicidades para você e seu pequeno. Beijo grande, Vanessa.

Renata disse...

Lindo texto. Especial como merecia ser.

Delicadeza gera delicadeza;..

UM beijo,

Renata.

Renata Rocha disse...

Oh gente ! Que mimo mais gostoso !

TNA?! disse...

Cristiana... se puder visite meu Blog... fiz uma homenagem a você e ao Francisco... sou sua fã e incondicional admiradora.
Um Beijo... grande.

Priscila disse...

Cris...desculpe a intimidade, é que tenho sido anonima leitora há muito tempo, fiquei feliz com o lançamento do livro e ansiosa por le-lo...assim como todos os dias passo a visita-la.
Amo suas palavras e a maneira como as
expressa e confesso que a palavra delicadeza acabou se tornando parte do meu dicionario e da vida.
Seu livro chegou segunda em casa, e ontem a noite terminei de le-lo, com lagrimas no olhar, um nó na garganta e feliz, feliz pela força e coragem, feliz por Francisco, feliz por nós leitores, que tivemos a honra de vivenciar tbém, que seja por palavras esta linda história de amor. Seu livro não é seu Cris, é do mundo, é de quem precisa ter força e coragem, é do Cisco.
E ele não poderia ficar na minha mão por muito tempo, repassarei, com a mesma alegria que o recebi para que suas palavras alcance corações urgentes.
Parabéns e que sua, do Gui, do Cisco, delicadeza,continue, para relatar que no mundo ainda é possivel ser feliz!
Obrigada!
Bjus!

Luiz Calcagno disse...

=)

Dri_ disse...

E faz tempo que eu me pergunto quando a Leila vai te entrevistar rsrsrs Até deixei esse recado lá. Acho que vocês duas teriam assunto pra um dia inteiro rs

Cida disse...

Que texto lindo!!
Mais um blog para minha coleção.
beijinho

Madger Moraes disse...

Acabei de comprar o livro =]
Em um dia por acaso em uma brincadeira de indicação de blogs, fuça um, fuça outro, acabei sem querer parando aqui, li por cima, achei que de certa maneira era mais um blog "comum", parei pra ler alguns posts com cuidado, descobri um pequeno universo dentro de um vazio que derrepente virou felicidade, e que me contagiou, acompanho esse blog há alguns meses já, o livro pelo pouco que li (jajá vou desligar o pc e devorá-lo) parece ser excelente, não precisei ler resenha para saber que era bom, na verdade aquele trecho na parte de trás do livro já faria qualquer um comprar de olhos fechados esperando encontrar um pouco de cor em um mundo de certa forma tão cinza. Parabéns cris, dizem que uma pessoa não consegue ser feliz se não tiver tido um filho, ter escrito um livro e ter plantado uma árvore... Bom o francisco você já tem, o livro embora tenha nascido de um tipo de dor que não desejamos nunca ter apareceu, creio eu que só falta a árvore, até por que pelos posts que li eu naõ vi nenhum falando que você tinha plantado, mas enfiiim... Vou devorar o livro =]

Mário Sioli disse...

Olá!!! - ;D
Montei um blog para colocar as poesias que gosto, algumas indicações de amigos e já te adcionei nele:
http://todaspoesias.blogspot.com/
Uma boa semana pra ti
Beijos

Marília disse...

Assisti aos vídeos da sua entrevista no 'hoje vou assim' e percebi que talvez você não tenha dimensão do quanto as pessoas se emocionam com seu texto. Sou de Goiânia, jornalista recém-formada e sonho em ser escritora. Ler seu blog me deu ânimo para voltar a escrever sempre, mesmo um assunto capaz de render páginas. Algumas linhas, mas escrever, da forma mais simples e sincera possível. Logo que descobri seu blog, há poucos mais de um mês, me apaixonei. Abri o MSN e saí indicando para várias pessoas. Li todos os posts em questão de dias... Parabéns por perceber e nos fazer perceber também que toda vida tem uma história que merece ser contada, que todo mundo tem uma dor e que ela pode virar alegria quando distribuídas em palavras. Você realmente me inspira, acho que você não imagina o impacto que causa na vida das pessoas... Mas tá aí, achei que eu deveria deixar meu depoimento aqui, pra falar que em Goiânia existem tantas pessoas que te admiram como pessoa e escritora. Um abraço e continue postando (em todos os blogs! eu fico maravilhada com as suas roupas!).

Josi Paz. Sagitário. Com Touro. disse...

E alguns blogs são tão delicados que preciso ficar linkada neles. E o meus blogs também. ; P
Amei tudo o que vc faz. Sobretudo, o Francisco. : *
http://mulherquemaravilha.blogspot.com/

Bruno disse...

Oi Cristina, tudo bem?
Queria saber se tem algum e-mail para eu escrever para você.
Estava lendo o livro hoje e deu vontade de te falar algumas coisas.
Parabéns pelo livro e pelo blog.
Beijos,

Lari. disse...

Oi Cris! Eu encontrei delicadeza em suas palavras, por isso resolvi te presentear com um selo! Assim que puder, passa lá no blog para pegar!

Pequena disse...

Bruno, pode me escrever no cristiguerra@uol.com.br

Beijo.

Carla disse...

Cris, venho aqui todos os dias dar uma olhada. Tenho um Francisco também, que está com dois anos... E mineiro!!! Nasceu ai em BH! Hoje moramos em Vitória, perto da minha família. Não vivo com o pai dele, apesar dele ser muito presente na vida do Francisco. Em muitas coisas me identifico com sua história, além do nome Francisco! Você escreve coisas muito especiais e tenho certeza que será de grande valor para o seu pequeno. Abraço pra você. Carla (carlagbatista@hotmail.com).

Erica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Erica disse...

Cristiana,
Sabe aqueles chacoalhões que as vezes levamos de alguém e que nos fazem abrir os olhos? Ler seu blog e conhecer sua emocionante história (por indicação da Leila, do "Nós, mulheres") me fez acordar. Hoje tentarei dar mais importância para as coisas que realmente são importantes em nossas vidas... Tentarei ser uma pessoa melhor do que fui ontem, com o intuito de ser merecedora de tudo de bom que (agora me dei conta!) a vida já me deu.
Meu programa para o fim de semana que provavelmente será chuvoso aqui em Brasília? Ler seu livro, claro!
Parabéns!!!!!!
Beijos!

Anônimo disse...

O Clube do Livro da Assembléia comprou seu livro para o acervo!!!
Chique d++
Bjos
Paty

Kell disse...

Cris... acabo de ganhar o livro (que eu ia comprar de qualquer jeito) e quero muito falar dele no meu blog, com direito a uma foto do Franscisco, "roubada" do seu blog.
Posso?
(tentando me controlar pra não ler tudo de uma vez...!)
Beijos.

Mari disse...

Cris, tb descobri seu blog e sua história pelo blog da Leila. Já li quase tudo e me emocionei bastante. Parabéns por fazer isso pelo Francisco. Assim como vc e o Gui sentiam muito orgulho um do outro, ele vai sentir muito orgulho dos pais maravilhosos que tem, quando puder ler o que vc escreveu. Vou comprar seu livro de presente pra minha mãe.
Ontem, voltando pra casa do trabalho, não consegui conter as lágrimas pensando em tudo que havia lido. Estava escutando "Quase sem querer", da Legião Urbana, o que contribuiu pra aflorar a emoção... quando puder, ouça tb, é uma música linda!
Muitos beijos pra vc!

Bruno disse...

Obrigado, Cris!
Mais do que anotado seu e-mail!

Beijos,

Bruno

Nina disse...

Tanta delicadeza só pode dar nisso: delicadeza de volta!

Ei querida, to indo viajar nessa semana de natal, mais precisamente amanhã, to então passando pra desejar pra ti e Cisco uma linda noite de natal, cheinha de coisas boas. E que só tenham motivos pra rir e serem felizes, no natal e todo dia do ano novo.
Vcs merecem tudo de bom! E neste ano de 2008, obrigada por ter sido tão especial pra tanta gente :)
Mts beijinhos pra vcs dois, com gosto de natal.

sandra disse...

Cris... descobri seu blog no blog da Leila, que eu adoro. Estou lendo seus posts antigos, do comecinho do blog. É impossível não se emocionar com eles. Você escreve de um jeito tão suave, e ao mesmo tempo tão intenso. Quantas pessoas passam por essa vida e não tem o privilégio de viver um amor tão lindo, tão forte, tão intenso, que resiste a tudo. Seu blog já está nos meus favoritos, e aos pouquinhos estou lendo todos os posts, e me emocionando com eles. Muito sucesso com o seu livro e felicidades pra vc e pro fofo do Francisco.

Sames disse...

:) Mto bonito mesmo. Vc merece.
Bjos Cris e boas festas.

Anônimo disse...

vi um anúncio da Saraiva na veja [ou será q foi na istoé?!] mostrando 4 livros, e um deles era o Para Francisco!
Fiquei muito feliz por vcs!
bjo!

Gisele Lioli Alvarez disse...

Cristiana,
ler seu blog é a coisa mais maravilhosa que existe no mundo, você me embala nas suas palavras, acabei de comprar o livro na internet, e fico com medo de ler mais do blog, espero ansiosa a chegada do PARA FRANCISCO em minha casa.
Estou apaixonada, apaixonada pela sua garra, pela sua sobrevivência a fatalidade, ou como diria uma amiga, sua sobrevivência a "imperícia divina", parabéns pelo filho lindo que você tem, que eu acho ser a cada dia mais parecido com o pai (fisicamente).
espero que ele continue te dando alegrias, que te encha de orgulho.
sobretudo te preencha com a continuidade do amor do pai dele, da forma mais sublime: AMOR DE MÃE E FILHO.
parabéns te desejo um FELIZ NATAL e um ANO NOVO MARAVILHOSO
e MUUUUITAAA SAÚDE para esse menino abençoado, com uma mãe espetacular que é você.

Estúdio11 disse...

Querida,

Gostamos muitíssimo do seu Blog.
Já tínhamos visto a muito... e ele permanece... é incrivel o quanto de memória e material ( acervo-materno)...comporta neste microcosmos maluco de sensações e perdas... visite-nos também.

Um beijo dos Duplos.
Vc está no nosso blog como Núpcias ( cantinho de blogs preferidos)

Anônimo disse...

Olá,
Tenho 21 anos e andava batendo cabeça com as minhs frustrações na vida, principalmente amorosas, o ex-namorado que nunca mais ligou, o paquera que nao correspondeu, essas coisas, que me doiam até entrar aqui hoje. Ao ler seus relatos pensei comigo: isto sim é amor de verdade! E minhas dores de "amor" pareceram sem sentido.
E, ao mesmo tempo que acompanhava com lágrimas o blog do Francisco, senti que ainda tenho muito o que viver pela frente, Deus queira que eu tenha a força que vc tem, todos os dias.
Encerro com uma oração que serve para qualquer pessoa, de qualquer religião e que tento seguir.

Um abraço carinhoso,
Carolina.

Oraçao de Sao Francisco

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Espaço MoMe disse...

Oi querida, indiquei um selo para você. Acho barbáro o Hoje vou assim, mas o Para Francisco é realmente muito especial.Bjks

Aninha disse...

Nossa, nem tenho palavras para descrever como é bom ler e ver e sentir pessoas como você, almas como a sua. Parabéns. E muita, mais muita felicidade para você e esse pititico lindo. Irei te adicionar. Bjos!

Milena disse...

Cris, suas palavras tocam no fundo da alma...
Comprei o livro e ao terminar a leitura.. chorei, não por dó ou tristeza, mas sim por perceber que para tudo nessa vida dá-se um jeito, que por mais que as coisas pareçam difíceis a vida é para ser vivida e o tempo é o senhor da razao.

Um grande abraço
Sua mais nova fã

Milena Monteiro Teodoro

...Clah... disse...

Cris ...

Por favor, continue sempre contando suas historias para o Francisco ... nos adoramos ouvi-las!

Dediquei um selinho pra voce ... soh pra vc saber que as historias faz bem para minha vida!

beijos

Deise disse...

Hoje chegou o meu exemplar do teu livro, já comecei a ler, pq no natal quero dar a alguém que precisa de um pouco de leveza na vida. Teu jeito de escrever é tão lindo, tão leve, traz uma sensação tão maravilhosa. Vou escrever nele: "Leia e repasse pra quem vc mais ama." Livro pra mim não pode ficar em estante. Principalmente o teu.

Clarice Stein disse...

Tem uma música que me faz lembrar vc. Se chama "I hope You Dance", da Ann Lee Womack,e é a mãe cantando pro filho, o que deseja pro futuro dele.
Dá uma escutada! Vale a pena!

Beijinhos!

Cristina Cox disse...

Cristiana
Obrigada por me ajudar a chorar as saudades de meu amado que se foi...
Em Agosto deste ano.
O que sinto ao ler seus textos é o que vivo a cada dia: amor só aumenta na ausência.
Deus abençoe sua vida e do Cisco.

Cristina

Dan disse...

Oi Cristiana. Nunca tinha ouvido falar de você nem de seu blog, mas estive em uma livraria hoje, sem pretensão de comprar nada, e o seu livro 'grudou' em mim. A ponto de eu sentar no chão da livraria e ler 20 páginas ali mesmo. Só uma palavra para descrevê-lo: lindo. E só um desejo para você em 2009: Amor. Vou terminar de ler agora...
Grande beijo, com admiração
Danira

nayani disse...

Cris e cisco...
Amei seu blog...Sua história é linda...
O seu filho a coisinha mais gostozinha...Ele é a prova desse grande amor...Que nos faz chorar de tão linda história de amor...
um grande bjo nayani

Mari Mel disse...

Cris!
Tenho acompanhado seu blog e é impossível não se emocionar e não se apaixonar pela sua história, Francisco tem sorte de ter como mãe uma mulher como vc!
Mil beijos,
Mari