segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Do começo.

Eu me lembro de ter pensado nisso naquele dia. Que ele nem tinha chegado aos 40. Para mim ele era tão homem, no sentido mais amplo da palavra, que é como se tivesse mais que isso. Houve um tempo em que ele adotou uma brincadeira para parecer mais novo. Se alguém perguntava a sua idade, ele dizia “Quarenta e três”, para que a pessoa dissesse que ele não aparentava tanto – e assim ele ria de si mesmo, se sentindo mais jovem.

Naquele dia, demorei algum tempo para me lembrar que ele tinha apenas 38 anos. Achei absurdo. Como se tudo em volta já não fosse.

Quase dois anos se passaram – e cabe muita coisa em dois anos. Mas ele não passa. E por ter deixado você, está a cada dia maior. Já me acostumei a ver seu pai crescendo outro na minha frente, a reconhecê-lo em seus trejeitos, como também a freqüentar a casa em que ele se criou, a conviver entre os seus. E no meio de todos esses sentimentos que aprendi, houve caminho para aprender novas pessoas, sorrir outros sorrisos e agradecer por tudo o que tive e tenho.

Há meses já não lamento sua ausência e nem vivo sentindo pontadas de saudade. Mas hoje ele faria 40 anos e disso não posso me esquecer.

Não devolvo meus últimos 20 meses de vida, não os quero outra vez ou de outra forma. Mas eu vivi esses últimos 20 meses cheios de você. Ele não. E isso vai doer sempre, filho.

65 comentários:

Francisca disse...

Conheci a sua história há muito pouco tempo e acho que você é uma mulher com M GRANDE!Continue com essa força pois tem um filho lindo!
Beijos

Lia Drumond disse...

É tão lindo seu empenho em mostrar pro Francisco quem é seu pai, mesmo que esteja em outro plano. Ele será um grande homem, como a mãe. Seu exemplo é lindo! Bjs

Patrícia disse...

Eu admiro tanto a forma como tu vês a vida...

Anônimo disse...

Feliz Aniversário Gui......

Proteja Cris e o cisco, de onde esta sei que olha por eles e sei tbm que ve seu pnguinho de gente se tornando sua real cópia... rsrsr

beijos Cris amada

Anônimo disse...

ai,ai...

Anônimo disse...

“O que adianta uma pele sem cicatrizes numa alma apavorada? “
Fabrício Carpinejar

disse...

Isso causa o que eu chamo de "jacaré"...aquele nó na garganta, sabe?!!

Beijão, Cris..
Sucesso e paz nessa caminhada!

Carol Godoy disse...

Vocês se têm um ao outro. E Francisco sente isso... Até eu sinto!

Tita disse...

Cris,

Faço um exercício constante para também não sentir tais pontadas.

Daniela Moreno disse...

de novo me fez chorar... snif snif!!
Parabéns ao Gui que está em outra dimensão!!

Regina Valadares disse...

Cris,

A vida da gente é cheia de caminhos, de direções que as vezes no faz sofrer, mas que - quase sempre - tem um porquê...
A minha filha nasceu e dois meses depois meu pai perdeu a batalha, e se foi. Amanhã completa 11 anos. Sei que o fato de Isadora, minha filha, ter vindo foi para preencher àquela casa, que pouco depois ficaria vazia.
Ontem estava vendo a foto dele. Essas coisas são assim, a gente lembra de viver, lembra de sentir e de seguir, mas em outros momentos você lembra que falta algo. Que alguém não está ao seu lado, isso dói. Dói quando tantos momentos acontecem, e ele não está alí.
Mas Cris, se tem uma coisa que eu aprendi, é que a vida não acaba. A alma permanece viva. Eu sempre sinto a presença de meu pai, e, sei, que você sente a presença de Gui.
Ele foi, mas deixou a continuação da história de vocês. Cisco é a luz do seu caminho. Gui foi tão maravilhoso, que lhe incubiu de cuidar do filho de vocês, porque sabia que você é forte, que você é guerreira e que faria isso da maneira mais linda, e mais especial.

Gui, você escreveu certo, por linhas tortas. Você foi sábio mesmo antes de saber que não ficaria entre nós. As vezes eu acho que as pessoas especiais deixam luz e depois se vão, para iluminar mais ainda os que aqui ficaram. Continua olhando por Cris, por Cisco. Sua família linda. A história de vocês é maravilhosa.
Que os anjos te guiem.

Cris, um beijo grande e carinhoso em seu coração.

Carolina Arêas disse...

Cris,

A sua história de vida é a história de uma pessoa que aprendeu a se amar. E, mergulhando neste amor por vc mesma, vc ficou pronta para encontrar tantos amores bonitos na sua vida. O amor-Guilherme, o amor-Cisco, os amores-amigos e nós, que te lemos, acompanhamos e admiramos virtualmente.

Seu amor transborda, Cris. Deve ser por isto que você, a cada dia, agrega mais pessoas em torno de vc. Mesmo que à distância.

Feliz aniversário. Para ele, vc e o Francisco.

Danielle disse...

em nossos anos, podem caber muito mais anos. imagino a intensidade do que você vivenciou.
gui plantou semente em vc, e isso é lindo.
beijos no cisco.

Lari_Xavier disse...

UMA DOR, UMA SAUDADE... (UM POUCO DE FELICIDADE)

de onde o Gui estiver tenho certeza que ele esta vendo todo esse amor... e comemorando o niver... naum só dele, mas como a lembrança boa de verrr...

que os anjinhus da guarda te protejam sempre 'CISCO', e a mamae tbm ...
bjus em vcs dois

Renata disse...

Não sou muito de signos, mas não pude deixar de relacionar o que li hoje pela manhã em uma revista: "Os librianos são assim, é muito fácil se apaixonar por eles..."

Um beijo!

Adriana disse...

Você transborda amor. Tem aparência de menina pequenina, mas com a alma de uma gigante. Não me canso de ler seu blog e me emociono por encontrar em suas palavras o amor que falta em mim. Não o amor de uma mulher por seu marido que se foi, mas o amor próprio, de alguém que sorri para a vida e a vive da forma mais intensa possível.
Obrigada por seu testemunho de vida, força, coragem e delicadeza.
Beijos

Bel disse...

Tamanha imensidão só poderia caber dentro de um coração como o teu.
Lindo o texto ... doce como só o verdadeiro amor pode ser.
Beijo,
bel.

Estrela disse...

O amor é o fruto, mas já foi semente perdida no vento, foi terra fértil, água generosa, sol acalentador. O amor já foi muda delicada, árvore frondosa, flor de perfume ímpar. O amor já desfolhou-se e se refez cada vez mais forte. Aquele que vê de longe, chama isto de ciclo. Aquele que experimenta isto, chama de vida.
Eu creio que o seu Gui esteve, está e estará sempre presente na vida do Cisco e na tua.
Um abraço

Tati disse...

Que ele esteja feliz onde estiver, que você e o Cisco vão se garantindo daqui. E viva o eterno que agora é o Gui, tendo deixado este fofo pra você...

danisiinha disse...

que lindo cris.... tenho certeza que vcs tres estao juntos hj....

Fernanda disse...

como disse o walter salles em entrevista na última tpm (inclusive a que você apareceu), sobre a sandra corveloni ter perdido o bebê pouco antes de cannes (onde foi premiada melhor atriz) tendo passado o filme inteiro fazendo uma personagem de barrigão: "sempre achei que somos infinitamente pequenos para conseguir entender a ordem, ou a desordem, do mundo..."

concordo plenamente com ele. quanta mistura de dor e felicidade nossa vida pode suportar?

se tiver um tempinho dê uma passada num blog novo que fiz, um pequeníssimo diário dos melhores momentos do cotidiano:
http://melhorhoradodia.blogspot.com/

Adri disse...

Oi, Pequena! Por mais que eu me esforce, eu acho difícil entender como se sente, lendo suas palavras e tentando me pôr no seu lugar... No seu caso uma Vida e uma Morte se cruzaram e estão te ensinando a Viver! Então, minha querida... Viva! É o que eu tenho pra lhe dizer hoje...

Meu carinho segue aqui!

Beijos

Ah sei lá... disse...

Não vou escrever coisas que você sabe aqui... só o que desejo é que você faça o que te deixa feliz hoje... Isso sim é uma bela homenagem ao Gui, comemorar o dia em que ele nasceu e anos depois foi tão feliz ao seu lado!

Beijos de quem te admira...

Anônimo disse...

Beijo , grande para ti e o Cisco neste dia tão especial.

Lili , Portugal

o vazio disse...

chris
eu te amo
simples assim
como os mundos que a gente contrói
a cada palavra
a cada sorriso multiplicado
e cada lágrima
a esperança infinita de ser
nós somoz todos
uma grande teia de emoção positiva
aqui, ou do outro lado
o que morre não tem fim
renasce
e você sabe
e por saber encanta
e espalha ainda mais amor
como sou grata a Deus
por existir alguém assim

flores

Maria dos Açores® disse...

Um beijo com muito amor para ti e para o Cisco. A estrelinha do Gui está hoje mais cintilante...

Ana Paula Prado disse...

Ontem, abri meu e-mail e tinha anúncio em minha agenda de que o aniversário do Gui era hoje. Informação, diga-se de passagem, preenchida por ele, a meu pedido. Foi estranho, como se ele ainda me avisasse da data que nunca mais será comemorada como deveria.Senti saudades. Muitas.

Sicores disse...

Feliz idade para esse amor, que nem o tempo consegue apagar!
Parabéns amor seu, Cris.
Bjs da Si, que sempre q pode figura por aqui...rs

Nina disse...

Aaahh, faz assim não, que eu choro.
Choro porque sinto faltas tbm. E porque vc escreve tão bonito, tão sentido.
Tô sem palavras, hj sou só, apenas lágrima.

feliz aniversário pra esse homem lindo que foi, que é, o seu Gui :)

Magda disse...

"...Pedras no caminho? Guardo-as todas, um dia vou construir um castelo... "

Fernando Pessoa


Só hoje a descobri e já me levou às lágrimas!
Parabéns pela forma como encara a vida!
Beijinhos para si e para o seu filhote.Liiiindo! :)

Magda, Guimarães, Portugal

Quéroul disse...

devo ser uma das últimas a encontrar seu blog. no dia que encontrei, li inteiro, do começo ao fim.

é tudo comovente, claro.
mas o que mais me toca é que vc escreve bem demais. e isso, é o melhor de tudo.

"Não devolvo meus últimos 20 meses de vida, não os quero outra vez ou de outra forma. Mas eu vivi esses últimos 20 meses cheios de você. Ele não. E isso vai doer sempre, filho."

bonito demais. que sorte tem seu bebê, vai ler coisas lindas sempre...
=*

Renata Victal disse...

Oi, já passei um mail pra vc com o que senti ao ler o blog. Mas deixo público meus Parabéns pela coragem de se expor de uma forma generosa.

Luana Lima disse...

Ontem meu queixo caiu ao conhecer sua história e entrar pela primeira vez no "para francisco". Seu amor por ele é gritante e não sei se fico contente por ver um amor tão sincero ou chateada pela parte triste da coisa toda. Acho sua postura em relação a tudo que aconteceu muito digna.

Parabéns pela força.

Abraços,

Luana.

jacque disse...

sabe-se lá, querida amiga à distância, se ele também não está vivendo o cisco nos últimos 20 meses? só que de outra forma que, por enquanto, ainda desconhecemos.
"há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia".
impressionante como shakespeare, tão atormentado, pode ser reconfortante. :-)
um beijo bem grande.
jacque.

Luiz Felipe Leal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiz Felipe Leal disse...

suas palavras, assim como poucas, são como um rio.
viver não é indolor.


às vezes me dá vontade de te dar um abraço.

um grande.
até,

Marta disse...

Nó na garganta.
Um dia, bem no começo da minha dor, você me disse que éramos pessoas de sorte. Não entendi na hora, mas agora entendo. Como não ver a sorte olhando para a Ju (e você para o Cisco)?
Entender, não dá.

E viva o Gui, que será jovem para sempre!

Beijo,
Martinha
p.s.: Cris, precisamos nos conhecer pessoalmente o quanto antes. Alguma coisa me diz que o Gui e o Marquinhos já se conheceram, só falta a gente!

lalá ♥ disse...

Acho incrível a forma como vc apresenta seu filho ao pai... Seu blog é lindo, li ele todo como se fosse um livro e fiquei apaixonada por tudo que está escrito nele... Vc é uma pessoa muito forte, e que Deus sempre te dê forças pra seguir assim!

Um beijo grande de uma admiradora sua

=*

Anônimo disse...

Leio sempre o seu blog e sempre me vem a pergunta: como o seu Gui se foi? porque você não estava com ele?
Alguém pode me responder?

Pequena disse...

O Gui teve morte súbita, sozinho no apartamento dele, numa manhã depois de praticar squash. Não morávamos juntos. Fui eu quem o encontrou, depois de dar a falta dele. Provavelmente ele teve uma parada cardiorrespiratória.

Dri_ disse...

Toda vez que você conta esses detalhes me falta o ar. Literalmente.

Clarinha disse...

Meu Deus! Como é que cabe tanta força e delicadeza numa pessoa só?
Dá orgulho mesmo em quem não te conheçe...um abraço!

Anônimo disse...

Delicado, lindo, sensível ... sem palavras.
Em pensar que muitas vezes por pura picuinha sou uma má esposa.

Alexsandra disse...

Leio a um tempo já... já perdi horas nos textos passados. Muito linda a forma q vc escreve e o sentimento de transpassa para nós.

Hoje, Parabéns para o pai do Francisco!!!

Ale
http://37graus.blogspot.com

Giullianne Vicente disse...

Cris
Perdi meu pai há 7 anos e sempre me pego pensando que ele não teve a oportunidade de conviver com suas 2 netas e elas também não.
Outro dia minha sobrinha perguntou por ele e meu irmão disse que ele estava velhinho por isso tinha morrido.
Ela no auge de seus três anos falou que não era verdade, pois as fotos mostravam que ele não tinha cabelos brancos.
Diante dessa resposta, meu irmão então teve que dizer que ele morreu porque estava doente.
Ela então abraçou meu irmão e perguntou com uma carinha de trsiteza porque não o levaram o médico e porque ele não tomou remedinhos, quanto mais ele falava mais ela argumentava.
Por fim ele abraçou meu irmão com força e perguntou se eles brincavam juntos.
Meu irmão ficou muito emocionado com essa conversa e depois disso ficou mais atento ao pequenos detalhes da vida.
Ah, te mandei um recado no seu orkut, quando puder me responda.
Bjs

Aline Ahmad disse...

Nossa, Cris!
Uma vez escrevi sobre você em meu blog...
Encontro tanta beleza quando venho aqui, parabéns porque a sua história de vida colore a minha! Obrigada!
Beijos de luz,
Aline***

Lisarbinha disse...

passei pra te ler e deixar um bj...

Aline Ahmad disse...

Olha aqui:
http://beijosdeluz.blogspot.com/2008/04/para-cristiana.html
Beijos de luz,
Aline***

Isa disse...

É tanta emoção que me faltam as palavras aqui... Que Deus te abençôe, te guie e ilumine seus caminhos, sempre.

LiLi disse...

Alguém escreveu acima o que eu sempre tive vontade de te dizer: AI QUE VONTADE DE TE DAR UMA ABRAÇO BEM APERTADO!

Você é uma mulher cheia de VIDA! Por isso que hoje vc tá aí mostrando pra gente o que é viver.

Um beijo com muito amor e carinho. E AQUELE ABRAÇO!

Aline Ahmad disse...

Obrigada por ter linkado meu blog aqui, sei que receberei muitas visitas de corações sensíveis como o seu!

Beijos de luz,

Aline***

Anônimo disse...

Olá,

Li seu texto e lembrei de um poema que adoro do Drummond! Vai de presente pra você!


Ausência

Autor: Carlos Drummond de Andrade

Por muito tempo achei que ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém rouba mais de mim.

(do livro "O corpo", editora Record)

taisalima disse...

Beijinhos...

Rebecca disse...

Admiro MUITO você e a forma como se expressas! É tão incrível como todas as vezes que entro nesse blog e leio seus posts, me emociono e logo me vem uma vontade gigante de dizer "eu te amo" e estar sempre valorizando e sempre mais perto do meu grande amor. E com você aprendi a valorizar mais e mais as pessoas que amo. Você ensina muita gente, você é um exemplo pra muito gente!
Que Deus abençoe a sua vida e a do Francisco sempre, sempre, sempre...

Doce e Baccana disse...

Quanta sensibilidade Cris! Parabéns pela força! Aguenta firme amiga, pois seu homem sempre estará do seu lado para criar e guiar este outro grande homem que cresce aos seus cuidados!
Bjs

Edson K disse...

Seu filho vai adorar ler estes textos um dia! Muito bonitos mesmo.
Abração!

A bancarrota disse...

Oi Cris, sempre leio o teu blog, apesar de nunca comentar. Encontrei-o quando estava com o meu pai doente, e conhecer a tua história me deu forças pra não fraquejar(apesar de muitas vezes chegar quase lá).
Perdi o meu pai há quase 1 mês, é a minha 1a grande perda(apesar de já ter tido outras, afinal a vida é feito de perdas tb, não é mesmo?!). Mas hj fiquei surpresa ao chegar aqui e saber que o seu Gui faria 40 anos no mesmo dia em que o meu pai faria 60.
Foi o meu primeiro 06 de outubro sem ele, passei o dia todo fazendo de conta que não era 06 de outubro...

Roberta disse...

Cristina

Pleno horário de trabalho, resolvi dar um aolhadinha no outro blog da "moça que tira foto das roupas que usa todo dia".
Li, li quase tudo. Eu aqui me segurando pra não correrem lágrimas dos olhos, afinal, não estou autorizada a ficar na internet no horário de trabalho. Me comovi com a tua história, mas ainda mais, me comovi com a maneira como tu expõe todos os sentimentos e como conta tudo que aocnteceu, tudo que o Francisco precisa saber.
E aí cheguei na informação que me alegrou completamente: teu filho faz aniversário no mesmo dia que eu. E se isso influencia na personalidade de alguem (nunca tive certeza) te digo que ele será teimoso, exigente, mas sempre muito amoroso.

um abraço pra ti e pro filhote.

Angelica Brasil disse...

Por favor, Cristiana, faça contato comigo. Deixei um recado no seu orkut e enviei um email para seu email do gmail.
Dê um sinal de fumaça. Tô vivendo um momento de luto terrível e gostaria de poder conversar com alguém q viveu momento igualmente difícil.

Bjs maternos, Angelica Brasil

Dea disse...

Olá!
Nunca postei aqui, mas sempre que posso leio seus posts. Amei o seu blog, você é uma pessoa realmente muito especial!
Mas aí vai uma dica: salve todos os seus posts em um arquivo no word no seu pc, para caso haja alguma pane neste blog vc possa postar novamente (falo isso por causa daquela vez que o hotmail deu pau e todos os usuários perderam tudo, a alguns anos, lembra?). Como eu amei seu blog, gostaria que vc tivesse tudo salvo, pois realmente tudo o que vc escreve é lindo demais e tem que ser preservado!
Bjs, Dea.

su ellen. disse...

- ooi! :) como eu tô feliz em ter achado seu Blog. tem um tempinho que eu vi a reportagem que saiu com vocês no Globo Repórter - se eu não me engano -, procurei o Blog mas não achei! =) fiquei super interessada em ler ... chegou o grande dia! :D e é uma pena que eu não tenha chegado antes. mas vou recuperar o tempo perdido! não perco isso aqui de vista por nada nesse mundo. sinto pelo que acontenceu ... mas Deus soube exatamente como compensar o Francisco em dobro, com uma mãe com você! fiquei emocionada com a entrevista, nos seus olhos dá pra ver esse amor! me fez crer que ser mãe é mesmo uma dádiva :) muita, mais muita, muita felicidade pra vocês dois! que Deus abençoe muito. =) beijo bem grande :*

me disse...

Certamente já te disseram muitas vezes, mas eu repito: és linda!

Titi disse...

Isso até pode soar estranho, mas sinceramente tem dias que eu adoraria te dar uma abraço, é tão linda a sua sensibilidade!

parafraseando o comercial:

"Se um dia uma mulher (hetero tá?) te oferecer flores...sou eu!"

Marina disse...

Lindo Blog, lindas palavras... me emocionou. Força!

LAURY disse...

Queria falar com vc....Meu filho Bruno ganhou e falou para que eu lêsse seu livro,no início não queria porque achei muito triste parecida com a minha....Ele colocou o livro na minha mão e decobri a minha história lendo o livro, o pai do Bruno morreu quando ele tinha apenas dezessete dias, pena eu não ter tido a sua idéia em escrever algo que não se perdesse no tempo.Hoje se passaram vinte e dois anos, me vi no seu livro e vi meu filho através dos olhas de Francisco.Adoraria falar com vc.Seu livro é maravilhoso,lindo e extremamente verdadeiro.Bj e fica com Deus
Laury