quarta-feira, 16 de abril de 2008

Norman.


Voltando de Ilha Grande para casa, em nossa última viagem juntos, pegamos um barco de pescadores a caminho de Angra. Havia um menino bonito e sonolento a bordo. Com o olhar delicado de sempre, talvez agora mais atraído pelas crianças, seu pai não perdeu a oportunidade de fotografá-lo. Foi um ensaio bonito, de fazer inveja a um Cartier Bresson. Dias depois, no trabalho, ele e nosso amigo Pina cuidaram para transformar uma das fotos numa imagem ainda mais bonita. Assim nasceu Norman, que seria um quadro para a parede da nossa sala. Quem diria, filho, que seu pai é que se transformaria em tantos porta-retratos. Tão poucos dias depois, seu avô viu as fotos do menino e observou: "Parece o Gui pequeno". Só nos restava suspirar e sentir.

55 comentários:

Roberta Vernin disse...

Linda a foto!! Seu blog tambem, muito emocionante... leio ja faz um tempo. Parabéns pelo sucesso! Um abraço!

Anônimo disse...

Adoro fotos p&b...
Essa tá linda, parece foto de filme, sei lá...
Bj. Linda no Globo Repórter.

Anônimo disse...

Desde que te vi no Globo Repórter acompanho seu blog. Maravilhoso. Mas saiba que você teve a sorte de ser amada pelo pai do seu filho, e ainda ganhou uma nova família! Eu também tenho um filho, de 3 anos, mas o pai dele, não por fatalidade, mas por opção, resolveu nos deixar quando ele tinha apenas 1 ano e meio. Fazer o que,né? São as escolhas que nós, seres humanos, insistimos em fazer..
Um grande beijo e Deus te abençoe.
Dri

Dri_ disse...

Juro que pensei ser a fotografia de algum filme. É perfeita!

E aprendi a te ler sem chorar (coisa impossível no princípio), mas hoje, as lágrimas e suas palavras foram mais forte que eu.

Dri_

Fernanda disse...

Foto linda!!!! e cheia de emoção.

Bárbara M.P. disse...

Olá,

Você poderá não me entender mas apesar de tudo o que lhe aconteceu a tua história é muito bela. Porque não fala de morte, pura e simplesmente. Fala de morte como renascimento. Como encantamento. Fala de amor. De vida. E de força.
Fala da vontade de liberdade do espírito, da busca pela felicidade e dos desígnios - que não vem de Deus - nós é que os escolhemos como forma de avanço moral.

Parabéns, Cris. Por tudo e ainda mais por seu filho sadio e lindo.

Seria para mim um grande prazer linká-la ao meu blog. Eu poderia?

Bárbara M.P.

QUITÉRIA Design disse...

Cris, que foto mais linda! Podia mesmo ser cartaz de um filme!
Mais uma amostra de que tudo na vida de vcs tinha poesia!
E, sorte nossa, continua assim!
Bjs pra vc e para o Cisco!
Re

Weder_e_Sâmia disse...

Cris, tem mandei um e-mail, se puder ler, agradeço... e quando receber poderia me mandar uma resposta... te aguardo.

Sâmia, Weder e Lorenzo..

Anônimo disse...

Cris... to vendo tanta gente te chamar assim.. lai vai eu então..
Bom.. n te vi no globo repórter mas li uma reportagem em uma dessas revistas que agora não me veio o nome.. tava esperando uma colsulta e só deu tempo de anotar o endereço do teu blog...
Fico muito feliz por vc... parabéns
é um sofrimento muito grande mas com certeza o Gui ta com vcs sempre.. força a cada dia mais.
Beijinho no franciso...

Juliana Azevedo - Belém Pará

juliana disse...

Cris... to eu aqui de novo, não consegui somente deixar um comentário p vc e sair da pagina...começei a ler.. e ler e ler.. n consigo parar.
Meu Deus que mulher maravilhosa e batalhadora que vc é...
Felicidades sempre Cristiana.. sempre.. p vc e p Francisco.. muita saúde, paz e amor p vcs...

Posso ser tua fã?!!
:)

Deus abençõe sempre a sua família, vc o Francisco e o Gui!

Beijo grande
Juliana Azevedo

Anônimo disse...

O difícil, Cris, é ler o blog sem sentir aquele aperto no peito... Aquele aperto que a gente não sabe se é dor, se é emoção, mas que a gente tem certeza de que é AMOR!!! Amor, tão forte e tão bonito assim,também aperta o peito, né?!
Beijo carinhoso,
Luciana

Cris de Bourbon disse...

Às vezes eu paro pra pensar no Cisco quando começar a ler todas essas recordações. Que dedicaçao linda a ele, ao Gui...e no fundo quem sai ganhando somos nós, seus leitores. Eu não sei de onde vem essa força que transforma a sua tristeza em suavidade...

Quero ser uma das primeiras a ter seu livro! Vou te cobrar...

beijooooo

Anônimo disse...

putz! achei a foto tão linda que pensei que fosse de um fotógrafo famoso :)

Renata Rocha disse...

A foto esta divina.....
Beijos pequena !

Confissões de uma balzaquiana... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Confissões de uma balzaquiana... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Confissões de uma balzaquiana... disse...

O Gui está aí sim, Cris.
E aqui tbm. Em cada palavra sua, em cada lágrima, em cada aperto no peito, em cada sorriso de lembrança.
E vai continuar enquanto você alimentar essa história. Tão linda. Tão vívida.
E vai continuar a cada descoberta que o Cisco fizer lendo essas linhas, vivendo a sua intensidade.
E você é responsável por mantê-lo aqui, tão perto.
Que delicadeza! Que presente pro Cisco.
Que você seja cada vez mais plena e cada vez mais abençoada.
Um beijo.

Anônimo disse...

Olá,

Tudo bem?

O BLOG TRACKS quer você!

O Blog Tracks é um programa exibido pela DELAS WEB RADIO as terças e quintas. (para saber horários, acesse www.delaswebradio.com.br)

A idéia é transformar os mais variados blogs em edições deste programa.

Você monta a trilha sonora e nós falamos sobre seu blog.

Aguardo contato

Abraços

KHRISNA FERRAZ
k.ferraz@delaswebradio.com.br
BLOG TRACKS
NA TRILHA DO SEU BLOG

A DELAS WEB RADIO, surgiu há aproximadamente um ano e já desponta no mercado como uma emissora inteligente e divertida.

A rádio propõe uma multiplicidade de temas, idéias e programas, cuidadosamente equilibrados e preparados para chegarem ao público de forma clara.

Inspirado pelo fato das mulheres atualmente serem “multitarefas”, ou seja, desempenharem simultaneamente inúmeros papéis na sociedade, como o de esposa, mãe e profissional, o nome DELAS surgiu para fazer jus a esse equilíbrio que o sexo feminino possui.

E, ao contrário do que se possa imaginar, a DELAS não é um típico “Clube da Luluzinha”. A equipe é sim em sua maioria formada por mulheres, contudo, o time da emissora pode ser descrito como fruto da união de profissionais de renome a jovens talentos, sejam eles homens ou mulheres. O que realmente interessa à Rádio é ter em seu casting pessoas que dominam o que falam; são as ações e os programas que delineiam o nosso perfil e propiciam ao público: identificação e entusiasmo.

Ana disse...

nossa, parece foto do Cartier Bresson!

Anna Paula disse...

Já tem algum tempo que sempre visito os seus outros dois blogs (adoro moda, aliás, adoro o jeito como vc se veste, lindo, leve!!!), hoje, sei lá pq, decidi ver o que era que vc escrevia aqui nesse espaço e de repente fui tomada, atravessada, surpreendida com todo esse conteúdo. Em particular tudo isso me toca, tive minha primeira filha há quatro meses, estou vivendo numa verdadeira montanha russa, não sei se essa fase é difícil para todas as mulheres mas para mim tem sido ao mesmo tempo sofrido e maravilhoso. Com o final da gravidez fica o luto de muitas coisas, com o nascimento de um filho vem a felicidade de uma porta linda que se abre. Ao ler sua palavras aqui me deu vontade de conversar com vc, de ser sua amiga, de compartilhar sentimentos. Também estou escrevendo para a minha filha, porém, num diário; acho que a escrita, assim como a fala, são instrumentos de elaboração, modos pelos quais nós, sujeitos, temos para lidar com a dor. Parabéns pelo blog, parabéns pela delicadeza com que vc parece ver as coisas, as pessoas, as situações.

Dora Guerra disse...

Eu estava fazendo meu dever quando vi que minha mãe estava no site da Globo. Me perguntei o que ela fazia ali. Ela, logo me perguntou, se eu queria ver um vídeo seu que saiu na Globo. Acho que a primeira coisa que pensei foi que você aparece em tudo que é jornal, e depois que vi o vídeo e minha mãe chorando, tive a certeza que não é à toa. O modo do qual voce lida com essa morte é incrivel. Você lida com esse fato com completa maturidade e acho que voce é um exemplo. Resumindo, você não apareceu ali à toa. Apareceu porque merece. De vez em quando vejo uma reportagem ou outra que inclui alguem que minha mae dizia: olha, esse foi amigo do seu vo (pai do seu pai) e de vez em quando tambem deparo com Cristiana Guerra, Flavio Guerra, Juracy Guerra e outros Guerra. Me encanto com o fato de que essa familia e tao importante. Afinal, faz parte da historia de Belo Horizonte. Não e de se surpreender que meu pai conhece cada formiga de Belo Horizonte. Sabe, so o que sei agora é que tenho orgulho de possuir o sobrenome Guerra. Por todos os motivos, inclusive você.
Familia que eu amo e admiro muito: Guerra.
Abraços Guerreiros,
Dora Gomes Guerra

nina disse...

Foto linda Cris. Linda mesmo. uau! amei. o clima tá tão bonito, nostálgico, o preto e branco perfeito, o sorriso do menino, o que tem por trás é bem bonito (por trás dele e na frente dele).

Menino bonito assim como foi o Gui, assim como é o Cisco.

carinho pra ti!

Meu diário,minha vida. disse...

Nossa lhe admiro imensamente,quem te vê jamais deve perceber que por trás desse rosto sensível,existe uma mulher forte e viva,você sabe viver intensamente apesar de tudo.Que tarefa essa sua hein?Parabéns por ser essa grande mulher.Me emocionei demais com sua história,e me revoltei ao mesmo tempo...tudo de bom na sua vida, e para o francisco que afinal de contas é lindo demais , e acredito que é o motivo do seu dia-a-dia
Beijos
Carolina Pina.

Rodrigo disse...

A dor revela esquinas inesperadas!

Muita força !!!

Aline Ahmad disse...

Querida Cristiana, por coincidência cheguei a você várias vezes e isso me inspirou a escrever em meu blog este post em sua homenagem: http://beijosdeluz.blogspot.com/2008/04/para-cristiana.html#links

Beijos de luz,

Aline***

Weder_e_Sâmia disse...

CRIS, GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ RECEBEU MEU E-MAIL...
SE VOCÊ PUDER ME RESPONDA!

UM ABRAÇO, SÂMIA.

Juliana disse...

olá,

não conheci você pela criativa, pelo google, pelo hype, nada disso. conheci pelo globo reporter mesmo. numa sexta meio triste pra mim, entediada, etc. e descobri sua historia com seu marido, a historia do seu filho, procurei seu blog e ja li inteiro.

o que mais me impressionou não é a comoção da sua historia de vida. sim, sua historia de vida é comovente, mas isso nem sempre quer dizer alguma coisa. o que mais me impressionou é que, ao contrario de tantas escritoras de blogs da moda por aí, hypadas por terem frases e temas desesperados de odio à vida, de ode a auto-destruição, você é totalmente apaixonada pela vida em toda sua complexidade, a dor das pequenas coisas, a alegria das pequenas coisas. voce nao viu nenhum glamour em se martirizar, em se expor como vitima de algo, em usar palavras de impacto de amargura. seus textos e lembrancas sao realmente incriveis e inspiradores.

e, depois que li o ultimo post, depois de uma briga tola com minha mae, fui la chorando e dei um abraco apertado, lembrando das suas palavras e do amor todo que voce carrega em voce, que sabe priorizar o que realmente importa.

sim, eu sei que isso de 'abracar pessoas queridas' depois de ler coisas comoventes é um clichê, mas e daí? agradeço de qualquer forma. parabens por tudo.

Laryssa disse...

De dar inveja à nosso querido Cristiano Mascaro!

Ana Lins disse...

cada vez mais apaixonada por vc, pelo gui, pelo francisco e pela bela história do amor que não acabou...
ana
:)

Gisele disse...

Olá cris... alguns meses após o início do seu blog comecei a lê-lo e acompanho até hoje. Encontrei num dia de passeio pela net depois de notícias tristes. Sua dor se dividiu, diminui, e ao econtrar nossos corações tranformou-se em força... pra nós leitoras e espero que pra vcs. Sou umas das leitoras "ingratas" (rsrs) que nunca deixam comentários (acho que deixei uma vez só).
Sua história é linda ....delicadeza...
mas dessa vez não pude deixar de comentar: a matéria conseguiu passar boa parte de toda a ternura que você utiliza para contar sua história.
A seqüência de fotos ficou ótima. Parece qe vcs tiram as fotos aquela hora, só pra montar e mostrar no programa. (não vi no dia, vi através de seu blog.) e a musica marcou. fiquei com ela na cabeça o tempo todo e quando lembro dela, penso em vcs... as imagens associaram-se à musica.

Fique bem.

Bárbara M.P. disse...

Olá Cris,

Então já está lá. Seja muito Bem-Vinda, sempre.

Beijão carinhoso,
Bárbara M.P.

Juliana disse...

Oii!!
Não faço idéia de como me comunicar com você...Mas vou tentar...Não sei nem se você vai ler ou dar importância a uma desconhecida...
Bem,Te conheci pelo globo repórter...digo que conheci pois a gente conhece melhor pela dor ou sofrimento das pessoas...Não consigo parar de ler o seu blog...Eu estava em um momento triste da minha vida pois estava grávida e perdii meu bb...Ficava me perguntando pq tinha acontecido cmg...O que eu tinha feito de errado...Sou muita nova eu sei,mas eu queria muito e naquele momento!Desculpe dizer essas coisas pra vc assim,como se fossemos confidentes,mas às vezes eu surto assim mesmo...rs!
Enfim...Só queria que soubesses,que seu blog pra mim é um refúgio,onde cada tópico que leio é um novo aprendizado e me faz ter conhecimento sobre a vida...Obrigada por me dar essa oportunidade e desculpe qualquer coisa!
Ahh!!Suas fotos estão lindas!!
Mil Beijos!

Sofia disse...

Ficou linda a foto.

Erica Pierro_Carbon disse...

Olá Cris! Essa intimidade em chamá-la de Cris é uma via de mão única pois eu conheço a sua história, leio e aprendo com ela sempre, te considero uma amiga sem nos conhecermos, ou melhor, sem você me conhecer. São essas armadilhas que a internet nos prega.
Conheci seu blog há pouco tempo, através da minha mãe que o conheceu através da minha cunhada (Gabriela) que o lê sempre.
Parabéns pelas palavras, pela força, pelo Francisco e pelo Gui.
Obrigada por nos deixar participar da sua intimidade, da sua vida, de conhecermos o Cisco, o Gui e a Cris.
Mais uma vez parabéns! Ah! Foto maravilhosa!

Irmã em Cristo disse...

Oi Cris,e sua historia chegou na Italia...rsrsrs...sou brasileira e meu marido italiano,vivo na Italia e assisto aos progamas da globo por ser assinante globo.com,o mais interessante è q eu nao vejo o globo reporter,mas naquele dia na hora do almoço decidi assistir,e la estava vc com uma historia linda pra dividir e ensinar,amei conhecer vc pela telinha e logo vim visitar o blog,e depois o filet pra quem è mignon...rsrsrs...enfim,ganhou uma fa na Italia,e sabendo que vc è apaixonada por moda,conte comigo tb se precisar de algo daqui,um xerinho bem gostoso no Francisco que è um tesouroooooo...beijos com gostinho de pizza pra vc!Kenia.

Marcia Lima Gomes disse...

A foto é realmente muito linda!

Paty disse...

Oi boa tarde, vi a reportagem e fiquei curiosa em ver o blog. Achei linda a sua historia, felicidades a vc e seu filho lindo,fique com deus.

Ancorada no Espaço disse...

Que foto mais linda! Como deve ser difícil perder (de forma física) um amor tão bonito assim. Suas lembranças são muito preciosas e você as cultiva com uma dedicação e delicadeza impressionantes. Admiro muito sua força.

Tatiana disse...

Cris.
Acompanho seu blog desde que li uma matéria com você na criativa se não me engano.
A cada post lido me pergunto: escrevo ou não? Hoje, com minha irmazinha de apenas 2 anos no colo decidi escrever.Hoje, como outros leitores consigo ler seus textos e não chorar. Quanto amor. Que destino. Ler os seus textos,ler seu carinho, sua simplicidade de alma é gratificante. Força menina querida. Francisco tem e sempre terá muito orgulho da mãe.

Luiza disse...

Cris,

Só sei dizer, que há coisas na vida que vem para nos fortalecer e nos mostrar que somos capazes de superar tudo que vem pela frente.
Te admiro muito, por sua garra, seu amor, sua história, sua essencia.
Desde que começei a ler seu blog nao consigui parar, porque nele me refleti, e vi coisas que eu me recusava a ver.
A dor de cada um é diferente, a minha nao poderia ser igual. Mas tudo o que voce diz faz um efeito em mim que é inexplicavel.
Voce meche com todos nós contando sua vida e sua historia aqui, o que te ajuda a seguir em frente e nos ajuda também.
Como diz Dona Déa na entrevista ao Globo Repóter, a dor nos deixa mais fraternos, mais humildes. Agradeço você por existir, e que voce e seu filho sejam muito abençoados por Deus.
Um grande abraço!

Obs: Seu filho é uma graçinha, vida divina!

Luiza.

bysis disse...

Nesta manhã, procurando por sapatos vintage no cadê, achei seu outro blog. E de lá, cai aqui. Eu vi o Globo Repórter. O assunto não me interessava (evitos assuntos de morte, tentando evitar o pensamento de que as pessoas que amo também morrerão), mas a imagem de um casal com sorriso latente, tatuagens aqui e acolá e um barrigão, essa sim me interessava! Fiquei ali parada na frente da televisão, sozinha, ouvindo cada palavra, me apaixonando por aquela história - pelo que ela representava .
E, ao entrar aqui, foram mais três horas de encantamento, de paixão, lendo suas histórias, suas memórias, de vocês dois, dos três.

Sabe, uma das coisas que faço com mais amor e intensidade é tatuar.
Sou tatuadora e mãe. Queria muito, partilhar com você dessa intensidade. Ouvir suas histórias, as doces palavras que me encantam. Se quiser, quando quiser, tem uma tatuagem de presente, seja pra escrever “doçura” ou “sollara”, não sei. O que quiser.

Dedinhos Nervosos disse...

Oi Cris. Uma semana antes da reportagem no Globo Repórter, uma amiga me indicou seu blog. Entrei, dei uma olhada, guardei o endereço pra ler com calma depois. Afinal, não é um blog qualquer é a história de uma vida que passou por muitas provações e continua forte e cheia de energia. Admiro muito você e o jeito como leva a vida. Como consegue ser intensa neste blog, versátil no Hoje eu vou assim e comerciante no Filé. Só não gosto mais de vc porque nunca vou conseguir comprar nada pra mim lá. rsrs Em comum temos a paixão pela redação, o não uso do aparelho para acertar os dentes, as pernas finas e tatuagem. Na verdade, tenho umazinha só, florida, que vai da nuca até o final da orelha. Um beijo, Cris. E obrigada a compartilhar com todos nós a sua vida. Ela serve de exemplo pra muita gente.

Anônimo disse...

Olá.
Vi a matéria sobre a sua história no Globo Repórter. Puxa vida... que força, que amor, que carinho.
Admiro a sua história linda e especialmente a grande mulher que é. Dessas que fazem a gente ter vergonha por chorar por tantas bobagens.
Adorei seu blog. Desejo de verdade que você seja muito feliz. E tenho certeza de que seu filho será um grande homem, porque está aprendendo a viver com uma grande mulher.
É engraçado, você deve perceber isso: as pessoas passam a conversar com você como se fossem íntimas... a TV faz isso. Acho que se a encontrasse na rua, aqui em BH, gostaria de abraçá-la e conversaria com você como se convivêssemos faz tempo. Desculpe-me - e também a tantas outras pessoas - que se aproximam de você assim. Mas é que é tão raro encontrar exemplos de pessoas como você hoje que, quando acontece, a gente fica assim, apedagada.
Acho que ouvindo a sua história passei a amar ainda mais minha família, meu namorado, meus amigos - apesar de achar que já os amo tanto que nem cabe dentro do meu coração.
Enfim, parabéns e obrigada.

Janaína Magalhães - jornalista / Belo Horizonte

Zeca disse...

Estou encantado com a delicadeza das palavras e a força da mulher e mãe que as escreve. Estou comovido com a história e com a lição de amor à vida que você transmite com tanta facilidade. Só posso dizer "obrigado".

Renatinha disse...

Assisti o Globo Repórter numa reprise. Nunca o assisto, e, por acaso estava de frente pra TV, e vc apareceu com toda sua história (ou estória). Contada com todo o cuidado que deve ser contada.
Não me canso de dizer... esse gesto tão maravilhoso seu para o Francisco é algo que ficará pra sempre não só no coração dele, mas de todos que passam por aqui.
Um grande abraço e muita paz pra vocês!

Ana disse...

Somente alguem com extrema sensibilidade poderia ter tirado uma foto assim. Pelo jeito o seu Gui tinha muita.
Abraços querida.

Moogie Canazio disse...

Pequena !! Suponho ser assim que devo te chamar, já tem tanta coisa linda escrita no teu blog, pelos que visitam e sobretudo por voce, que não ousaria deixar mais um "elogio", então gostaria muito de te agradecer por ter dado a mim e todos que passam por aqui a oportunidade de compartilhar esse "ato" tão nobre, tão especial, relatos de tanto amor de tanto carinho.
Eu me sinto um previlegiado só em tomar conhecimento desse blog e saber que ma mesma dimensão em que vivo existe alguem assim tão 'ILUMINADA' como voce.
Comentário meio desconexo e mal escrito mas não resisti.
Deus abençoe voce e tua familia. Muito obrigado

taisa lima disse...

Nossa, Cris! Que olhar sensível o do Gui. Ele soube eternizar uma alegria. Lindo! Beijos...Taisa Lima

Bruninha disse...

Olá! Gostaria de parabenizá-la pelas lindas palavras desse blog. Vi sua história no Globo Repórter e acredite: me inspirou a fazer o meu próprio blog também! Por ironia do destino ou não, perdi um namorado que também se chamava Guilherme, há 1 ano e meio. Porém, nunca tive essa força maravilhosa que você tem. Ainda tenho muitas recaídas. Obrigada pela inspiração e pelo exemplo de vida; parabéns pela força e garra! Um amor verdadeiro supera todos os obstáculos, inclusive a morte, que passa a ser uma forma de renovação e de doces lembranças. Que Deus ilumine sempre você e seu filho. Beijos!

Anônimo disse...

Oi, Cris!
Visito diariamente seus blogs "hj vou assim" e o "filé", mas não conhecia este do Francisco. Por acaso que vi vc no Globo reporter.
Confesso que nem sei bem o q dizer. Estou com um nó enorme na garganta. Seus textos são muito sinceros e tocantes. Estou lendo desde o inicinho.
Só queria registrar minha admiração pela sua força e sensibilidade.
Muita luz pra vc, seu filhote e seus queridos.
Um ótimo fim de semana!
PS. Desculpe-me, mas estou sem palavras!

gabriel disse...

Descobri seu blog por uma amiga , a Larissa. Ela até pediu pra vc colocar meu bazar nos seus favoritos e eu nem sabia.
Visitando seu blog fui conhecendo sua história, vi o globo reporter, enfim, adorei tudo, muito emocionante!
Percebi que temos muito em comum, gostamos de falar de nossa vida, gostamos de estar na moda, temos um bazar virtual, enfim.
Minha hsitória tambem é de luta e esperança.
Luta por querer ser mãe, por passar por tratamentos, decepções, perdas, porém, com esperança de um dia conseguir realizar esse sonho. Depois de muitos anos, consegui!!!! Sou mãe através da adoção, hoje tenho meus filhos do coração.
Gabriel e Vinicius foram adotados ainda bb e são a razao de minha vida.
Hoje tenho um blog que falo de moda, das crianças e tambem um bazar virtual.
Convido voce a conhece-lo!
O engraçado de tudo isso é que bem antes de conhcer seu blog, eu tb sempre tirava fotos numa porta, só que da minha casa , lá falava das roupas que eu coloco em diversas ocasiöes.
Depois que minha amiga mostrou seu blog, vi que tinham muita coisa parecida.
Parabéns por sua determinação em ser feliz com seu filho!
Deus sempre tem uma razão para tudo em nossas vidas e por acreditar nisso é que nunca desisti de realizar meu maior sonho : Ser Mãe.
Mil beijos e venha me visitar, meu blog pessoal que tem minha historia e meus filhos é :
www.sereimae.blog.uol.com.br
E o blog do bazar é
www.universofeminino.zip.net

Mariza e os homens de sua vida!

Boas Vibrações disse...

OI Cris...
estou eu aqui tbm comentando neste blog maravilhoso, vc é um exemplo de vida e estarei sempre torcendo por vc...esta foto é maravilhosa...
viver o presente sem apego que é assim que deve ser...
... Não façais em absoluto,da morte do corpo a morte do Homem.Porque o Homem é vida jamais conhece a morte.segundo a mente,segundo a oportunidade segundo a necessidade,manifesta no corpo e no ambiente variadas situações,porém a vida em si não adoece, a vida em si não morre;segundo a mudança da mente,livremente podeis modificar vossa saúde e vosso ambiente. Porém chegará por fim a hora em que a vida não mais necessitará do casulo de carne. Nesse momento, a vida romperá o casulo de carne e ascenderá a um mundo de muito maior liberdade. Não façais disso a morte do Homem porque a essência do Homem é vida, jamais lhe ocorre a morte...(Masaharu Taniguchi)
beijo grande e aguardo tua visita no meu blog...(Boas Vibrações

Bia Carreiro disse...

A foto é linda, Bresson morreira de inveja.
Bjos enormes em vc e no Cisco

Anônimo disse...

Oi Cris,
Achei seu blog na página de um outro blog (monica mello) e me encantei. Que dor vc deve sentir, não deve ser fácil. Mas você é guerreira e está fazendo muito pelo seu filho, cuidando dele, deixando essa lembrança boa do pai.
Parabéns e força!
Beijos,
Mariana

Ju disse...

Cristiana, dei um pulo do sofá quando vi a história de vocês no Globo Repórter. Ficava falando: "Para Francisco! Para Francisco!" Parecia que via uma amiga de infância, alguém que eu conhecia há muito perto. Fiquei feliz em saber que muitas outras pessoas agora iriam também ler a sua história. Hoje, em Rondônia, mato um pouco as saudades de Minas, lendo os seus textos. Não sei porque, já que é uma história universal. Mas me sito em casa. Parabéns por nos fazer pensar na vida de uma outra forma. Muitas felicidades!

Juliana Coelho
Jornalista
Ji-Paraná/RO