terça-feira, 4 de março de 2008

A primeira jura.

From: Cristiana Guerra
Subject: Re: Ontem
Date: 16 de agosto de 2004 11h10min35s GMT-03:00
To: guifragaguifraga@lapisraro.com.br

Melhor do que fazer anivesário é ouvir palavras assim. Gui, eu amo ter você como amigo, bem perto de mim. Também quero viver muitos anos perto de você.

Mais um beijo bom,

Cris.

On 16.08.04 9:34, guifraga, at guifraga@lapisraro.com.br wrote:

Ontem foi seu aniversário. Não te liguei, mas pensei muito em vc, na sua doçura, no seu carinho e delicadeza. Quero viver muitos anos perto de você.

Muitos beijos bons, G

25 comentários:

Nat disse...

e vcs vão mesmo viver pra sempre perto um do outro e do Cisco tbm... ;)
bjs

Renata Rocha disse...

Caraca, Cisco é a cara do pai...
Ai que lindo esse email... adoro casais se cortejando !
Deve dar uma saudade absurda de naos mais receber emails assim.
Admiro demais sua determinacao e historia !
Um beijo no coraçao e no Cisco tb.

Luciana Gill disse...

A gente tem mesmo é que treinar muito o desapego nesta vida! A foto me sensibilizou muito. Um dia tão perto, agora, pelo menos fisicamente, tão longe... A solução é abstrair, tentar ver de uma ótica mais ampla, sei lá!

"Se as coisas são inatingíveis... ora!
não é motivo para não querê-las.
Que tristes os caminhos, se não fora
a mágica presença das estrelas!"

De Mário Quintana (e Luciana!) para vocês três. Este poema já foi "tema" de situações semelhantes por aqui.

Bj, força e muita alegria!

Anônimo disse...

Cris, pelo de vejo nas suas palavras(que expressam seus sentimentos perfeitamente bem), vcs continuarão juntos por muito tempo! Se pra mim é dificil acreditar na "ida" do Gui, fico imaginando pra vc...Já passei por uma situação parecida, mas não tinha um amor tão puro como o de vcs!
BJinhosss com carinho, no seu coração
Dani

andrea disse...

Cris, a cada dia me emociono mais com seus textos, suas histórias, sua coragem, sua beleza.
E o Cisco, meu Deus, um pedacinho mesmo de vocês, com a carinha do Gui!
Lindo! Lindo! Lindo!
Continue a nos alimentar, Cris. Faz tudo valer a pena!
Amo você, mesmo de longe.
Andrea Monteiro

Nina disse...

Não sei porque, mas essa é uma das fotos mais fortes que já vi aqui. Muito, muito perto...
Um beijo no coração Cris

Kika disse...

Cris...

Você acredita em "trancendental"?

Nem sei se é assim que se escreve, de tal viciada em corretor ortográfico que fiquei...

Essa foto tem algo disso...

Bati o olho e a primeira coisa que vi foi você num plano e o Gui noutro.

Não sei se você já tinha pensado nisso.

Até os olhares de vocês estão diferentes. Ambos olham para a frente, mas o ponto focal é diferente.

Essa foto transcende qualquer palavra que eu pudesse registrar sobre aquele momento de aniversários, o momento de mais um ano que passou e mais um ano que ía começar.

Como são os anos, afinal. Um indo e outro vindo.

E disso é feita a eternidade.

beijos, K

Sky disse...

Oi Cris..Cheguei ao teu blog através de alguém que estava passando por um momento difícil, e desde então tenho vindo aqui todos os dias aprender contigo e tua história. Passei por mta coisa que tu expressou aqui e tenho certeza que tua vida foi abençoada por tudo o que já viveu. Tenho até pensando em fazer um blog pra mim mesma, contando minhas histórias, pra deixar registrado..mas ainda não sei. Bom, te desejo muita PAZ e um caminho MARAVILHOSO pra ti e o Francisco. Um bjo carinhoso de Imbituba - SC.

Anônimo disse...

Kika... não sei se é assim que escreve transcendental. Mas, me parece uma pequena montagem. Bom...só a Cris pra saber...

Quando olhei pensei "Nossa! ela fez uma pequena montagem na foto". Deve ter sido a vontade de teletransportar para bem perto dele. Mas, seu coração está tão perto do dele... fique segura disso, Cris.

A saudade é grande... mas, a sua força é maior ainda!

Anônimo disse...

Querida, Cris

Gostaria de compartilhar uma história. Não é minha... mas, é da pequena grabiella e eu li no blog Cravo e Canela.

Patinete e Bivó

Na segunda, dia 28, a bisavó da Gabi, minha avó, faleceu. Ela tinha 92 anos e completou seu ciclo de vida em paz, com tranqulidade, após ter gerado 12 filhos e ter o prazer de conviver com algumas dezenas de netos e bisnetos. A Gabi tem ainda 3 anos e meio, mas resolvemos explicar para ela…

DR. Gabi, a bivó Mariinha está no céu ?

G. Porque ?

DR. Ela morreu filha, e foi pro céu, virou estrelinha.

G. E a casinha dela, foi também ?

DR. Não…ficou aqui.

G. quem vai cuidar ?

DR. O tio Gal, ele cuida da casa.

G. E por que ela morreu ? Fez barulho ? Como é o barulho ?

DR. Não filha, não faz barulho, ela morreu tranquila, em silêncio.

… ela ficou pensando…

G. Mãe, existe patinete para criança pequena, só que é bem caro.

DR. È mesmo filha ?

G. É … e no Shopping Aldeota tem um e a gente pode comprar.

… acho que ela mudou de assunto, talvez não quisesse conversar sobre esses assuntos estranhos. Depois ainda perguntou mais algumas vezes sobre a bisavó. Quando estávamos no elevador saindo para um passeio ela disse para uma senhora:

G. Minha bivó morreu.

S. Foi ? Porque ?

G. Ela estava velhinha, cansada, doentinha.

S. E você ficou triste ?

G. Não!

G. Eu fiquei com saudade.

… muito sábia essa Gabriela. Algumas pessoas teimam em confundir saudade com tristeza. Não é a mesma coisa. De jeito nenhum.

Ana Maria disse...

Cris,

Seu blog mudou a minha vida... sou outra pessoa depois de conhecer sua história, não sei explicar a transformação em minha alma... só sei sentir!

Obrigada,

Ana Maria

Jully disse...

Cris...
Amo esse poema... lembrei de ti!!

SAUDADE
(Fátima Irene Pinto)

Saudade é reviver cada momento,
sentir as mesmas emoções sem cogitar que tudo se passou há tanto tempo.

Saudade é acordar de manhã
e ter para o ente amado, o primeiro pensamento e os demais, que vão invadindo a mente pelo resto do dia.

Saudade é envidar todos os esforços para esquecer
sem contudo perder a mania
de retomar os restos tangíveis que permaneceram, com os olhos marejados e descobrir que estes "restos tangíveis" estão vivos e são ainda o nosso maior e melhor legado.

Saudade é ter a impressão de que nada aconteceu que ele não partiu, não traiu ou morreu e que, a qualquer momento, não importa se aqui ou além se nesta ou em outra vida,

Retomaremos o trajeto interrompido
pelo revés inesperado e estaremos de novo caminhando lado a lado!

Um bjo imenso de carinho em vc!!

Pequena disse...

Não, gente, essa foto não é montagem. É real e foi feita em julho de 2005, quando estávamos prestes a começar a namorar oficialmente. Totalmente envolvidos e apaixonados, mas ainda desalinhados, em tempos diferentes. E sofrendo por isso. Reparem as roupas: a sobreposição ton sur ton com o xadrez. A foto foi feita por causa dessa coincidência. E me traz lembranças assustadoramente vivas.

Um beijo.

cláudia Nunes disse...

oi Cris....li sua historia na revista criativa,,alias li 3 vezes...e percebi que seu amor pelo Gui é lindo....um beijo para vc e para o francisco..
Cláudia

Fabiane disse...

Oi Cris;
hj acabei de ler seu blog.... o conheci através do jornal Estado de Minas, que comprei em um domingo chuvoso só por causa da revista que o acompanhava...confesso que comprei um lindo presente. Me emocionei muito...gostaria de agradecer-lhe pela divisão de vida, confesso que voltei a acreditar que ainda é possível.
Obrigada pela emoção, pela fé no amor e na vida. Agora ainda mais alicerçada por conhecer sua história.
Nasci em uma cidade onde a Família Moreira dos Santos é muito numerosa e conhecida, fica perto de Bh, achei que podia interessar-lhe.

Amei conhecer vc.
Obrigada mais uma vez
bjs......bjs no Cisco tb....

Sahara Crestana disse...

Faz dois dias que comecei a ler tudo o que você escreve e não consigo parar, é emocionante e toca a todos aqueles que se aproximam sa sua história, tenho a certeza que essa pessoa que fez e faz parte dela está muito feliz com o carinho que tem para expressar cada sentimento... Que seu filho cresca com essa luz toda que vem do amor de vocês...
Abraços e fiquem com Deus.

Pequena disse...

Ei Fabiane, prazer. Esclarecendo: o Gui vem da família Fraga Moreira (por parte da mãe) e Santos por parte do pai. O Moreira dos Santos é só a junção, então provavelmente ele não é da família que você citou. De qualquer forma, muito obrigada por todo esse carinho e pelas suas palavras lindas.

Obrigada e meu carinho a todos por aqui.

Ana disse...

Faz tempo que não passo por aqui. Hoje, andei colocando os posts em dia e me surpreendi com a semelhança do Cisco com o pai! É uma xerox!!!
Fiquei com saudades dos dois, pai e filho...snif!

Anônimo disse...

Cris, nossa! pensei que fosse montagem e tinha achado lindo... imagine sem ser. Tempos diferentes e um único amor.

Lindos!

confissões de uma balzaquiana disse...

Tenho acompanhado seu blog. Acabei me inspirando e criei um espaço para brinacr de escrever.
Faça uma visitinha de vez em quando.
Quem sabe conquisto sua confiança e faço parte de seus links!

Anônimo disse...

Oi Cris entendi... sobrenome lindo, o Cisco precisa dele..é sinônimo de força...tenho rezado muito para vcs, coisas dessa gente mineira... não esqueço de vc e sua história linda, muita força sempre Cris, mulher forte, guerreira, brilho, luz....espero que um dia possamos nos encontrar e que eu possa dizer a vc que sua história e a do Gui tem construído vidas....reanimado almas, distribuído afeto e certezas de que vale a pena amar.
Um gande beijo em vc e no Cisco.

Pequena disse...

Fa, ler isso só reforça a minha certeza de que realmente valeu a pena viver um amor tão grande. Porque a falta desse amor é um buraco enorme. Mas a falta fala do que existiu, então não dá pra deixar de abrir um sorriso ao sentir isso. Eu acredito no amor e na vida. O Gui veio para me mostrar isso. O Cisco veio para continuar esse trabalho dele... E quem sabe agora eu tenha de fato aprendido pra poder mostrar um pouco para as pessoas.

Muito obrigada pelas suas palavras e que a vida lhe seja delicada sempre.

Ana Paula Soldi disse...

Cris, acho que já disse isso antes, esse amor é muito lindo!!!!!!
Tem uma homenagem pra você lá no meu blog.
beijos e otro pro Cisco.

Kika disse...

Pequena e Anônima

Obrigada pelos esclarecimentos.

Eu tinha reparado nas roupas sim.

Eu tinha reparado em todos os detalhes.

Laranja é uma cor um tanto quanto hipnótica para mim.

E eu adoro fotografias.

Cada um tem seu meio de expressão, tem sua linguagem. Tem quem goste do vídeo, da música, do teatro, e tal...

Eu gosto de fotografia, mas não sei fotografar. Mal mal sei ser fotografada. Gosto de ser fotografada.

Uma foto fala de mim, mais do que eu mesma.

Por isso que essa foto me fez sentir mais testemunha virtual do que somos da sua estória de amor real.

Obrigada, queridas,

Kika

Marcela disse...

Outro dia, fui ao cinema e vi um cartaz de um filme chamado "Estômago". Nele, a foto de um ator muito parecido com o pai do seu filho. Talvez você não ache, mas eu lembrei na hora de você. Impressionamente como pessoas que nem conhecemos podeM fazer parte do nosso dia-a-dia. Enfim, pesquisei na internet e o nome do ator é João Miguel.
Seu blog é lindo, você é uma excelente escritora, além de parecer ser uma ótima pessoa. Parabéns pelo lindo filho também.