quinta-feira, 13 de março de 2008

Uma carta, filho.

Não foi um telegrama, nem um email. Uma carta. Coisa que quase não se usa mais hoje – o que é uma pena, pois as cartas têm uma beleza que emails não têm. Escrita à mão. Num papel bonito, letra doce, carinhosamente dobrada e colocada num envelope. Decorada com borboletas em alto relevo. Uma carta do outro lado do oceano. Assim começou minha manhã de ontem no trabalho. Com uma carta da Nina, uma brasileira que mora na Alemanha. Como a Hellen, que me presenteou no outro blog, a Nina reservou um tempo da sua vida para se expressar, chegar mais perto. Um tempo dela de presente pra mim. Imagine, filho, que ela me pediu desculpas por isso. E existe algo mais valioso hoje? Dar um pouco do seu tempo de presente. Como cada um que escreve aqui. Para sublinhar um detalhe, contar uma história, um pouco da sua própria vida, ou mesmo só pra deixar um afago. Que vai direto ao meu coração. E esquenta, amacia, me faz sorrir. E me faz chorar, mas é de alegria. E eu chorei tanto, filho. Tanto. Por perceber que a Nina sentiu o meu amor. O amor que eu sentia pelo seu pai – e que ainda sinto. O amor que sinto por você. Por descobrir que, ao escrever para você, tenho falado com tantas pessoas. É frustrante não ter o tempo para responder a cada uma delas. Espero que elas saibam que, ao continuar escrevendo aqui, estou retribuindo. E sabe o que eu pensei com tudo isso, filho? Pensei uma coisa muito pretensiosa, mas é como eu estou me sentindo. Quando eu estava lendo essa carta, senti como se, ao ir embora, seu pai tivesse dito assim: “Vou. Mas fique com todo o amor do mundo no lugar do meu.”

44 comentários:

Renée Samora disse...

Cris,
se foi isso que o seu Gui quis dizer quando se foi, tenha certeza que ele acetou em cheio...
O amor que vc recebe, de mim, da Nina (diretamente da Alemenha) e de todos os outros que por aki passam e mesmo sem deixar recados deixam uma marquinha de amor para vc e para o Francisco...

Bjokas carinhosas em vcs dois...
Fiquem com Deus e com nosso amor por vcs!
Renée Samora

Cris de Bourbon disse...

Cris, vc sabe das coisas! Como brotam coisas lindas de ti, do teu coração. Encantador, isso. E eu como católica praticante, sei dessa verdade: Deus só permite o 'mal', para tirar dele um bem maior. Quando digo mal, não é no sentido maldade, é no sentido de 'algo que faz sofrer'.
Não vai por carta, mas vai aqui mesmo, todo meu carinho e admiraçao por vc.
beijo! ;)

Sofia disse...

Todo carinho que enviam pra você é porque você merece. Você conseguiu dar a volta por cima depois de um tombo muito grande, e ainda enxerga as coisas bonitas e felizes da vida. É um exemplo de determinação e beleza. Nunca nos abandone, todos os dias ficam um pouco mais graciosos depois de ler suas palavras. O Gui tá te vendo e ele é só orgulho de você e toda sua força! Beijinho. :***~

Weder_e_Sâmia disse...

olá Cris, como vai, e o Cisco?

Estou viciada nas suas histórias, na sua forma de levar a vida, e estou aprendendo bastante contigo...

ah! posso comentar sobre o seu blog na comunidade mamães e bebês (orkut)...
as meninas vão adorar..
um enorme abraço cheio de carinho e afeto pra ti e p/ o Cisco!!!

Sâmia

Anônimo disse...

Cris,
como sempre....amor vem de amor
bjs
Alessandra

silvanark@uol.com.br disse...

Cris,
vc pode ser muitas coisas, mas não acho que seja pretensiosa... Aliás, por ser tão despretensioso, seu blog é tão interessante. Seu modo de ver a vida tem bastante semelhança com o meu. Sua história me inspira. Que Deus abençoe vc e seu filho. Beijo.

Anônimo disse...

Pode ter certeza!! Ao escrever, vc recebe o amor de quem te lê diariamente!!! Nossa, toda vez que venho aqui fico doida pra te conhecer (pessoalmente), não sei se isso só acontece comigo, mas dá uma vontade de papear com vc, de ver literalmente a pessoa q vc é e te admirar de perto!
Outra coisa legal é que, como os comentários estão aumentando e as visitas tbm, parece q seu estímulo pra escrever cresceu junto! Vc tem postado com mais frequencia e isso nos faz um bem q vc nem imagina.
BJinhosss carinhosos,
Dani!

Gilde Aquino disse...

Menina linda, vc parece uma menina sabia? Hoje me arrepiei com as últimas frases do seu blog viciante, emoção é algo que ulptrassa barreiras e todas as distâncias do planeta. Imagine quantas pessoas incluiram vc e o Cisco nas orações diárias, eu sou uma delas, é o Gui realmente cuidando de vcs lá de cima.
Lindo esse sentimento, esse amor contagiante, eu tb choro ao ler o blog, mas não é tristeza.
beijos e tenham um dia iluminado!

Gilde Aquino disse...

Sabia que esse blog um dia pode virar um livro e com fotos do Cisco pra ilustrar e a emoção da mãe em cada linha, vai virar um best seller.
Felicidade lindos
Sabe que dá vontade de colocar vcs dois no colo. a foto do post abaixo é uma delícia de ver, alegria pura, igual a tatu de vcs.
beijos

Joana Alves disse...

Vinha sempre. Sem coragem de escrever.
Tive coragem, mandei e-mail na impossibilidade de enviar 'outra maneira de contato'.
Recebi um e-mail simples mas carregado de sentimento.
Hoje entrei no outro blog: será que ela me respondeu?
Sim, respondeu aqui, indiretamente.
E com tão lindas palavras que me fez chorar.

Suas palavras confortam.
Leves.

Beijo.

Joana Alves

nina disse...

Ai meu Deus do céu, quer me matar do coração mulher??? É muita emoção pra um dia só!! primeiro começo o dia despertada com cheiro de tomates no ar devido o sonho com o Cisco Homem, e depois de preparar o almoço dos meus filhotes (é aqui já é tarde!!) venho me proporcionar momentos de lazer na net e me deparo com isso... assim eu tenho um troço, rsrsrs.

Oohh Cris, que delícia saber que chegou, devido a distância, às vezes acontece de extraviar. Mas as borboletas conseguiram te alcançar, que bom... fico feliz da vida!!!!!!!! Quando fui ao correio, o atendente olhou pra carta com asinhas, olhou pra mim, olhou pra carta e deu uma risadinha discreta, como todo bom alemão.

E se vc chorou, saiba que choro todo dia aqui, emocionada com as suas palavras, assim como chorei enquanto escrevia a cartinha, e choro „todo dia“ quando ouço aquela canção que eu acho tudo de bom, e tudo de vcs (caramba, eu sou muito chorona).
E você tbm sabe que todos que passam por esse espacinho, sentem o amor lindo que está contido aqui.

Como disse a Raquel, num comentário no post passado: „ahh Cris, se eu pudesse realizar um desejo, seria o de trazer o Gui de volta“ e te entregar.

Bjs com carinho e receba mesmo, „todo o amor do mundo“

sylnier disse...

Obrigada....

Fê França disse...

Eu sinto seu carinho, quero que sinta que também há muita gente bacana que te lê e que te manda energia positiva. Um afago enorme em você! Beijos, Fê França - www.fernandafranca.com

Anônimo disse...

Suas palavras têm um efeito estranho em mim, quase curativo. O sentimento é seu, mas pode expurgar também a minha dor. O riso é seu e do Francisco, mas conecta mais fundo com a minha delícia secreta de ser a mãe do Theo. Minha solidão nem sempre é leve. Compartilhar então, um desafio. Por isso acho bonito bonito ver como a alegria de tantas presenças pode deixar tudo mais fácil. Obrigada por me ajudar a estar atenta. A vida é generosa. Existe amor no mundo. Um abraço em você. Larissa Guimarães

Tha disse...

Pequena (lindo o nominho!),

Adorei seu blog, o motivo dele, seu jeito de escrever e de sentir. Mandei ontem o link pro meu marido, um fofo que está preso ao meu coração como o seu, falando: Gatão, leia só um texto se não tiver tempo, é de melhorar a vida.

E é isso que você faz com esse blog, melhorar a sua vida e a nossa.

Beijo e se cuide.
Thais

Laura disse...

Oi, aqui é a Laura, filha da Nina...nossa, hoje eu li esse post e...cara minha mãe me dá medo! Ela inventa cada coisa!

Tipo...eu sabia que ela passava por aqui sempre, até eu passo. Mas aí, eu abro hoje, e o que eu vejo? Voce falando de uma carta da minha mãe! MINHA MAE!!!

E...tinha uma borboleta no envelope?? Ai meu Deus...nada mais me surpreende mesmo...rsrs

Mas...(Já que minha mae vai ler isso mesmo, é melhor eu escrever alguma coisa decente né? ^^")...eu fiquei muito feliz por saber que voce recebeu essa carta! Bem que eu vi ela escrevendo um troço outro dia...com música tocando...bom, deixa pra lá.
Tudo de bom pra você...pro Cisco...pras borboletas!! Tudo na paaazz!!!! xD

Tchau...e continue escrevendo, seus posts sao muito bons ^^

Silvia disse...

Cris,

É mesmo o que sinto. Outro dia escrevi que o seu amor virou semente. Graças a ele, além dos sentimentos maravilhosos que você desperta nos seus leitores, você me faz querer ser melhor, ser mais amorosa, mais carinhosa, mais delicada. Procuro a cada momento de alegria, ter a consciência de que estou feliz e assim registrar esses momentos no meu coraçãozinho, como você faz aqui no blog.

Que bom que você pode sentir todo esse amor de volta. Tudo isso me comove muito e saber que você também fica emocionada me dá uma alegria!

Você merece todas as palavras de alegria e de admiração e mais todo o amor do mundo!

Com amor,
Silvia

Luciana disse...

Cris,
comecei ontem a ser leitora do seu blog (lendo tudo de uma vez) e já estou passando por aqui de novo. Como a minha amiga Gilde falou, esse blog vai virar um best-seller se for publicado, com fotos.
Essa linda história de amor, eternizada no Cisco, tem que ser compartilhada mesmo, pra te fazer bem, permitindo que vc reflita sobre as perdas dolorosas e os ganhos inestimáveis e especiais(o Cisco lindo) e que a gente, que passa por aqui, possa se tornar também uma pessoa melhor, olhando a vida com mais amor.

Sou sua fã,
beijos carinhosos pra você e seu filho lindo

para mim disse...

Olá Cris.... conheci sua historia na revista gloss e imediatamente virei uma leitoa diaria do seu blog... confesso que já chorei muito por vc.... e ja sorri muito por vc....ja doeu muito meu coração so de pensar em como sua vida foi dificil e ao mesmo tempo tão brilhante...As vezes chego a conclusão que não suportaria nem metade de tudo que ja passou..., mais por vezes também a considero a mais sortuda dos seres por ter tido um amor tão lindo, tão delicado como vc mesmo diz e com uma leveza invejavel consegue nos transmitir tudo isto... se a visse um dia pessoalmente te daria um abraço bem apertado e te diria nos olhos o qto me fez se mais forte...
Nem a tristeza, nem a desilusão,
Nem a incerteza, nem a solidão,
NADA ME IMPEDIRÁ DE SORRIR.
Nem o medo, nem a depressão,
Por mais que sofra meu coração,
NADA ME IMPEDIRÁ DE SONHAR.
Nem o desespero, nem a descrença,
Muito menos o ódio ou alguma ofensa,
NADA ME IMPEDIRÁ DE VIVER.
Em meio as trevas, entre os espinhos,
Nas tempestades e nos descaminhos,
NADA ME IMPEDIRÁ DE CRER EM DEUS.
Mesmo errando e aprendendo,
Tudo me será favorável,
Para que eu possa sempre evoluir
Preservar, servir, cantar,
Agradecer, perdoar, recomeçar...
QUERO VIVER O DIA DE HOJE
COMO SE FOSSE O PRIMEIRO,
COMO SE FOSSE O ÚLTIMO,
COMO SE FOSSE O ÚNICO.
Quero viver o momento de agora
Como se ainda fosse cedo,
Como se nunca fosse tarde.
Quero manter o otimismo,
Conservar o equilíbrio,
Fortalecer a minha esperança,
Recompor minhas energias,
Para prosperar na minha missão
E viver alegre todos os dias.
Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer,
Quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar
Para poder realizar os ideais do meu ser.
ENFIM,
Quero dar o máximo de mim,
para viver intensamente e maravilhosamente
TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA.
Te desejo o melhor...
Beijos
Elaine Cristina Filadelfo

Lara disse...

Cheguei por acaso, uma outra blogueira me indicou... e me apaixonei. Nao so pelo fato de ser sincero e real, mas por contar amor em cada palavra, sentimentos expressos em frases, e isto eh raro hj em dia... Com certeza estarei linkando este blog, mas nao para ser um a mais numa lista virtual, mas p ser aquele q jamais esquecerei, por toda a minha vida. Estou na Inglaterra e sei como eh a distancia... E receber o carinho de outros desse jeito eh realmente fascinante e emocionante. Ate eu fiquei com vontade de te escrever uma carta, pela forca de mulher q li aui em cada link... Emn cada post. Vc eh do tipo de pessoa q o mundo teria q conhecer para ao menos 'tentar' ser 1/4. O mundo seria melhor.
Parabens por tudo o q tens, esse filho lindo, o amor de teu marido (q eh eterno) e o amor de todos a sua volta.
'Somos responsaveis por aquilo q cativamos' jah dizia Saint Exupere.
Por incrivel q pareca, enquanto lia seu blog, senti como se estivesse assitindo 'PS I love u' novamente, q eu amei e chorei por demais... Nao sei se conheces. Enfim, pra um comentario isso aki virou quase post. Um bj enorme...
;)

Mariana Mesquita disse...

Cris,
ja tem um tempo q acompanho seus blogs... amo todos, mas nunca havia comentado...
É maravilhoso ler o q vc escreve e é ainda melhor conseguir sentir todo esse amor q vc expressa de forma tão bonita e profunda...
Queria q vc tivesse noçao de como o q vc escreve ajuda a todos nós q estamos lendo...
Suas palavras e seus sentimentos sao um presente pra mim... Obrigada por isso... e agora quero fazer um agradecimento pessoal, pois ontem eu estava muito triste, decepcionada com o mundo e ler sua palavras me fizeram um bem enorme... um bem q vc nem consegue imaginar...
O Cisco tem muita sorte de ter vc ao lado dele..
e eu tenho muita sorte de ter vc e suas belas palavras todos os dias aqui na net...
obrigada...
com carinho,
Mariana

Anônimo disse...

Cris,
Esta noite que passou, custei a dormir e no meio de turbilhões de pensamentos o rostinho lindo do seu filho vinha na minha cabeça. Nossas histórias não têm uma ligação em si mais tem pontos em comum, em dezembro de 2006 chorava a morte da minha mãe (meu céu e meu chão, minha amiga, razão de ter vontade de realizar muitas das coisas que hoje faltam animo para terminar) e vocês em uma data próxima perderam o amor de suas vidas (um projeto lindo de vida se iniciando e você com seu cisco na barriga passando por essa barra) para mim foi tão dolorido, ou melhor, ainda é dolorido mais agente acaba sobrevivendo e seguindo em frente, achei o seu blog procurando coisas interessantes para ler quando minha cabeça não agüentava mais pensar em coisas que não tinham explicação e quando o vazio tomava conta da minha casa mesmo ainda tendo meu pai (O MELHOR DO MUNDO) e um irmão adolescente dentro dela. Seu blog se tornou uma fonte de inspiração, mesmo sem conhecer vocês acredito na doçura do amor que você viveu e em certos momentos consegui sentir a intensidade dos casos contados e tenho certeza do orgulho que seu filhote vai ter de seus pais, muito lindo o que você escreve para o seu filho e muito mais lindo é essa homenagem que você faz ao amor o seu amor. Eu amo escrever, do meu jeito é claro e acho que a vontade voltou a bater na minha porta e vocês são os “culpados” disso, vou escrever sobre minha mãe, não sei se chegarei a publicar em algum blog mais farei isso por ter orgulho de falar como ela foi a melhor mãe do mundo nos 23 anos que esteve do meu lado.
OBRIGADA, PARABÉNS E TORÇO POR VC E SEU FILHOTE ELE É MUITO LINDO.

Maria disse...

"Todo o amor do mundo" mesmo!
Suas palavras fazem com que eu acredite que o amor pode mesmo ser real. E existir na sua mais completa forma.
Obrigada por escrever!

Anônimo disse...

Ah, Cris,
Meu PC pegou uma virose e fiquei 2 dias sem vir aqui, a primeira página que abri foi a sua... Obrigada por me emocionar tão lindamente...
Um Abraço
Hanna

Anônimo disse...

cris obrigada por aqueçer os nossos corações compartilhando tão linda história e de uma maneira tão delicada e sensível.Raquel

Anônimo disse...

Cris, só pra dizer que a última frase foi uma das mais lindas que eu já li na vida!

Um beijo terno,

Marina

vall disse...

Você nos dá amor, nós retribuímos e você nos retribui de volta.
Obrigada.
Vall.

Cíntia Levita disse...

Eu estou absolutamente encantada com o seu blog, sensibilizada com a sua história e anestesiada pelas suas palavras.
Menina, força! Siga em frente, mas um dia após o outros. E se em um você tropeçar, terás um milhão de braços (reais e virtuais) pra te apoiar.
Fiquei fã e virei mais vezes, te presentear com pequenas doses do meu tempo, que parece não existir quando mergulho nessas linhas.
Forte abraço!

vanessa silva disse...

ai...emociona mesmo e muito.
sou maricas e acredito sim que é possível que a vida seja feita de todos esses amores, os mais diversos por cada coisa existente.

beijo.

Renata Rocha disse...

“necessitamos uns dos outros para sermos nos mesmos.“ Agostinho

Continue a escrever e a nos encantar !
Beijos para vc e para o Cisco !

Carol disse...

Sempre maravilhoso, não tenho mais palavras, (coisa rara para uma fala-barato como eu...)

Um beijo grande de uma portuguesa curiosa, que segue á distância esta pérola de blog, um verdadeiro tesouro.

Estrela da Manhã disse...

Querida Cris,

mesmo com todo o amor que vc recebe do mundo, de nós, seus leitores, seus companheiros nessa jornada, o amor do Gui ele te deu todo na forma de um filho! Ele teve que ir, mas deixou-te mais que amor: deixou o coração de vcs batendo fora do peito!

Fique com Deus.

Ana disse...

Cris,
soube ontem do seu blog e vim dar uma olhada. Querida, como vc sabe colocar em palavras todo o sentimento de dor, alegria e principalmente de amor que tem.
Eu tb perdi meu amor,ha quase 04 anos, sei exatamente como é dilacerante e absurda essa dor.
Mas saiba que vc tem um motivo lindo para continuar e para sorrir, e ter a certeza que de ainda vale a pena!
Grande beijo.

Pequena disse...

Larissa querida. Um beijo no Theo e outro em você.

Nina e Laura, que presentes deliciosos seus comentários! Adorei a Laura!!

Gente, tô emocionada. Abraço apertado em cada um que vem aqui todo dia ou que chegou agora.

Anônimo, perdi minha mãe aos 24. Imagino sua dor. Dá sua mão aqui. Um beijo e um abraço.

Cris.

Rebs disse...

"Todo amor que houver nessa vida"...

Anônimo disse...

todo amor do mundo e seu!
mesmo que por um breve instante... seu!
beijos,
elaine

Ana disse...

Todos esses textos são muito profundos. achei linda toda criação disso e acho que, nao perfeitamente, mas como se fosse, entendo tudo isso e ainda sim acho uma das mais bonitas histórias de um ser.
foi bom ter passado a madrugada inteira lendo desde o 1º ao último capítulo dessa histórinha... bom, que eu também posso amadurecer mais com algumas coisas e sabe que hoje o meu signo disse isso...rs !
Beijos

Anônimo disse...

Cris,
Cheguei aqui através do blog da Crsitiana, mãe do Luca e da Diana, e adorei.
Tenha certeza que cada vez que leio algum post, sinto o seu amor em cada letra, e me emociono muito, adoro ler essa suavidade que vc coloca aqui e tenho uma vontade imensa de te abraçar.
O Francisco qdo puder ler vai ganhar uma herança incrivel.
bjos,
Julieide

fernanda disse...

Vc é linda,seu filho é lindo,seu amor é lindo.
Conheci seu blog hoje e nao sosseguei enquanto nao li todos os posts.
A vida do Guilherme não foi curta...Acredito que a nossa vida nao se baseia nos anos que passamos aqui,e sim nas impressoes que deixamos,nos sentimentos que despertamos...E ele vive em vc,no Cisco,em mim,em todos que de alguma maneira ficaram tocados por esse amor gigante e essa delicadeza sem igual...E olha que eu so o conheci hoje,atraves de vc...Nao fique triste quando lembrar dos momentos juntos,fique feliz por ter tido a oportunidade de ter uma pessoa tao especial ao seu lado,vc é uma mulher de sorte!
Beijos pra vc e pro seu filho lindo,da sua nova fã.

Jana. disse...

Eu acho também que, quando ele foi embora, deixou no coração de cada um de nós que nos emocionamos com a sua história, a tarefa linda de trazer um pouco de amor para você.
Fique em paz.

Vanessa disse...

Venho quase todo dia aqui ler vc, quase nunca deixo comentários, aliás este é meu 2º...mas sempre que posso indico que algum amigo venha aqui tb.
Concordo com vc sobre as cartas, concordo com vc tb. que amor chama amor e gente Legal chama gente legal...é assim...
Felicidades sempre pra vc e pro Francisco.

patricia .:. m e r l o disse...

Cris, minha família INTEIRA sabe sobre a "Cris e o Cisco" sabe por que? Pq vc me ajuda tanto sem saber! O amor que vc expressa eu sinto na minha pele que arrepia cada fiozinho eu os sinto levantar a cada frase que termina.
O seu amor não é dessa dimensão!
O seu amor parece que tudo suporta e tudo espera!
Sei que deve ter momentos difíceis, noites escuras e longas...mas uma batelada de gente ama o amor de vcs!ama vcs! mesmo virtualmente.
Acho que as pessoas que escrevem aqui tem o mesmo sentimento que tive hoje num shopping, (ainda mais eu que quero ser mamãe ainda esse ano) comprar uma roupinha pro teu *fiote* pra vc colocar "vou assim!!!"
tenho um blog, escrevi sobre vc lá e adotei uma palavrinha tão simples mas que me emocionou tanto no recado do orkut:um beijo de CARINHO, adorei!
Vc é uma das mulheres mais lindas que já li na minha vida.
E tô aqui de novo pra mandar um abraço demorado pra vc e um afago gotoso no Cisco!

Laci disse...

Oie Cris..
Lá vai...
Tenho exitado bastante pra deixar meu comentário aqui. Imagino que nenhuma palavras que por ventura eu venha editar consiga expressar o tamanho carinho que tenho por vc.
Minha admiração por vc começou no Carnaval.
Estava eu junto com minha família reunida em um resort quando comprei um revista e vi sua entrevista. Confesso que me emocionei com a sua história e conto ela pra todos que conheço. Desde então eu venho aqui, começo a escrvever, mais não tenho coragem de enviar.
Vc é muito linda sabia?? imagino vc sendo uma luz forte, e olha que nas fotos vc é tão magrinha...rs, que contando ninguém imagina que por de trás de uma pessoa fragil, meiga existe uma mulher forte, determinada e apaixonda.
Bom Cris, eu desejo de coração que vc seja junto com o Francisco MUITÍSSIMO FELIZ.

Anônimo disse...

Oi, Cris,
sou eu, Marcelo Maia, que postei um comment logo após vê-la no Globo Repórter!
Desde sexta-feira, tenho feito o que me propus: ler TODO o seu blog!
Me mantiveste fixo na leitura até quase 5h da manhã... (para ter um parâmetro, naquele dia, não pretendia "passar" das 2h...
Eu, que NUNCA chorei com filmes, novelas, nem música, fui tomado por "arrepios do choro" ao ler seus textos...
Desde então, tenho divulgado pedacinhos deles a um ou outro amigo... Um deles já é seu mais novo fã tb!
:-)
Chama-se Francisco também, e, bem mais livre, já se entregou às lágrimas com suas palavras!!!

Cris, Cris, Cris...
conta aí, em que escola de magia vc se formou?

Como conseguiste fazer com que, enquanto tocava Jack Johnson, eu lesse o post "Uma carta, filho", justinho no tempo de duração da múcisa?
E o mais mágico... chegar ao final do post, ao final ecoante da música, lendo esta frase: “Vou. Mas fique com todo o amor do mundo no lugar do meu.”
Gui, com toda certeza, falou-lhe isto... daquelas formas que ele SEMPRE encontra pra falar...
Recebi a confirmação com esta plácida experiência!
Brigadão!
:-)
E voltemos ao blog!