sábado, 12 de janeiro de 2008

Hoje cedinho.

De: guifraga
Data: 12 de junho de 2006 9h46min4s GMT-03:00
Para: Cristiana Guerra
Assunto: hoje cedinho

acordei pensando tanto em você.

um beijo bom, Gui

---

Estávamos separados, fazia pouco mais de vinte dias. E eu me lembro como se fosse agora: do friozinho na barriga ao abrir minha caixa de emails e encontrar este aí em cima. Hoje, senti uma coisa muito parecida ao passar em frente ao apartamento onde seu pai morava. Coração, quando ama, pensa até nas impossibilidades.

11 comentários:

Vanessa disse...

Li sua reportagem na resvista Criativa e resolvi entrar no blog...não consigo nem dizer nada...São pessoas como você que me fazem acreditar na fé e no amor das pessoas...Obrigada por me dar essa chance.

Diii disse...

Olá, Cris!!

Achei seu blog através da revista Gloss, e adoreiiiiiii, de verdade!!!
Mto legal essa coragem q vc teve de começar, praticamente, outra vida. É pessoas como vc que fazem a gente seguir em frente.

Tudo de bom pra vc e para seu filho fofo!!!

mari* disse...

acho que, como todo mundo que entra aqui, que conhece um pouquinho da sua história, mee senti obrigadaa comentar, a deixar minhas palavras pra vc, mesmo sabendo que pode ser que elas não façam muita diferença! obrigada não é bem a palavra, mas de qualquer forma, eu PRECISEI comentar.
cheguei aqui através da gloss, e meu Deus, que história, que amor, que dor, que lição de vida! chorei do começo ao fim, acredite: eu li todos os seus posts, um por um!
parece incrivel, mas eu compratilhei sentimentos com vc, vivi a sua alegria, sofri com sua dor! pode isso? impressionante!
"Junto com a dor vem uma sensação de alívio por ter vivido." acho que é o melhor, se a vida é um presente que nos é especialmente dado, então o que devemos fazer é agradecer todos os dias pelas oportunidades que temos e não pelas que perdemos!
aprendi muito com vc, em um pouco mais de 40 minutos de leitura. e espero poder levar tudo isso cmg, fazer disso um aprendizado real.
"um desses momentos em que a gente sabe direitinho o que é felicidade: aquele espaço rápido entre uma ansiedade e outra, entre um problema e outro, em que tudo parece perfeito. E é."
parabéns pela história, parabéns pelo amor que vc foi capaz de viver ("Um amor que nada rouba, só acrescenta."), parabéns pela corgem e o proncipal: parabéns pelo filho LINNNNDOOOOOO!
"É verdade essa história que não acaba. É verdade esse amor que só cresce." tenho ctz disso!

beijos, tchau!

Nathália Rodrigues disse...

Seu filho, o amor e a coragem que você tem para viver acabam motivando muitas pessoas!
Muita saúde para os dois
um beijo.

Evelyn disse...

Como algumas pessoas falaram, eu tbm li sua reportagem na Gloss que comprei pra minha irmã. Li todos os seus posts e fiquei muito emocionada ao ver o seu amor pelo Gui expresso e acionado no amor pelo Cisco.
Agradeço por vc demonstrar essa força de vontade que impulsiona a quem lê a querer viver. A mim inclusive, que perdi tbm em 2007 um grande amor. Tbm de maneira repentina mas diferenciada por saber que ele continua vivo, sabendo que o amo muito, mas não ao meu lado.
Me emocionei ao enxergar no amor que vc descreve o amor que eu acreditava não poder existir entre duas pessoas. Um amor puro e como vc disse 'cheio de afinidades'. Que vai além da importancia sexual, da importancia financeira e da importancia material e 'presencial', se é que me entende.
Obrigada por mostrar que existe o que sempre me falaram que eu acreditava: um amor utópico. Sua familia é a prova que não é utópico mas verdadeiro demais se queremos vivê-lo!
Beijoos.

Zi disse...

Conheci seu blog atráves da Carolina (terapeuta floral) e desde então não consigo deixar de visitá-lo frequentemente. Sua história me comoveu muito e posso entendê-la muito bem, porque meu grande amor também foi fazer uma longa viagem, em circunstâncias diferentes das suas, mas acredito que a saudade seja semelhante.
Parabéns pela coragem e pela iniciativa de dividir conosco aguns dos seus momentos mágicos.
Beijos

lineyamasaki disse...

Parabéns! A reportagem é muito tocante...POxa fiquei pensando aqui...s eu estivesse em seu lugar sinceramente ja teria desabaaado...Congratulations!

Desejo muita sauda para vc e seu filinho liiindo!!!

Carolina disse...

Indescritível!!
A sua força, o seu amor me fazem acreditar mais ainda na possibilidade da vida seguir no mais puro amor! Li sua história na revista Criativa e desde já me comovi, apaixonei-me por sua força e persistência, e posso dizer que você se encontra no alto da lista daqueles que admiro profundamente. Lendo seu blog me surpreendi mais ainda, eu sou de BH, já posso ter cruzado com vc, com o Gui ou com o Francisco sem nunca saber da intensidade desses amores.
Repito: você tem o meu mais alto grau de admiração, "se ao uns 10% da população fossem iguais (a você), talvez o mundo tivesse solução."
Continue assim, servindo de inspiração para aqueles que precisam aprender a lutar e a sobreviver!
Um ano novo maravilhoso para você e Francisco. Que ele cresça nesse amor incondicional e aprenda a ser um ser humano de verdade como, com certeza, o pai foi e forte como a mãe.

www.palavrademae.blogspot.com/ disse...

Que palavras lindas.

E a foto ali em baixo....demais.

beijos
isabel

Carolina Garbim disse...

Cris,
é lindo
é triste,
é feliz!

me comovi do começo ao fim,e estava decidida a ser sua leitora anonima,mas se vc pra mim hoje,com toda essa coragem se tornou um exemplo marcante em minha vida,não me custa lhe prestar meu carinho desde já e a minha existencia,assim como de muitas pessoas que leem vc nesse momento atraves deste blog!
parabens a vc e ao gui,parabens ao amor,parabens pelo "cisco"

bjos

Kika disse...

Era Dia dos Namorados!